Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Formação Cultural

Cineclube INCITI realiza sessão com o tema “Cinema de Prédios”

Serão exibidos oito curtas-metragens que traduzem o poder da arquitetura e do olhar cinematográfico

Divulgação

Divulgação

Um dos curtas que está na programação do Cineclube INCITI é ‘O Olho e o Espírito’, de Amanda Beça

O INCITI, grupo de Pesquisa e Inovação para as Cidades da UFPE, realiza uma sessão cineclubista nesta quinta (25), às 19h, com o tema “O Cinema de Prédios: uma heterotopia?” e curadoria da pesquisadora francesa Louise Bernard, mestranda em Estudos Cinematográficos na Universidade Paris 7 Diderot. Ao todo, serão exibidos oito curtas-metragens (lista abaixo) que  traduzem o poder da arquitetura e do olhar cinematográfico, de maneira documental, estética, humorística, histórica e também plástica. Após a exibição, o público terá a oportunidade de conversar sobre os filmes com a pesquisadora Louise Bernard e os realizadores audiovisuais Amanda Beça, Gabriela Alcântara e Luiz Joaquim. O acesso ao cineclube é gratuito. O INCITI fica na Rua do Bom Jesus, 191, Bairro do Recife.

De acordo com Louise, “a diversidade dos curtas apresentados tornam a cidade uma heterotopia* (conceito de Michel Foucault) subjetiva, aonde o olhar da câmera pode explicar e reinventar a cidade, sempre favorecendo a reflexão sobre o impacto das transformações urbanísticas do Recife no olhar do espectador”.

No Recife, Louise pesquisa sobre a vida urbana recifense refletida no cinema contemporâneo. “É uma tentativa de compreender a recorrência quase obsessiva da temática da cidade no cinema recifense contemporâneo, e sobre a particularidade estética e politica desse olhar cidadão. Me pergunto se se pode falar dum subgênero de “filmes de prédios”, se o conceito de “arquitetura subjetiva” pode ser aplicado numa filmografia recifense mais larga, e também se os filmes e o jeito de filmar a cidade, constituem na produção de uma “heterotopia”, no sentido do conceito criado por Michel Foucault”,  explica.

Divulgação

Divulgação

‘Eiffel’, de Luiz Joaquim, é um dos filmes que tambem está na programação

A pesquisa é decorrente de um conceito teórico chamado de “arquitetura subjetiva”, criado por Louise, em Paris, durante trabalho universitário sobre o filme “O Som ao Redor”, de Kleber Mendonça Filho. O conceito é relativo à presença e à encenação da arquitetura no filme, na relação dela com o passado, e a realidade social e urbana contemporânea recifense.

Filmes:
-  Retinianas / Luiz Henrique Leal / 2010 (7’);
-  Recife MD / Gabriela Alcântara e Marcelo Pedroso / 2011 (4’)
-  Menino Aranha / Mariana Lacerda / 2008 (13’)
-  Zip / Felipe Araújo, Marlon David e Túlio Bonagura / 2010 (5’)
-  Eiffel / Luiz Joaquim / 2008 (3’)
- Velho Recife Novo / Luiz Henrique Leal, Cristiano Borba, Caio Zatte, Lívia Nóbrega / 2012 (16’)
-  O Olho e o Espírito / Amanda Beça / 2016 (10’)
-  Solidão Publica / Daniel Aragão / 2008 (16’)

*Uma heterotopia designa um lugar real, localizável, mas totalmente diferente de todos os posicionamentos que ele reflete o de qual ele fala. Em “Outros espaços” (conferência no Círculo de Estudos Arquitetônicos,·14 de Março de 1967), Architecture, mouvement. continuité. N°25. Outubro de. 1984. ps.46-49.

Sobre Louise Bernard:
Mestranda em Estudos Cinematográficos na Universidade Paris 7 Diderot. Formada em Historia de Arte e Historia do Cinema, e pesquisadora da estética cinematográfica. Participa da bolsa “REFEB 2016”, da embaixada francesa no Brasil, que apoia os trabalhos de pesquisadores europeus no Brasil.
Integrante do l’Etna, um laboratório de criação de cinema analógico (16mm e Super 8) em Paris, aonde produz filmes. Atualmente, está preparando uma adaptação de um romance realista fantástico do argentino Adolfo Bioy Casares, chamado A invenção de Morel. Louise gostaria de filmar o Recife em 16mm, como uma ilha abandonada.

Sobre o INCITI
O INCITI – Pesquisa e Inovação para as Cidades é uma rede de pesquisadores da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) que tem como objetivo incitar, junto a diversos setores da sociedade, novos conhecimentos capazes de transformar a vida nas cidades. O grupo realiza pesquisas e projetos de desenvolvimento urbano, social e tecnológico. Empenhada na criação de soluções inovadoras para a cidade, a equipe INCITI/UFPE reúne pesquisadores nas áreas de Arquitetura e Urbanismo, Paisagismo, Sociologia, Psicologia, Tecnologia da Informação, Recursos Hídricos, Mobilidade e Transporte, Economia Urbana, Políticas Públicas, Comunicação, Melhoria Vegetal, Botânica, Biologia, Gestão Ambiental, Direito, Engenharias e Estatística, entre outras. A rede conta com a colaboração de laboratórios internacionais de pesquisas internacionais como o de Sustentabilidade Urbana da Oxford Brookes University, Desenho Urbano da University of Westminster, Sintaxe Espacial da University College of London, Sistemas de Paisagem da UPC da Espanha, Centro para Tecnologia e Sociedade – Technische Universität de Berlim e do Centro de Arquitetura de Amsterdam – Arcam, nos Países Baixos.

Serviço
Cineclube INCITI
Tema: O Cinema de Prédios: “O Cinema de Prédios: uma heterotopia?”
Exibição de filmes, seguida de debate com Louise Bernard, Amanda Beça, Gabriela Alcântara e Luiz Joaquim
Quando: Quinta-feira, dia 25 de agosto, às 19h
Onde: INCITI – Rua do Bom Jesus, 191, Bairro do Recife.
Gratuito
Link do evento no Facebook

< voltar para home