Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Curta-metragem pernambucano é selecionado para programação especial do Festival do Rio

No ano passado, uma série de festivais e mostras de cinema ficaram impossibilitados de acontecer devido a falta de investimentos e também devido às restrições para o enfrentamento à pandemia. Foi o caso do Festival do Rio, um dos maiores da América Latina, que teve sua edição de 2020 adiada e, só agora, em agosto, será realizada. Da mesma forma que o coronavírus afetou os festivais, os curtas-metragens que estrearam no final de 2019, como é o caso de “Rosário”, ficaram impossibilitados de circular e chegar ao público.

Com estreia em novembro 2019, no Panorama Internacional Coisa de Cinema, em Salvador, e com passagens no Janela Internacional de Cinema do Recife, Mostra de Cinema de Tiradentes e festivais internacionais como o Cine Por Los Derechos (Colômbia) e Porto Femme (Portugal), Rosário, curta metragem pernambucano dos diretores Igor Travassos e Juliana Soares, foi selecionado para integrar a programação especial da Premiere Brasil – principal mostra do Festival do Rio – que acontecerá de 5 a 11 de agosto somente no Estação Net Botafogo. Devido aos protocolos sanitários vigentes, o número de ingressos disponíveis será limitado e entregues na bilheteria, sempre no mesmo dia da sessão. As sessões online dos longa-metragens entram em cartaz no InnSaei.tv no dia seguinte à sessão presencial e ficam disponíveis por, no máximo, 48h, dentro do limite de exibições de cada filme. As sessões online dos curtas estreiam no mesmo dia da sessão presencial no Estação Net Botafogo, e também ficarão disponíveis por 48h.

O filme, que foi gravado na feira de Casa Amarela e no Morro da Conceição, conta a história de uma feirante que tem o hábito de ouvir os programas policiais e rezar pelas vítimas e suspeitos envolvidos nos crimes da madrugada. No elenco, o curta traz nomes como Laís Vieira, Okado do Canal, Clebia Sousa e Mohana Uchôa.

Com elenco e equipe majoritariamente composta por pessoas negras, a produção teve como objetivo democratizar as oportunidades no set, contrariando os modelos tradicionais de equipe empregados no cinema pernambucano. O filme também conta com recursos de acessibilidade comunicacional (audiodescrição, libras e legenda para surdos e ensurdecidos), permitindo que pessoas com deficiência possam acessar o conteúdo.

Serviço
“Rosário” (2019), dir. Igor Travassos e Juliana Soares
Festival do Rio
De 5 a 11 de agosto, no Espaço NET Botafogo e na plataforma on-line do Festival.

< voltar para home