Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Festival São João Sinfônico está de volta ao palco do Teatro Santa Isabel

Com espetáculos no Teatro de Santa Isabel, nos dias 22 e 23 de abril, a partir das 20h, o Festival São João Sinfônico está de volta. Sob a batuta do maestro José Renato Accioly, um time de 32 instrumentistas da Orquestra de Câmara de Pernambuco (OCPE) subirá ao palco trazendo alguns convidados especiais, para atuarem como solistas. Dessa vez, foram convocados os forrozeiros Geraldinho Lins e Petrúcio Amorim, na estreia, e o grupo Quinteto Violado, na noite seguinte. Sérgio Campelo (maestro e fundador do SaGrama) assina os arranjos e os dançarinos Josy e Tico Caxiado, do Balé Cultural de Pernambuco, farão a conexão da música com as danças populares. O evento conta com incentivo do Governo do Estado, por meio dos recursos do Funcultura.

A programação inclui, ainda, a cada dia, um concerto-aula, às 16h. No dia 21, ocorrerá também a Prosa de São João, evento on-line, com transmissão ao vivo pelo YouTube, às 19h, com o objetivo de mostrar como se faz esta mistura do erudito com o popular.

“Nossa ideia era a de comemorarmos os 30 anos de carreira de Geraldinho Lins e os 50 anos de trajetória do Quinteto Violado, em 2021. Mas, por questões de restrição da pandemia, tivemos que adiar para este ano. Esta possibilidade de estarmos juntos num teatro outra vez, ouvindo música e cantando ao lado de outras pessoas, junto de quem não se conhece, é algo raro, genuíno. É sempre uma surpresa, até para a gente”, destaca José Renato Accioly.

Além do lado inusitado de uma orquestra celebrar o São João, tocando os ritmos do período, o projeto – que estreou em 2017 e chega à terceira edição – ganha importância pela homenagem aos artistas convidados, ressalta a produtora executiva e diretora-geral do São João Sinfônico, Carla Navarro. “Buscamos dar visibilidade para a obra autoral dos convidados, mostrando que são compositores incríveis. O objetivo é furar as bolhas do erudito e do popular e até dentro do próprio forró, fazendo com que o público tenha contato com uma sonoridade sinfônica que nunca chegou a experimentar”, pontua a produtora.

CONVIDADOS ESPECIAIS

Na primeira noite, a sexta-feira, dia 22, antes de Geraldinho Lins e Petrúcio Amorim subirem ao palco para cantarem ao lado da OCPE, o público assistirá a uma apresentação do trio de percussão Tamboreando. Formado por Emerson Coelho, Emerson Rodrigues e Jerimum de Olinda, o grupo utiliza marimba, xilofone e vibrafone para fazer uma música única, fortemente marcada pelos três instrumentos. No repertório anunciado, estão algumas das composições mais famosas de Gonzagão, a exemplo de “Asa Branca” e “A Vida do Viajante”.

O prelúdio orquestral conta ainda com outro grande artista do forró pernambucano, que já marcou presença em edições anteriores, o sanfoneiro Beto Hortis, que acompanhará a OCPE em “Sanfona Sentida” e em dois pout-pourri: um com músicas de Gonzagão e um de marchinhas juninas.

Depois deste momento de aquecimento da plateia, é a vez dos grandes convidados da noite subirem ao palco. Geraldinho Lins e Petrúcio Amorim não escondem a emoção de poder participar do festival. “Vou ter o privilégio de ter minhas canções arranjadas e executadas pela Orquestra de Câmara de Pernambuco, sob a regência do maestro José Renato Accioly e os arranjos de Sergio Campello. Estou muito honrado e feliz”, revela Geraldinho.

Já Petrúcio aguarda o momento de ouvir a plateia cantando junto sucessos como “Anjo Querubim”. “O espetáculo está maravilhoso. Poder estar ao lado da orquestra e apresentar minhas músicas de uma maneira bem gostosa e harmoniosa, fazendo um sincronismo junto com a plateia é muito especial”, diz o compositor caruaruense.

No segundo dia de espetáculos, o sábado, dia 23, será a vez de os espectadores começarem a noite assistindo ao duo formado pela violinista Paula Bujes e o violoncelista Pedro Huff. Artistas e professores de música gaúchos radicados em Pernambuco, desde 2013, e premiados pelo CD “Afluências”, eles farão uma mistura de clássicos orquestrais, como a “Sinfonia Nº5 de Beethoven” ou um prelúdio de Bach, com sucessos do forró de Luiz Gonzaga, a exemplo de “Pau de Arara” e “Olha pro Céu”. “Vamos misturar tudo, gerando um repertório inédito. É aquele instrumental que as pessoas vão reconhecer a partir da segunda nota musical. Crescemos em orquestra, mas Paula está tocando rabeca e se dedicando a um trabalho de forró chamado ‘Baila’. Foi muito divertido criar estes arranjos”, pontua Pedro.

A grande estrela do dia, o Quinteto Violado, virá logo em seguida, com músicas que já viraram clássicos, a exemplo de “Disparada” e “Sete Meninas” (Dominguinhos e Toinho Alves). O grupo é formado por Marcelo Melo, Dudu Alves, Ciano, Roberto Medeiros e Sandro Lins, que festeja 50 anos de música. “Não percam, pois será uma noitada muito bonita, com o São João fantástico da nossa terra”, garante Marcelo Melo.

ACESSIBILIDADE

Nas duas sessões dos concertos-aulas, estão previstas ações de acessibilidade, com audiodescrição pela VouSer Acessibilidade. O público-alvo da ação são ONGs e entidades sociais, mas meia hora antes do início das apresentações, os ingressos são liberados para o público em geral. “O concerto-aula ocorre como uma conversa descontraída, na qual exploramos a sonoridade pouco vista de uma orquestra sinfônica. São sons que você já ouviu, mas não se lembra de onde. Pode ter sido de uma trilha sonora, de um toque de celular, e que desvendamos de onde vem durante a aula”, explica o maestro. Carla Navarro completa: “Além de promover a inclusão social, a aula busca formar plateia para a música instrumental e para a música junina”.

Serviço
Festival São João Sinfônico
Prosa de São João, dia 21, 19h, via Youtube Orquestra de Câmara de Pernambuco; concertos-aula, dias 22 e 23, 16h; espetáculos dias 22 (OCPE, Geraldinho Lins e Petrúcio Amorim) e 23 (OCPE e Quinteto Violado), 20h. Ingressos à venda no guicheweb.com.br e na bilheteria (no dia) a partir de R$ 20. Teatro de Santa Isabel – Praça da República, 233 – Santo Antônio.

< voltar para home