Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

10º Encontro Feminino de Capoeira discute o protagonismo da mulher na arte ancestral

Com incentivo do Funcultura, programação será realizada entre os dias 29 e 31 de março no Centro de Capoeira São Salomão, Ponto de Cultura localizado no bairro da Várzea, no Recife

Reprodução/Internet

Reprodução/Internet

Encontro faz parte das ações do projeto ‘É Cor de Rosa Choque’, que desde 2009 é dedicado ao empoderamento das mulheres capoeiristas

Por Marcus Iglesias

Com a proposta de discutir o protagonismo feminino dentro da Capoeira, Patrimônio Cultural do Brasi (2008/Iphan) e Patrimônio Imaterial da Humanidade (2014/Unesco), entre os dias 29 e 31 de março será realizada a 10ª edição do Encontro Feminino de Capoeira: a mulher entrou na roda. A programação, com rodas de capoeira, aulas de danças populares e muita troca de experiências, vai acontecer no Centro de Capoeira São Salomão, Ponto de Cultura localizado no bairro da Várzea, no Recife.

O encontro faz parte das ações do É Cor de Rosa Choque, que desde 2009 é dedicado ao empoderamento das mulheres capoeiristas. “Esta é a primeira vez que contamos com incentivo do Governo de Pernambuco, através do Funcultura, e este evento está dentro de um projeto que aprovamos, o Patrimônio Cultura e Cidadania, no qual a gente trabalha com jovens das comunidades da Várzea”, detalha a Mestra Bel, uma das coordenadoras do Centro de Capoeira São Salomão.

Reprodução/Internet

Reprodução/Internet

Durante o evento será criado um documento solicitando a inclusão das mestras, contramestras, formandas e capoeiristas mulheres nos espaços de discussão sobre a salvaguarda deste bem cultural

Segundo a mestra, há uma expectativa de receber uma média de 120 pessoas por dia. “Além das convidadas para participar da programação, temos a presença de mestras, contramestras e capoeiristas do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, bem como do Nordeste e das várias cidades de Pernambuco”. Alguns nomes previstos para a programação são os de Gabi Conde (PE), Mestra Bel (PE), Mestra Monica (PE), Mestra Di (PE), Dona Nalvinha (BA), Formada Chapinha (BA), Mestra Brisa (BA), Contramestra Jujuba (RJ) e Mestra Àurea (PR).

Mestra Bel conta que são dez anos de trabalho ininterruptos, o que faz deste Encontro uma referência para muitas capoeiristas. “Temos uma rede com mulheres de todo o Brasil, e quando divulgamos a ideia deste encontro muita gente se motivou para que criássemos um fórum. Muitas vezes a mulher não tem espaço nem protagonismo dentro da capoeira. Mas este será um espaço aberto para que elas se expressem”, opina a mestra, uma das que participaram do Comitê de Salvaguarda da Capoeira voltado para o título de Patrimônio Cultural do Brasil, concedido pelo Iphan em 2008.

Reprodução/Internet

Alguns nomes previstos para a programação são os de Gabi Conde (PE), Mestra Bel (PE), Mestra Monica (PE); Mestra Di (PE), Dona Nalvinha (BA), Formada Chapinha (BA), Mestra Brisa (BA), Contramestra Jujuba (RJ) e Mestra Àurea (PR).

“Hoje, temos a presença da Mestra Isa, que também participa de um comitê recentemente criado para a criação de um estatuto da Capoeira. As nove mestras de Pernambuco também estão em contato constante através de um grupo de Whatsapp”, pontua Bel. “Pensando nisso, vamos fazer um documento durante o Encontro solicitando que nós sejamos incluídas nos espaços de discussão. Que sempre chamem as mestras também, afinal de contas temos um trabalho de 30 anos de atuação na capoeira”, conclui.

Um dos destaques da programação da 10ª edição do Encontro Feminino de Capoeira é a roda de dialogo que acontecerá entre elas. “No sábado (30), pela manhã, vamos contar a história desses dez anos, mas dividindo com todas as pessoas que participaram dessa construção coletiva, que parte a princípio de documentos históricos, mas que tem a experiência de cada uma, o que também é uma história a ser contada”, revela a coordenadora do Centro de Capoeira São Salomão.

Reprodução/Internet

Outro momento de destaque na programação será a Roda de Conversa, no qual será contada a história desses dez anos de Encontros

De acordo com Bel, para as jovens que já participam deste projeto as atividades são gratuitas. “A gente costuma também abrir para escolas públicas da comunidade. Mas para outros interessados, cobramos uma taxa, até para suprir os custos que não estão envolvidos com o aporte do projeto”, explica.

Quem quiser participar, basta chegar ao Centro de Capoeira São Salomão nos dias do evento e se inscrever na hora. O valor individual da inscrição custa R$ 100 e inclui a camisa do evento, mais o almoço no sábado e domingo. Há também hospedagem para as pessoas que vem de fora do Recife e Pernambuco, com três diárias (sexta-feira, sábado e domingo), que custa R$ 150. As vagas são limitadas. “Esse albergue é um dos espaços da sustentabilidade do nosso Ponto de Cultura”, reforça a capoeirista.

Serviço:
10º Encontro Feminino de Capoeira
29 a 31 de março
Centro de Capoeira São Salomão (Rua Dr. Corrêa da Silva, nº 267, Várzea, Recife-PE)
Inscrição individual: R$ 100 (vagas limitadas)
Mais informações: (81) 99242 6068

Confira abaixo a programação:

Sexta-feira, 29 de março
19h | Acolhimento e inscrições
20h | Roda de abertura

Sábado, 30 de março
9h | Vivência ‘Dança, memória, ancestralidade’, com Gabi Conde (PE)
10h | Mesa de abertura – Coordenação Mestra Dani
10h30 | Mesa tema do encontro – “Se fere nossa existência, seremos resistência”, com Mestra Bel
12h30 | Intervalo para almoço
14h | Aula e Roda com Formada Guerreira (IT), Mestra Monica (PE) e Mestra Di (PE)
17h30 | Intervalo
20h | Sarau – Coordenação Formada Aninha

Domingo, 31 de março
9h | Vivência de Cavalo Marinho – Imaculada Salustiano e Mariana Salustiano
10h | Aula e Roda – Formada Chapinha (BA)
11h30 | Vivência de Samba de Roda – Dona Nalvinha (BA)
12h30 | Intervalo para almoço
14h | Aula e Roda – Contramestra Jujuba (RJ), Mestra Àurea (PR) e Mestra Brisa (BA)
17h | Roda de Diálogo e Encerramento do encontro – Coordenação Coletivo do Projeto É Cor de Rosa Choque

< voltar para home