Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Com incentivo do Funcultura, Revista Pajeuzeiro chega à segunda edição

Primeiro suplemento cultural do Sertão do Pajeú traz como destaque de sua nova edição o poeta tabirense Dedé Monteiro, conhecido como o Papa da Poesia

A Revista Pajeuzeiro chega à segunda edição se firmando como importante suplemento cultural no Sertão do Pajéu, onde é produzida com incentivo do Funcultura. Nesta edição, a cultura popular e a tradição dos pajeuzeiros ganham destaque em matérias que contemplam desde a música produzida no local, passando pelo artesanto, costumes e figuras ilustres.

Divulgação

Divulgação

O poeta Dedé Monteiro, conhecido como Papa da Poesia, é destaque nesta edição

Numa entrevista regada a fé e poesia, o poeta tabirense Dedé Monteiro, conhecido como o Papa da Poesia no Sertão do Pajéu, é o destaque de capa. Em matéria especial, o jornalista Alexandre Morais conta porque ele é considerado referência poética e humana e o porquê do título de Papa. Outro destaque é o cantor Assisão, o Homem de Ferro do Forró que, do alto de seus 75 anos de idade e 54 de forró, fala sobre todo o seu roteiro artístico. Ainda na música, a revista foi a um recanto rural de Carnaíba conversar com seu Dezinho do Pífano.

Na Coluna Vale a pena conhecer… , Genildo Santana traz o Padre Frederico Bezerra Maciel, estudioso incansável que desenvolveu junto ao sacerdócio as artes da pesquisa e da escrita. É dele uma das mais bem conceituadas obras sobre o cangaceiro Lampião, intitulada  Lampião, seu tempo e seu reinado. O artigo desta edição é assinado pelo artista plástico de Tuparetama, Tárcio Oliveira, que se pautou numa mestra do pastoril chamada Datargnam, que tem muito mais a ensinar do que o próprio folguedo.

No artesanato, o Pajeú vai do aço ao couro. Nesse sentido, a revista esteve no município de Flores, no sítio Jatobá, para uma conversa em família sobre cuteleira, atividade desenvolvida pela família de seu Zé Milton. Estiveram também no Riacho Verde, zona rural de Itapetim, para conhecer seu Reinaldo que, do alto dos seus 95 anos, está em plena atividade na produção de peças em couro.

Para ler a revista na íntegra, clique aqui. 

< voltar para home