Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Formação Cultural

Projeto de formação lança convocatória nacional para receber filmes

Até 20 de janeiro, realizadores de todo o Brasil podem inscrever suas produções para serem exibidas no cineclube do projeto "Cartas ao Mundão"

Divulgação

Divulgação

Projeto de formação propõe uma vivência prática com cinema em seis unidades socioeducativas do Estado

Interessados em compor  a programação de cineclubes do projeto de formação Cartas ao Mundão têm até o dia 20 de janeiro de 2017 para inscrever seus filmes. Realizadores de todo o Brasil poderão inscrever suas produções clicando aqui. Os filmes farão parte do acervo dos cineclubes que acontecem uma vez por mês até  julho de 2017, quando o projeto será finalizado.

Cartas ao Mundão é um projeto que oferece formação em Cinema e Direitos Humanos para adolescentes em conflito com a lei e profissionais que atuam com educação em seis Unidades Socioeducativas de Pernambuco. São elas: Case Santa Luzia, Case Cabo, Case Jaboatão, Case Abreu e Lima, Case Vitória de Santo Antão e Cenip Bongi.

Além das ações formativas, o projeto dedica-se a acompanhar a elaboração, implementação e execução de ações cineclubistas propostas para serem desenvolvidas dentro das Unidades. A programação destas ações é elaborada pelos próprios profissionais de educação que atuam nestes espaços, com suporte da equipe do projeto, e é composta por filmes de várias épocas, gêneros, formatos e durações.

Divulgação

Divulgação

Dividido em quatro etapas, “Cartas ao Mundão” teve início em novembro e segue até julho de 2017

A primeira etapa, realizada em novembro, teve como finalidade a formação “Cinema, Cineclubismo e Direitos Humanos” para educadores que trabalham nas escolas anexas às unidades. Neste mês de dezembro, está sendo desenvolvida a segunda etapa, centrada na implementação dos cineclubes dentro das unidades. A partir de fevereiro de 2017 terá início a terceira etapa do projeto, com as oficinas de filme-carta para adolescentes das unidades contempladas.

Durantes seis meses, os internos e internas das escolas das Unidades Socioeducativas serão acompanhados pelos educadores, desenvolvendo dispositivos lúdicos, que não têm como objetivo formar cineastas ou ensinar técnicas específicas (como fotografia, captação de som ou edição),  mas aquilo que o cinema permite experimentar no mundo. A ideia é estimular cada um a narrar o próprio território e a própria vida a partir de imagens e narrativas geradas a partir dessa experimentação. A última etapa, prevista pra julho de 2017, será a exibição dos filmes produzidos pelos adolescentes, em sessão aberta ao público em geral.

O projeto Cartas ao Mundão é realizado pela Zentrum Produções em parceria com o Inventar com a Diferença: Cinema, Educação e Direitos Humanos (Universidade Federal Fluminense – RJ, e Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais) e Gerência Geral de Políticas Educacionais de Educação Inclusiva, Direitos Humanos e Cidadania, da Secretaria de Educação de Pernambuco e com apoio da Funase e Federação Pernambucana de Cineclubes – Fepec.

 

 

< voltar para home