Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Formação Cultural

Espetáculo traz as sonoridades da Amazônia ao Recife

Arte/Divulgação

Arte/Divulgação

Três artistas do Norte do Brasil chegam ao Recife para contar histórias sonoras

Com informações da Assessoria 

A CAIXA Cultural Recife apresenta de 17 a 19 de agosto de 2017 o espetáculo musical Três Amazônias, que explora a multiplicidade sonora da Amazônia, por meio do toque de seus tambores e do vasto imaginário de lendas e costumes locais. Para contar essas histórias sonoras estarão no palco a cantora amapaense Patricia Bastos, o cantor amazonense David Assayag, e o cantor, compositor e percussionista paraense Silvan Galvão. As apresentações acontecem às 20h na quinta (17) e sexta (18), e às 17h e 20h no sábado (19). Os ingressos custam R$ 10 e R$ 5 (meia) e estarão à venda a partir das 10h do dia 16 de agosto. No dia 18 de agosto haverá uma oficina gratuita de música.

Em formato solo, em duo e em trio, Patricia Bastos, David Assayag e Silvan Galvão serão acompanhandos por uma banda de apoio que inclui o violonista e diretor musical do show Dante Ozetti. O roteiro promete alternar momentos líricos e vibrantes, e proporcionar ao público uma interessante e envolvente viagem musical pela Amazônia. Ao reunir o trabalho desses três artistas, esse espetáculo simboliza o Brasil mestiço, colocando em foco a herança negra do estado do Amapá, a forte presença indígena no Amazonas; e a mistura de influências do negro, do índio e do europeu que transformou o Pará num fervilhante caldeirão cultural.

Patricia Bastos destaca-se pela voz marcante, de timbre suave, e afinação contundente. Seu trabalho explora alguns ritmos tradicionais do Amapá, como o marabaixo e o batuque, além de cúmbias, mambos e merengues da Amazônia caribenha, com arranjos refinados e modernos, que buscam retratar a arte regional de sua terra como algo contemporâneo e universal. A cantora foi indicada para receber o Prêmio da Música Brasileira 2017 como melhor cantora na categoria MPB, e seu novo CD “Batom Bacaba”, produzido pelo paulista Dante Ozetti, concorreu como melhor disco. Em 2014, foi vencedora do Prêmio, como melhor cantora na categoria regional, e seu disco “Zuluza”, foi premiado como melhor disco.

Divulgação

Divulgação

A cantora Patrícia Bastos 

David Assayag é considerado “a voz” do Festival de Parintins, ícone da cultura do Amazonas. Como o grande intérprete e levantador de toadas que é, foi o único que conseguiu transpor a rivalidade entre as agremiações Boi Caprichoso e Boi Garantido, e ser adorado pelas duas. O Boi Bumbá de Parintins é considerada a maior festa folclórica do Brasil, carregada de símbolos da cultura indígena amazônica.

Divulgação

Divulgação

O amazonense David Assayag é um dos ícones da cultura da região

Silvan Galvão é hoje radicado no Rio de Janeiro, apresenta um trabalho autoral que explora ritmos tradicionais amazônicos, como as toadas de boi, o marabaixo, o lundum marajoara, e principalmente o carimbó, com arranjos que garantem ao seu trabalho uma roupagem contemporânea. Silvan recebeu em 2016 o título de mestre de carimbó, manifestação tombada pelo Iphan como patrimônio cultural imaterial brasileiro, e é considerado hoje uma referência no assunto. Em 2016, lançou seu segundo CD “Tambores que Cantam”, patrocinado pelo Banco da Amazônia.

Divulgação

Divulgação

O trabalho autoral de Silvan Galvão também estará em evidência

EDUCATIVO – Haverá no dia 18 de agosto a Oficina Ritmos Tradicionais Amazônicos. O curso vai abordar alguns ritmos presentes no show, como o Carimbó, o Marabaixo, as Toadas de Boi e o Lundum Marajoara. A ação é gratuita e será ministrada por Silvan Galvão, que vai ensinar às pessoas participantes algumas levadas percussivas, usando instrumentos típicos, e passeando por aspectos da história e da dança associada a esses ritmos. Será das 14h às 18h e as inscrições podem ser feitas pelo email gentearteirape@gmail.com a partir do dia 15 de agosto. São 25 vagas.

SERVIÇO:
Três Amazônias
Local: Caixa Cultural Recife
Endereço: Avenida Alfredo Lisboa, 505, Bairro do Recife, Recife/PE
Fone: (81) 3425-1915
Data: 17 a 19 de agosto de 2017
Horário: Quinta e sexta – 20h | sábado – 17h e 20h.
Ingresso: R$ 10,00 e R$ 5,00 (meia para estudantes, professores, funcionários e clientes CAIXA e pessoas acima de 60 anos) – a partir das 10h do dia 16/08
Duração: 1h30
Classificação Indicativa: Livre
Patrocínio: CAIXA e Governo Federal

< voltar para home