Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Dominique Berthé lança em livro um abecedário poético de cidades nordestinas

Publicação traz fotografias de 26 municípios de Alagoas, Pernambuco e Paraíba, com um olhar sobre sobre a água e seu povo.

Dominique Berthé

Dominique Berthé

Para a artista, a fotografia de Coqueiro Seco (Alagoas) expressa a calma da cidade.

A artista francesa Dominique Berthé, radicada em Pernambuco há 12 anos, lança o livro de fotografia “Abecedário Nordestino, caminho das águas”, com um olhar poético sobre 26 cidades dos estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Ceará. O lançamento acontece neste sábado (09), às 16h, no Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães, no Recife, com distribuição gratuita do livro. Na ocasião, os interessados poderão conversar com a artista e os historiadores e críticos de arte Joana D´arc Lima e Sousa, Antonio Paulo Rezende e Maria do Carmo Nino. O livro é uma edição bilíngue em português e francês e tem incentivo do Funcultura, Governo de Pernambuco.

Para criar o livro, Dominique percorreu cerca de 3.500 km. Nas cidades visitadas, o olhar atento da fotógrafa registrava tanto o ambiente, como aqueles que os habitam. No seu processo criativo, a artista criou algumas regras para nortear sua produção, criando um abecedário com os nomes da cidade, com alguma relação ao elemento água e nomes de pessoas que encontrava. “Encontrei Francisco, em Flores… Zélia, em Zabelê. Parecia fechar ou limitar a pesquisa, entretanto, é uma escolha que para mim, ao contrário, abriu um horizonte e direcionou ao mesmo tempo os ensaios fotográficos. O trabalho de François Morelet é uma referência a este procedimento, onde regras precisas definem o jogo, determinando o ato criativo”, explica Dominique.

Dominique Berthé

Dominique Berthé

Zabelê é um das cidades que ganharam registro no livro de Dominique Berthé.

A escolha por referências ligadas à água se deu porque esse elemento é algo recorrente nos seus trabalhos anteriores, além dela estar envolvida numa grande mitologia nordestina, sendo abundante em algumas cidades e extremamente escassa em outras. “Neste livro de artista, eu não apresento uma visão idílica da água”, diz a artista.

O livro apresenta o abecedário poético com as seguintes cidades: Água Preta, Água Branca, Coqueiro Seco, Diamante, Exu, Flores, Guassussê, Ibimirim, São João do Rio do Peixe, Kambiwá, Lagoa Dos Gatos, Mãe d´Água, Nascente, Olho d´Agua do Casado, Piranhas, Quixêlo, Recife, Surubim, Tejucupapo, Urubu, Veneza, W se afogou na Water, Xareu, Yaboatão, Zabelê.

O livro é resultado de um trabalho artístico iniciado em 2009. Inspirada no poema “O Cão Sem Plumas”, de João Cabral de Melo Neto, Dominique Berthé iniciou o registro fotográfico, a partir de uma bolsa do 47o Salão de Artes Plásticas de Pernambuco, com a orientação da professora e crítica de arte Maria do Carmo Nino. Em 2012, a artista montou a exposição “Olhos D´Água” (2012) como primeiro desdobramento do trabalho.

Lançamento “Abecedário Nordestino, caminho das águas”, de Dominique Berthé
Data: 09 de agosto de 2014, às 16h.
Distribuição gratuita no evento e venda posterior nas livrarias por R$ 30.
Local: Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães – Rua da Aurora, 265, Boa Vista.

< voltar para home