Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

ANCINE aprova regra que vai beneficiar o audiovisual pernambucano

Pleito da classe artística e da gestão estadual de Cultura foi aprovado pela diretoria da Agência

 Uma boa notícia para o audiovisual pernambucano. A Agência Nacional do Cinema (ANCINE) aprovou, em caráter excepcional, uma mudança na regra para a contratação, pelo Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), dos projetos contemplados nos editais do Funcultura Audiovisual.  A medida vai beneficiar o setor, pois garante que os projetos de longa-metragem e produtos para TV que, antes precisavam receber todo o recurso aprovado no Funcultura para, só assim, contratar com o FSA o investimento complementar, agora poderão dar início a este processo já a partir do desembolso de 50% do recurso estadual.

Para Marcelino Granja, Secretário Estadual de Cultura, “esta é uma conquista que reforça a importância da ação conjunta entre a gestão pública, realizadores audiovisuais do estado e Conselho Consultivo do Audiovisual, que apresentaram, formalmente, este pleito à ANCINE”. O produtor João Vieira Jr. também comentou sobre a novidade: “Percebo que seja responsabilidade dos produtores atuar e colaborar com o aprimoramento dos Arranjos Regionais, no caso específico, entre o FSA e o FUNCULTURA. Temos a prática de utilização dos dois mecanismos, somos a interseção entres os dois incentivos à produção audiovisual”.

A Presidente da Fundarpe Márcia Souto comenta que “esta ausência de ‘hiato’ entre contratos vai beneficiar não apenas os realizadores, mas toda a cadeia produtiva e econômica do setor”. Além disso, “certamente, a decisão dos diretores da ANCINE levou em consideração a política já consolidada de fomento ao audiovisual pernambucano, já que a regra geral do FSA visa garantir que os estados cumpram integralmente os compromissos assumidos”, destacou Márcia.

SAIBA MAIS

No 8° Edital do Funcultura Audiovisual (2014/2015), 16 projetos foram contemplados pelo Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), nas categorias longa-metragem e produtos para TV, em conformidade com as especificações da chamada 01/2014, obedecendo ao orçamento global de R$ 8.550.000,00 (oito milhões, quinhentos e cinquenta mil reais), que será disponibilizado pelo FSA.

 

“Percebo que seja responsabilidade dos produtores atuar e colaborar com o aprimoramento dos Arranjos Regionais, no caso específico, entre o FSA e o FUNCULTURA. Temos a prática de utilização dos dois mecanismos, somos a interseção entres os dois incentivos à produção audiovisual”.
< voltar para home