Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Capoeira de Angola e seus símbolos inspiram performance em dança

‘Erranças: estudos técnico-poéticos em dança e capoeira’ será apresentada neste sábado (9) e domingo (10), no Recife

Divulgação

Divulgação

“A ideia deste projeto é trabalhar elementos do jogo e a organização do corpo na capoeira num viés improvisativo”, explica Santana.

A terceira e última fase de uma pesquisa desenvolvida pela dançarina Gabriela Santana e inspirada no universo da capoeira será apresentada neste sábado (9) e domingo (10), no espaço O Poste, no Recife. Batizado de Erranças: estudos técnico-poéticos em dança e capoeira, a performance conta com execução de música em tempo real, feita pelo baiano Jair Coelho, numa composição cênica aberta ao improviso. Nos dois dias, a apresentação terá início às 19h30 e é gratuita.

O local é limitado a 60 espectadores por sessão e os ingressos deverão ser retirados na bilheteria com uma hora de antecedência. A classificação etária é de 14 anos.

Com incentivo do Governo de Pernambuco, por meio do Funcultura, Erranças é o primeiro trabalho solo de Gabriela Santana, que também é professora do curso de Dança da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e integra o projeto Capoeira no CAC (Centro de Artes e Cultura da UFPE), formado por representantes desta expressão cultural.

Divulgação

Divulgação

Durante o espetáculo, Gabriela vai desenvolver uma postura expressiva por meio de um corpo que, para improvisar, maneja sensações, percepções, imagens, impulsos, desejos e memórias

“A ideia deste projeto é trabalhar elementos do jogo e a organização do corpo na capoeira num viés improvisativo”, explica Santana. Ao longo de 30 minutos, a dançarina se rende ao improviso, orientada pelos princípios de movimento da manifestação cultural, bem como pelos códigos pertencentes à fronteira entre a capoeira, o candomblé e o samba.

Durante o espetáculo, Gabriela vai desenvolver uma postura expressiva por meio de um corpo que, para improvisar, maneja sensações, percepções, imagens, impulsos, desejos e memórias. Tudo a partir de uma rede de simbolismos e metáforas tecidas através da relação da capoeirista com esta dança.

Um dos desdobramentos dessa nova etapa diz respeito ao trabalho que a dançarina faz durante uma cena quando fala ao microfone. Houve uma modificação e a fala ganhou um tom mais narrativo, também improvisado para a construção da personagem. O figurino é outro elemento que foi totalmente repaginado, reforçando o viés a que se destina de retratar o universo da mulher guerreira com inspiração em outra temporalidade. “São temporalidades entrepostas onde existe um homem atual, porém prezando um pouco pela rusticidade”, destaca Santana.

Serviço
Mostra Final Perfomance Erranças
Sábado (9) e domingo (10) | 19h30
Espaço O Poste (Rua da Aurora, 529, Boa Vista – Recife)
Gratuito
Classificação etária: 14 anos
(81) 99815 0285

FICHA TÉCNICA
Dançarina-criadora: Gabriela Santana
Diretora artística: Bárbara Santos
Músico: Jair Coelho
Fotógrafo: Caique Eça
Videartista: Tonling Cheng (do DVD final)
Designer Gráfica: Iara Sales
Figurinista: Gabriela Holanda

< voltar para home