Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Espetáculo ‘Cordel do Amor sem Fim’ circula pelo estado

Com incentivo do Funcultura, a turnê começa no Teatro Sesc de Goiana, já na próxima sexta-feira (18)

Divulgação

Divulgação

A montagem, que estreou em 2009, já circulou por várias cidades brasileiras e ganhou diversos prêmios

O grupo O Poste Soluções Luminosas segue pelas estradas de Pernambuco com o espetáculo Cordel do Amor sem fim, uma peça que se passa em pleno Rio São Francisco e circula pelo estado até o dia 30 de abril. A próxima parada da montagem será na próxima sexta-feira (18), quando desembarca na cidade Goiana, Zona da Mata Norte do Estadom e faz uma apresentação no Teatro do Sesc, às 19h. A entrada é gratuita.

Serão, ao todo, oito encenações em lugares que de alguma forma possuem características relacionadas ao rio e a geografia sertaneja.  A turnê, que já passou por Tracunhaém, na última sexta-feira (12), terá ainda como paradas municípios do Sertão do São Francisco, Agreste, Zona da Mata e o arquipélago de Fernando de Noronha.

Com incentivo do Governo do Estado de Pernambuco, através do Funcultura, Cordel do Amor sem fim foi desenvolvido com o objetivo de levar, com a linguagem do teatro, a cultura do rio aos habitantes das cidades que estão no roteiro. As apresentação acontecem em comunidades quilombolas, teatros, centros culturais, auditórios, comunidades ribeirinhas, vila ou colônia de pescadores.

“Trata-se de um espetáculo de influências, onde diversas referências norteiam a atuação dos atores, passando por fontes orientais, regionais nordestinas, africanas, ibéricas e que podem ser verificados na dança, no figurino, na iluminação e no cenário”, conta o diretor Samuel Santos.

Divulgação

Divulgação

Uma das peças teatrais com figurinos produzidos pela arte-educadora e atriz Agrinez Melo

Após cada apresentação, o grupo fará um debate com o público sobre a montagem da peça em si, levando em consideração o conceito e a apropriação antropológica de uma cultura afro brasileira, calcada nas religiões de matriz africana e suas relações com o Rio São Francisco.

A história se passa na cidade de Carinhanha, sertão baiano, onde às margens do rio São Francisco vivem três irmãs: a misteriosa Madalena, a dissimulada Carminha e a jovem Tereza, por quem José é apaixonado. A trama se desenrola numa filosofia drummondiana, na qual Carminha ama José, que ama Tereza que ama Antônio, um viajante forasteiro por quem ela se apaixonara no porto da cidade, exatamente no dia em que um almoço marcaria seu pedido de casamento feito por José.

A encenação utiliza uma linguagem contemporânea do fazer teatral e de um amálgama de influências que perpassam pela religião de matriz africana, coco, capoeira chegando até ao expressionismo.

Das oito apresentações realizadas, quatro contarão com o recurso da tradução em LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) e serão realizadas nas cidades de Petrolina, Pedra, Goiana e Tracunhaém.

Confira a programação

Goiana
Sexta-feira (18/03) | 19h
Teatro do SESC

Lagoa Grande
Sexta-feira (25/03) | 16h30
Quilombo Lambedor

Santa Maria da Boa Vista
Sexta-feira (26/03) | 19h
Quilombo Cupira

Petrolina
Sexta-feira (27/03) | 17h
Ilha do Massangano

Orobó
Sexta-feira (02/04) | 20h
Escola Paulo Freire

Fernando de Noronha
Sexta-feira (15/04) | 19h
Auditório Escola Arquipélago Fernando de Noronha

Pedra
Sexta-feira (30/04) | 19h
Quadra Escolar da Escola Municipal

Ficha técnica
Texto: Claudia Barral
Encenação e Cenografia: Samuel Santos
Produção: O Poste Soluções Luminosas
Atores: Agrinez Melo , Madson de Paula, Naná Sodré e Suelayne Ramos
Concepção e execução de Figurino: Agrinez Melo
Plano de Maquiagem: Rosinha Galvão
Design de Luz: O Poste Soluções Luminosas
Operação de Luz e assistência de montagem: Samuel Santos
Programação Visual Design gráfico: Java Araújo
Sonoplastia, violão, Efeitos, instrumentos de bambu Didgeridoo: Diogo Lopes
Fotografias do espetáculo: Thaís Lima
Assessoria de imprensa: Luciana Torreão

< voltar para home