Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Festival de Teatro do Agreste chega à 26ª edição em Caruaru e no Recife

Programação segue até 15 de outubro com espetáculos que giram em torno da temática "Corpos Fluidos – Liminaridade entre Teatro, Dança e Performance"

Gal Oppido/Divulgação

Gal Oppido/Divulgação

O espetáculo “A Merda (La Merda)”, com atuação e direção de Christiane Tricerri, é destaque no Recife

Com incentivo do Funcultura, o Festival de Teatro do Agreste – FETEAG chega a sua 26ª edição com programação em Caruaru e Recife até o dia 15 de outubro. O festival é estruturado sobre quatro eixos inter-relacionados e, a cada ano, aborda temas relevantes, que dialogam com as inquietudes do nosso tempo. Nesta edição, os espetáculos são norteados pelo tema Corpos Fluidos – Liminaridade entre Teatro, Dança e Performance, proporcionando espaços de discussão sobre esses limites, muitas vezes tênues.

A estrutura do festival comporta as seguintes ações: Mostra de Teatro, dividida em Mostra Estudantil, com as apresentações de espetáculos produzidos por estudantes nas unidades de ensino formal e nos cursos profissionalizantes de teatro do estado de Pernambuco, selecionados por uma comissão formada por representantes do TEA e do SATED (Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversão no Estado de Pernambuco); e Mostra Profissional, com apresentações de espetáculos de grupos profissionais do Brasil e do exterior, convidados pelo Festival a partir de uma curadoria específica, em diálogo com o tema escolhido.

Renata Pires

Renata Pires

“O ano em que sonhamos perigosamente”, do Grupo Magiluth, está na programação

São 12 espetáculos profissionais, quatro peças estudantis e uma roda de diálogo dos alunos com especialistas. Ao todo, somam 21 sessões em Caruaru e mais quatro no Recife. Essa temporada festeja os 54 anos de fundação do TEA (Teatro Experimental de Arte), coordenado por Argemiro Pascoal (falecido) e Arary Marrocos, pais de Fábio Pascoal, diretor do Feteag. Há ainda atividades formativas, com a realização de palestras, workshops e oficinas, além de atividades reflexivas, com debates e avaliações críticas dos espetáculos apresentados e atividades complementares como a Cena Gastrô, desenvolvida em parceria com restaurantes da Cidade.

A principal atração deste ano é o Teatro da Vertigem, que chega a Caruaru com Kafka na Estrada – um projeto de viagem, incluindo oito sessões da peça O Filho, do escritor tcheco. Famoso pelas locações inusitadas, como presídios, igrejas, hospitais ou andaimes, desta vez o grupo transforma o Espaço Cultural Tancredo Neves em um brechó de móveis usados. A montagem dirigida por Eliana Monteiro é inspirada em Carta ao Pai, de Franz Kafka (1883-1924), escrita em 1919, destinada a seu pai e nunca enviada. A residência do grupo paulistano na capital do Agreste também rende mostra de filmes, roda de conversa com os diretores da companhia e Laboratório Cênico com a diretora Lili Monteiro, que vai escolher cinco pessoas para participarem do coro da peça.

Humberto Araújo

Humberto Araújo

Inspirada em obra de Franz Kafka, a montagem “O Filho” é o grande destaque em Caruaru

No Recife, a programação tem como destaque o espetáculo A Merda (La Merda), de São Paulo, com atuação e direção de Christiane Tricerri, com sessão no dia 6 de outubro, no Teatro de Santa Isabel. O monólogo tragicômico tem uma encenação crua, direta, onde o discurso incessante da protagonista se sobrepõe a qualquer efeito. Sentada em um pedestal circense, a personagem, uma aspirante a atriz, solta o verbo sem medir as consequências em palavras cantadas, uivadas, até gritadas. A irreverência é uma das marcas da atriz Christiane Tricerri, que integrou o Teatro do Ornitorrinco.

Além da montagem paulista, a grade recifense conta com os espetáculos Pupik: Fuga em 2, do Lume Teatro e Karavan Ensemble, no dia 7; Conversas Com Meu Pai, com Janaina Leite, no dia 8; e A Morte da Audiência (A Morte do Público), no dia 9. Essas três últimas com apresentações no Teatro Hermilo Borba Filho.

O 26º FETEAG homenageia Zacaras Garcia e Edson Tavares. Zacaras foi presidente da FETEAPE – Federação de Teatro de Pernambuco de 1998 a janeiro de 2003, diretor teatral e atuou como assistente de produção durante quinze edições do FETEAG. Já Edson foi professor de Literatura da Universidade Estadual da Paraíba, em Campina Grande e coordenador do festival durante 10 anos.

Criado em 1981 por dois jovens apaixonados pelo teatro, Fabio Pascoal e Chico Neto, e inspirados pelos ideais de Pascoal Carlos Magno em promover o estudo e a prática do teatro no meio estudantil, o Feteag vem, ao longo dos seus 35 anos, se consolidando como um importante instrumento de promoção da cultura, ocupando anualmente praças, feiras, teatros e edificações simbólicas na cidade de Caruaru, Pernambuco.

Para conferir a programação completa do 26ª edição do Festival de Teatro do Agreste – FETEAG 2016, clique aqui.

SERVIÇO

Festival de Teatro do Agreste – FETEAG
Até 15 de outubro, em Recife e Caruaru
Gratuito (ingressos devem ser retirados na bilheteria uma hora antes de cada espetáculo)
Consulte mais informações no site do evento

< voltar para home