Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Formação Cultural

Espaço Negro marca os 128 anos de abolição da escravatura

Atividades culturais acontecem nesta quinta (12) e no domingo (15), no Museu da Abolição

Divulgação

Divulgação

Museu da Abolição, no Recife.

Com informações da assessoria

No intuito de celebrar os 128 anos de assinatura da Lei Aurea, ocorrida em 13 de maio de 1888, o Museu da Abolição estará promovendo nesta quinta-feira (12), o evento ‘Espaço Negro’. A programação gratuita, que acontece no horário das 10h às 18h, terá debates, mostras artísticas e gastronômicas, apresentações culturais, feiras de produtos étnicos, performances, além de oficina sobre dança urbana e palestra envolvendo o gênero musical hip hop.

Com o tema “O negro após 128 anos da Abolição da Escravatura”, a programação se inicia às 10h, com a Mostra de Vídeo e Debate, abordando a exclusão do negro na sociedade, através de temas como o racismo e o preconceito. “Nosso objetivo é promover um momento de debate, arte e reflexão sobre a abolição da escravidão, para a sociedade”, ressaltou Juliana Braga, uma das organizadoras do evento.

A partir das 11h15, começa a Oficina de Danças Urbanas/Breaking, que será ministrada pelo arte educador Levi Costa, do Grupo Step Evolution, além da palestra “Hip Hop: Arte Cidadania e Cultura de Paz”, com os sociólogos Sérgio Melo e Sérgio Ricardo, membros da Associação Metropolitana de Hip e Hop em Pernambuco. Já às 13h15, acontece a palestra “Livro: Nem Mãe Preta, Nem Negra Fulô”, com o escritor e historiador Maciel Carneiro.

O público contará durante todo o dia com a Feira de Produtos Étnicos e Comidas Típicas, e nos intervalos das atividades formativas, que já estão com suas inscrições encerradas, serão realizadas apresentações das performances “Mala da Resistência” e “Corpo&Ritmor”. Também fazem parte das apresentações culturais o Grupo de Capoeira Herança de Angola e o Grupo Percussivo Batá Kossô.

Já no domingo (15), o grupo Crespas/Cacheadas estará promovendo no Museu da Abolição, o II Encontro Crespas Cacheadas PE. A iniciativa visa passar dicas de beleza e cuidado para mulheres com cabelos crespos, cacheados e transicionados, incentivando o empoderamento, através de oficinas de turbantes, tranças dread, assim como desfiles e feiras de produtos de beleza, acessórios e adereços. A programação do encontro acontece das 9h às 16h, sendo solicitado como entrada a doação de 1 kg de alimento não perecível.

Serviço:
Museu da Abolição – 128 anos de abolição da escravatura
- Espaço Negro
Quando: quinta-feira, 12 de maio
Horário: das 10h às 18h
Local: Museu da Abolição (Rua Benfica, nº 1150, Madalena, Recife)
Acesso gratuito

- II Encontro Crespas Cacheadas PE
Quando: domingo, 15 de maio
Horário: das 9h às 16h
Manhã
- Palestra Natural Hair (Preta MC) – “Cuidados com os cabelos crespos/cacheados”
- Palestra Feliz Cabeleireiro – “Mechas e colorações em cabelos crespos/cacheados”
- Desfile infantil
Tarde
- Palestra Maria Cacheada (Zélia) – “Hidratação, nutrição e reconstrução”
- Oficina de Turbantes (Rayza Oliveira)
- Palestra Cia. da Imagem (Jonatas Leonel) – “Ananese Capilar”
- Oficina de Tranças e Dreads (Dully Braids)
Local:
Museu da Abolição (Rua Benfica, nº 1150, Madalena, Recife)
Ingresso: doação de 1 kg de alimento não perecível

< voltar para home