Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Curta-metragem revela paisagens sonoras criadas por Erasto Vasconcelos

Produzido com incentivo do Funcultura, filme foi realizado pela Produções Ordinária através da técnica de stop motion

Reprodução/Filme

Fazenda Rosa se debruça sobre a paisagem sonora composta pelo poeta olindense e pouco conhecida pelo público em geral

A obra do músico Erasto Vasconcelos ainda é desconhecida pra muita gente, e é consenso entre o meio artístico que há ainda muito a ser explorado. Neste sentido, o curta-metragem Fazenda Rosa, realizado pela Produções Ordinária, com incentivo do Funcutura, coloca a obra do poeta olindense em evidência ao fazer um recorte da paisagem musical do artista através da técnica do stop motion. O filme segue inscrito em diversos festivais de animação do país, e em breve terá sua data de lançamento anunciada.

Fazenda Rosa se debruça sobre a paisagem sonora composta pelo poeta na primeira das fases da música Pio tagarela. “Na primeira, o poeta evoca a fauna e a flora de um lugar chamado Fazenda Rosa, os bichos do dia e da noite, os peixes do rio, os pássaros e bichos do mangue”, afirma a sinopse do filme. A música originalmente é dividida em três partes (Pio tagarela, Cantigas de roda e Nau catarineta) e tem duração de 49 minutos.

A diretora do filme, Chia Beloto, conta que a produtora nasceu a partir de um grupo que se conheceu na Faculdade AESO quando ainda existia por lá o curso de Animação, em 2011. “A gente tinha um professor que nos apresentou o Erasto Vasconcelos e na ocasião foi feito um convite pra que fizéssemos um clipe de alguma música dele. A princípio, ele queria outra, mas contamos que éramos apaixonadas pelo Baile Betinha e ele topou fazer na hora”, explica a diretora do curta.

Depois desse projeto, a equipe foi se envolvendo com Erasto, que abriu sua vida e, numa das conversas, apresentou um livro que havia feito nos anos 70, o Cantigas de Roda. “Ele mostrou um exemplar que tinha produzido artesanalmente, acompanhado de um disco, e ficamos impressionadas com todo esse enredo que ele tinha na cabeça dele. Daí tivemos a ideia de fazer esse trabalho audiovisual e ele participou de toda a fase inicial, da inscrição do projeto até a idealização do roteiro. Mas quando a ideia foi aprovada no Funcultura ele já estava abatido e sua participação ficou mais limitada, mas sempre dávamos feedbacks pra ele”, detalha Chia Beloto.

Reprodução/Filme

Na primeira, o poeta evoca a fauna e a flora de um lugar chamado Fazenda Rosa, os bichos do dia e da noite, os peixes do rio, os pássaros e bichos do mangue”, afirma a sinopse do filme

Para a diretora do curta, Fazenda Rosa é uma obra muito extensa, um pouco deixada de lado. “Este trabalho é apenas um pequeníssimo recorte da larga trajetória artística de Erasto. Meu sonho é que um dia outros fazedores de artes peguem esse trabalho e o transformem em outras coisas, como musicais e peças de teatro”, opina.

Confira a ficha técnica do curta-metragem Fazenda Rosa:
Animador, Pesquisa e fotografia: Mateus Simon
Arte: Chia Beloto
Produção: Rui Mendonça
Voz, Flauta e trilha original: Erasto Vasconcelos
Edição e Correção de cor: Zé Diniz
Desenho de som e mixagem: Johann Brehmer
Desenho Gráfico: Simone Mendes
Assessoria de mídia: Olivia Souza
Direção: Chia Beloto
Legendagem Descritiva: Acessibilidade.com
Produtora Associada: Carnaval Filmes
Laboratório de Correção de Cor e Mixagem Som 5.1: Porto Digital

< voltar para home