Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Exposição “Tão perto, tão longe” entra em cartaz no Museu do Trem

Com incentivo do Funcultura, a exposição de fotografias de Elizabeth de Carvalho e Jeff Cariolano fica disponível ao público até o dia 28 de novembro. A entrada é gratuita

O Museu do Trem do Recife inaugura, a partir deste domingo (3), a exposição” Tão perto, tão longe: o Museu do trem do Recife e os transeuntes da Estação Central do Metrô”. A mostra convida o público a mergulhar na história que converge e diverge ao mesmo tempo entre a Estação Central Capiba e a Estação Central do Metrô, através da produção de dois artistas pernambucanos, Elizabeth de Carvalho e Jeff Cariolano, que expressam essa relação em fotografias que viajam ao passado e caminham por um tempo vivido por nossos antepassados.

Com incentivo do Governo do Estado de Pernambuco,  por meio dos recursos do Funcultura, a exposição ficará disponível ao público até o dia 28 de novembro. A entrada é gratuita e os horários de visitação são de terça a sexta-feira, das 10h às 16h, e sábados e domingos, das 10h às 14h. É necessário cumprir os protocolos sanitários, como o uso obrigatório de máscara e o respeito ao distanciamento social.

Na visão de Elizabeth, “a convergência é óbvia, não só pela proximidade da localização, mas também pela relação com o transporte ferroviário. Os milhares de transeuntes que desembarcam da Estação Central do Metrô fazem seu trajeto em direção ao centro do Recife por uma ruela localizada ao lado do Museu. A divergência começa quando questionamos: esses transeuntes sabem da existência deste museu? E se sabem, se interessam em visitá-lo? Há diálogo entre o Museu do Trem, suas exposições e os milhares de tipos populares que estão ao seu lado? Partindo desses questionamentos, propus o projeto tendo como objetivo buscar imagens representativas das divergências entres estes dois mundos, que estão tão perto e ao mesmo tempo tão longe, ou seja, o recorte do projeto foi a relação entre usuários do metrô que desembarcam na Estação Central do Metrô e o Museu do Trem, na cidade de Recife”.

A exposição é capaz de expandir a mente e provocar reflexões ao observar nas fotos e objetos de época nas salas de exposição. Quem são? Como foram as vidas destes? Quantos e com que objetivos passam por essa estação? São perguntas que surgem na busca de entender propósitos e atravessar dimensões.

EQUIPAMENTO CULTURAL - A Estação Central Capiba foi inaugurada em 1888 e desativada em 1983. Em 1985, foi reaberta como acesso à Estação Recife do Metrô e em 2009 foi fechada para ser reinaugurada em 2014 como Museu do Trem, tornando-se o mais novo equipamento cultural do Governo do Estado. O local é considerado o primeiro do Brasil e o segundo do gênero da América Latina, tendo Gilberto Freyre como patrono.

Serviço
Exposição “Tão perto, tão longe: o Museu do trem do Recife e os Transeuntes da Estação Central do Metrô”
Quando: de 3 de outubro a 28 de novembro
Visitação: terça a sexta-feira | 10h às 16h; sábado e domingo | 10h às 14h
Local: Museu do Trem ( R. Floriano Peixoto, s/n – São José, Recife – PE)
Acesso gratuito
(Uso obrigatório de máscaras e respeito ao distanciamento social)

< voltar para home