Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Formação Cultural

Secult-PE promove pesquisa sobre os gargalos da indústria cultural do Estado

Interessados em deixar suas contribuições têm até a próxima sexta (18) para preencher um formulário online

A Gerência de Formação e Projetos Especiais da Secretaria Estadual de Cultura (Secult-PE) está realizando uma pesquisa sobre os principais gargalos na indústria cultural do estado. Os interessados têm até a próxima sexta-feira (18) para preencher um formulário disponível na internet e deixar suas contribuições.

A pesquisa busca entender quais as dificuldades que os entrevistados identificam na sua área de atuação e que impedem o maior desenvolvimento da cadeia produtiva, bem como identificar propostas de ações formativas e outras sugestões que possam ser executadas.

“O objetivo é construirmos possibilidades, tanto com recursos próprios como por meio de parcerias, para ofertar diversas ações de qualificação. Em paralelo, daremos início ao processo de elaboração do Plano de Economia Criativa”, explica Tarciana Portella, gerente de Formação e Projetos Especiais da Secult-PE/Fundarpe.

O Banco Mundial estima que a cadeia produtiva da cultura foi responsável por 7% do Produto Interno Bruto (PIB) do planeta em 2008. Segundo os dados mais recentes do Mapeamento da Indústria Criativa no Brasil, de 2017, o setor foi responsável por injetar R$ 171 bilhões na economia brasileira – o equivalente a 2,6% do PIB do país. Ao todo, mais de 106 mil pessoas foram empregadas naquele ano.

< voltar para home