Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

3ª edição do Cine Jardim leva a sétima arte ao agreste pernambucano

Com incentivo do Funcultura, festival de cinema será realizado de 22 a 27 de maio. Pela primeira vez, exibições também vão ocorrer em comunidades quilombolas e rurais.

Divulgação

Divulgação

‘Martírio’, que já foi premiado no Festival de Brasília, na Mostra São Paulo e no Janela Internacional do Recife, está na programação do Cine Jardim

A terceira edição do Cine Jardim – Festival Internacional de Cinema de Belo Jardim chega neste final de maio com o tema ‘Cinema Social e de Identidade’ e a missão de interiorizar ao máximo a sétima arte em Pernambuco. De segunda (22) a sexta (27) deste mês, mais de 70 títulos serão exibidos, entre curtas (nacionais e internacionais) e cinco longas-metragens: os ficcionais Elon Não Acredita na Morte e Fome, além dos  documentários Jonas e o Circo Sem Lona, Xale e Martírio – que já foi premiado no Festival de Brasília, na Mostra São Paulo e no Janela Internacional do Recife, entre outros festivais.

O festival é realizado pela produtora Pontilhado Cinematográfico, junto ao Instituto Conceição Moura, e conta com incentivo do Governo do Estado de Pernambuco, através do Funcultura. De acordo com Leo Tabosa, representante da produtora, a interiorização do cinema tem um viés estratégico no fortalecimento da linguagem em Pernambuco. “É importante ter esta janela aberta no interior, especialmente para compreender e apreciar outros mundos reais e possíveis. Na mágica tela branca são projetadas infinitas possibilidades de encontros e intercâmbios com um único compromisso, o de fazer este mundo mais humano e mais perto de todos nós”, opina.

Este ano, a atriz paraibana Marcélia Cartaxo será a homenageada. Ela estreou no cinema em 1985, como a protagonista Macabéa de A Hora da Estrela, filme de Suzana Amaral, trabalho pelo qual recebeu o Urso de Prata do Festival de Berlim. Recentemente recebeu no Festival de Brasília um troféu por sua atuação em Big Jato, de Claudio Assis. A atriz vai a Belo Jardim na terça (26) para falar da sua trajetória durante um encontro no Jardim Plaza Hotel, às 14h.

Haverá também neste dia o lançamento do livro Cinema de Fato – Anotações Sobre Documentário, do crítico e pesquisador de cinema Carlos Alberto Mattos, pela editora Jaguatirica. A publicação reúne 79 textos, entre resenhas e ensaios, assinados por ele sobre obras de importantes documentaristas, desde o brasileiro Eduardo Coutinho ao polonês Krzysztof Kieslowski.

Divulgação

Divulgação

O documentários ‘Jonas e o Circo Sem Lona’ é outro longa-metragem da programação

Uma novidade desta edição são as exibições ao ar livre, programadas para acontecer em três localidades distantes de Belo Jardim: em Água Fria, na comunidade quilombola do Barro Branco e também na Serra dos Ventos. A programação geral, com todos os filmes, locais e horários de exibição, pode ser conferida no site da Pontilhado Cinematográfico, bem como a programação paralela, com homenagem, lançamento de livro, debates e oficinas.

Oficinas – Ainda durante esta edição, serão ofertadas quatro oficinas, duas delas abertas ao público em geral, mesmo de fora da cidade: Direção para Documentário, ministrada por Dea Ferraz, de 23 a 26, das 9h ao meio-dia, e Novas Formas de Produção ou Como Fazer um Filme de Baixo Orçamento, por Cavi Borges, de 24 a 26, das 14h às 18h, ambas no Centro de Treinamento Edson Mororó. As inscrições ainda podem ser feitas no Cine Teatro Cultura. Mais informações pelo telefone (81) 3726-1132.

Serviço
3º Cine Jardim – Festival Internacional de Cinema de Belo Jardim
Segunda (22) a sexta (27)
Belo Jardim
Gratuito

 

< voltar para home