Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Formação Cultural

Secult e Fundarpe capacitam artistas e produtores sobre prêmios com inscrições abertas

A Secretaria de Cultura e Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco vão promover, a partir desta quarta-feira (24), um série de oficinas de capacitação para a primeira edição dos prêmios Ayrton de Almeida de Carvalho de Preservação do Patrimônio Cultural e Ariano Suassuna de Cultura Popular e Dramaturgia.

“A ideia é apresentar o objetivo dos prêmios, que são realizados pela primeira vez neste ano, e evidenciar aos segmentos a que eles se dirigem os dispositivos da premiação que, no caso do Ayrton de Almeida Carvalho, visa reconhecer ações voltadas à preservação, sobretudo, da memória cultural de nosso Estado e, no Ariano Suassuna, incentivar a produção dramatúrgica de Pernambuco, por meio da publicação de textos inéditos e preservar, na área da Cultura Popular, a memória das expressões populares em todas as suas formas”, disse a presidente da Fundarpe, Márcia Souto.

A primeira oficina acontece nesta quarta-feira (24), às 14h, na Casa do Patrimônio do Iphan do Recife. Já na quinta (25), a atividade será realizada na Casa do Patrimônio do Iphan de Igarassu, às 14h. Na sexta (26), às 14h, é a vez do Museu de Artes Afro-Brasil Rolando Toro, localizado no Recife Antigo, receber a oficina, que nesse dia, especificamente, será voltada aos integrantes dos maracatus-nação. O acesso é gratuito e não precisa de inscrição prévia para participar.

Prêmio Ayrton de Almeida Carvalho de Preservação do Patrimônio Cultural
Criado pela Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), juntamente com a Secretaria de Cultura do Estado, o prêmio foi instituído por decreto, assinado pelo governador Paulo Câmara, em 17 de agosto de 2015, na ocasião de abertura da 8ª Semana do Patrimônio. Divido em três categorias distintas, Formação (ações educativas), Promoção e difusão (comunicação e mídia) e Acervos documentais e memória cultural, a iniciativa distribuirá um total de R$ 60 mil em prêmios (20 mil para cada categoria). As inscrições vão até o dia 31/3. Acesse aqui o edital e saiba como se inscrever.

arte

Prêmio Ariano Suassuna de Cultura Popular e Dramaturgia
Inspirada na forte contribuição do mestre Ariano Suassuna, tanto no campo das artes quanto da gestão pública de Cultura, o prêmio distribuirá, nesta primeira edição, R$ 151 mil. O segmento Cultura Popular está dividido em duas categorias: “Mestres e Mestras dos Saberes e Fazeres” e “Grupos/Comunidades”. Para cada categoria estão previstos quatro prêmios, sendo um para cada macrorregião do Estado: Mata, Agreste, Sertão e Região Metropolitana. Na categoria Mestres e Mestras dos Saberes e Fazeres, os selecionados receberão premiação no valor de R$ 10 mil. Já na segunda categoria, os grupos e as comunidades serão contemplados com o valor de R$ 15 mil cada um, distribuídos entre as quatro macrorregiões. No segmento Dramaturgia, o prêmio está dividido nas categorias Teatro Adulto, Teatro de Formas Animadas e Teatro Para Infância e Juventude. Haverá até duas premiações para cada uma delas, sendo R$ 10 mil para os primeiros lugares e R$ 7 mil para os segundos lugares, totalizando R$ 51 mil. Além do prêmio em dinheiro, os autores dos seis textos (primeiros e segundos lugares de cada uma das três categorias) terão suas obras publicadas. Acesse aqui o edital e saiba como se inscrever.

Oficinas
24/2 – Casa do Patrimônio Iphan do Recife, às 14h (Rua Oliveira Lima, 824 - Boa Vista – Recife/PE )
25/2 – Casa do Patrimônio Iphan de Igarassu, às 14h (Rua Barbosa Lima, 122 – Sítio Histórico, Igarassu)
26/2 - Museu de Artes Afro-Brasil Rolando Toro, às 14h (Rua Marize Barro, nº 328 – Bairro do Recife, esquina com a Av. Rio Branco)
29/02 – Casa do Patrimônio Iphan de Olinda às 14h (Rua do Amparo, 59, Olinda

< voltar para home