Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

“Cordel do Amor sem Fim” encerra temporada neste fim de semana

Com incentivo do Funcultura, o espetáculo será encenado na sede do grupo O Poste Soluções Luminosas no sábado (26), às 20h, e no domingo (27), às 19h

Divulgação

Divulgação

A montagem, que estreou em 2009, já circulou por várias cidades brasileiras e ganhou diversos prêmios

O grupo O Poste Soluções Luminosas encerra, neste sábado (26), às 20h, e domingo (27), às 19h, a temporada da peça Cordel do Amor sem Fim. Com incentivo do Funcultura, o espetáculo, que conta com texto da jovem escritora baiana Cláudia Barral e é dirigido por Samuel Santos, tem como pano de fundo a cidade de Carinhanha, sertão baiano, às margens do rio São Francisco, onde vivem três irmãs – a misteriosa Madalena, a dissimulada Carminha e a jovem Tereza – por quem José é apaixonado. Assim como no poema Quadrilha, de Carlos Drummond de Andrade, Carminha ama José, que ama Tereza, que ama Antônio, um viajante forasteiro por quem ela se apaixonara no porto da cidade, exatamente no dia em que um almoço marcaria seu pedido de casamento feito por José.

Buscando transcender todos os paradigmas do popular/regional e se colocar na perspectiva de vivenciar a universalidade que as histórias de amor trazem consigo, toda a trama se desenrola em função do tempo de espera de Tereza pela volta de Antônio que vai interferindo na vida dos personagens de forma decisiva. Para isso, o diretor da montagem utilizou-se de uma linguagem contemporânea do fazer teatral e de um amálgama de influências que perpassam pela religião de matriz africana, coco, capoeira chegando até ao expressionismo. “A preparação dos atores seguiu métodos tradicionais até a arte marcial do Tai Chi Chuan. Um trabalho rígido dentro das ações físicas onde os intérpretes construíram uma partitura corporal própria em função de um apuro orgânico para o texto, a encenação e o espetáculo. Trata-se de um espetáculo de influências, onde diversas referências norteiam a atuação dos atores – passando por fontes orientais, regionais nordestinas, africanas, ibéricas e que podem ser verificados na dança, no figurino, na iluminação e no cenário”, comentou Samuel Santos.

Cordel do Amor sem Fim teve a sua estreia em 2009 e já cumpriu diversas temporadas nos principais teatros e festivais do Brasil. Concorrendo à Bienal Nacional Potiguar de Teatro Natal (RN), por exemplo, recebeu os prêmios de Melhor Cenografia (Samuel Santos), Melhor Ator (Thomás Aquino) e Melhor Atriz Coadjuvante (Agrinez Melo) e no Festival Janeiro de Grandes Espetáculos (2011) recebeu nove indicações e cinco prêmios: Atriz, Atriz Coadjuvante, Ator, Sonoplastia e Direção. Já o grupo: O Poste: Soluções Luminosas, surgiu em 2004, e é responsável pelas produções de pesquisa voltadas para a interpretação e para os elementos que compõem a cena, pois o cenário, a iluminação, o figurino e a direção são feitas por integrantes do próprio do grupo.

Confira um trecho da montagem:

Serviço
Fim da temporada do espetáculo ‘Cordel do Amor Sem Fim’
Quando: sábado (26), às 20h, e domingo (27), às 19h
Onde: Espaço O Poste – Rua da Aurora, 529, Loja 1 – Boa Vista, Recife – PE
Quanto: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada)
Mais informações: (81) 98484-8421

< voltar para home