Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

FIG 2018 abre inscrições para oficinas gratuitas

Estão abertas as inscrições para as atividades de formação cultural do 28º Festival de Inverno de Garanhuns. São mais de 350 vagas em 13 oficinas nas mais diversas áreas da arte e da cultura, do cinema à gastronomia, da fotografia a expressões da cultura popular.

Novidade deste ano, a ação “Olhares – a mediação crítica por mulheres”, vai proporcionar debates com artistas e palestrantes mulheres ao final de cada espetáculo da 3ª Mostra de Teatro Alternativo.

Rodrigo Ramos

Rodrigo Ramos

Oficinas de Dança e outras linguagens estão na programação

Os público interessado deve realizar as inscrições de forma presencial, no Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcanti (Av. Afonso Pena, 85), das 8h às 14h; ou online, enviando o FORMULÁRIO preenchido para o e-mail oficinasfig@gmail.com até o dia 22/07. É necessário identificar, no assunto do e-mail, a atividade escolhida.

Confira abaixo a lista completa das oficinas e mais detalhes da programação.

1- OFICINA: CURTA PARA GRANDES AMADORES

DATA: 23 a 27 de julho 2018, das 14h às 18h
LOCAL: Escola Estadual Henrique Dias
FACILITADORA: ROSANA FERREIRA
PÚBLICO ALVO: Geral
FAIXA ETÁRIA: 12 a 60 anos
Nº DE VAGAS: 20
CARGA HORÁRIA: 20h/a
ÁREA CULTURAL: Audiovisual
RESUMO: As pessoas podem usar seu celular para fazer um curta, mais não em uma linha de qualidade e produção. Fazer com que o amador passe a ser um grande profissional no futuro.
OBJETIVO: Ensinar a filmar, montar script, montar cenário e editar em movie maker, filmes em
curtas metragens.

2- OFICINA: NOS CLICKS DO FIG, CELULAR NA MÃO E ENTREVISTAS DE MONTÃO…
DATA: 23 a 27 de julho 2018, das 14h às 18h
LOCAL: Escola Estadual Henrique Dias
FACILITADORA: Sara Monteiro
PÚBLICO ALVO: Geral
FAIXA ETÁRIA: acima de 15 anos
Nº DE VAGAS: 25
CARGA HORÁRIA: 20 h/a
ÁREA CULTURAL: Fotografia
RESUMO: Tem como objetivo primordial a aprendizagem do saber se portar no espaços culturais e artísticos como mediador entre público, artistas, produtores, imprensa, gestores, bem como devassar todos os polos com olhares profissionais. É uma continuidade da oficina
realizada no FIG 2017: “Fotocelular”, de grande aceitação e sucesso. Nesse caso, uma oficina com cunho multiprofissional, já que no mercado atual exige que não percamos tempo com apenas teoria.

3- OFICINA: A LUDICIDADE DOS OBJETOS NA CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS
DATA: 23 a 27 de julho de 2018, das 14h às 18h
LOCAL: Escola Estadual Henrique Dias
FACILITADORA: CIA FISA D´ARTE
PÚBLICO ALVO: Educadores da rede pública e particular de ensino
FAIXA ETÁRIA: 19 a 60 anos
Nº DE VAGAS: 25
CARGA HORÁRIA: 8 h/a
ÁREA CULTURAL: Literatura
RESUMO: A contação de histórias cada vez mais tem sido utilizada como ferramenta na prática dos professores, nas salas de aula da rede pública e particular, principalmente como forma de incentivar a leitura, algo tão importante na formação de seres humanos críticos e criativos.
Porém, para que esta prática seja realizada é necessária muita imaginação e criatividade para sempre estar inovando a cada história e prender a atenção das crianças. Os objetos podem assumir formas de personagens variados de acordo com a imaginação e encantar ainda mais cada história.

4- OFICINA: TEORIA MUSICAL BÁSICA DE BANDAS MUSICAIS E MARCIAIS
DATA: 23 a 27 de julho de 2018, das 14h às 18h
LOCAL: Escola Estadual Henrique Dias
FACILITADOR: MARLOS BARROS
PÚBLICO ALVO: Músicos e instrutores de música
FAIXA ETÁRIA: a partir de 12 anos
Nº DE VAGAS: 20
CARGA HORÁRIA: 20 h/a
ÁREA CULTURAL: Música
RESUMO: Levar conhecimentos prévios de forma coerente e correta para os jovens, além de preparar para uma sociedade futura. Esta oficina objetiva Músicalizar pessoas e músicos com a prática de conjunto no básico e melódico.

5- OFICINA: DANÇA AFRO CONTEMPORÂNEO
DATA: 24 e 25 de julho de 2018 | Das 13h às 17h
LOCAL: Sala de Dança do SESC GARANHUNS
FACILITADOR: ORUNMILLÁ MOURA DE SANTANA (ORUM SANTANA)
PÚBLICO ALVO: Interessados (as) em dança de todos os níveis técnicos
FAIXA ETÁRIA: a partir de 14 anos
Nº DE VAGAS: 25
CARGA HORÁRIA: 6 h/a
ÁREA CULTURAL: Dança
RESUMO: Oportunizar vivência com dança afro, numa investigação criativa e contemporânea que dialogue com as tradições da cultura negra de matriz africana a partir de métodos de criação, princípios e técnicas corporais, apontando caminhos de composição coreográfica que respeite a corporalidade negra e suas especificidades.

6- OFICINA: BRINCANDO DE DANÇAS URBANAS
DATA: 24 e 25 de julho de 2018 | Das 9h30 às 12h30
LOCAL: Espaço Bailarte
FACILITADORES: BARBARA AGUIAR E ANDERSON DIMAS
PÚBLICO ALVO: Crianças com ou sem experiência em dança
FAIXA ETÁRIA: 10 anos
Nº DE VAGAS: 25
CARGA HORÁRIA: 5 h/a
ÁREA CULTURAL: dança
RESUMO: A oficina “Brincando de Danças Urbanas” busca possibilitar ao público infanto-juvenil um primeiro contato com as danças urbanas, e irá abordar técnicas do popping, hip hop freestyle e wave, passando por fundamentos básicos pertencentes a estas danças de forma divertida e atrativa para os pequenos.Estas danças urbanas servem de base para um trabalho de conscientização corporal. Um contato informal e despretensioso em uma grande brincadeira realizada através de pequenas células coreográficas possibilitando o incentivo à criação, o desenvolvimento da coordenação motora, a imaginação através da criação de personagens.

7- OFICINA: DANÇA DOS ORIXÁS
DATA: 22 e 23 de julho 2018, das 13h às 17h
LOCAL: Sala de Dança do SESC GARANHUNS
FACILITADORA: ANNE ISABELLE COSTA DE ANDRADE
PÚBLICO ALVO: Interessados em dança de todos os níveis técnicos
FAIXA ETÁRIA: a partir de 14 anos
Nº DE VAGAS: 25
CARGA HORÁRIA: 6 h/a
ÁREA CULTURAL: Dança
RESUMO: Estudo prático-teórico das danças de matriz africana, mais precisamente, das danças dos Orixás, considerando que seus aspectos estéticos e técnicos são suporte para infinitas escrituras contemporâneas. Estas aulas de dança afro reúnem aspectos simbólicos e energéticos dos Orixás Oxum, Xangô, Ogum e Oyá, com elementos da contemporaneidade.

8- OFICINA: CULINÁRIA SUSTENTÁVEL
DATA: 23 a 27 de julho de 2018, das 14h às 18h
LOCAL: Quilombo Castainho
FACILITADORA: ANGELICA NOBRE DE LIMA SILVA
PÚBLICO ALVO: Moradores(as) das comunidades quilombolas de Castainho e adjacências
Nº DE VAGAS: 25
CARGA HORÁRIA: 20 h/a
ÁREA CULTURAL: Gastronomia
RESUMO: capacitar os/as participantes sobre a responsabilidade no que se refere a sustentabilidade e o reaproveitamento de alimentos que seriam desperdiçados, jogando fora elementos nutritivos que combatem diversas carências nutricionais, além de trazer economia e até mesmo possibilitar geração de renda, aquecendo a economia local.

9- OFICINA: UM CORAÇÃO ENCENADO NA COTIDIANIDADE
DATA: 23 a 27 de julho de 2018, das 14h às 18h
LOCAL: Quilombo Castainho
FACILITADORA: MAGALI OLIVEIRA DA SILVA
PÚBLICO ALVO: Crianças das comunidades quilombolas de Castainho e adjacências
Nº DE VAGAS: 50
CARGA HORÁRIA: 20 h/a
ÁREA CULTURAL: Literatura
RESUMO: Trabalhar com as crianças das comunidades quilombolas o resgate das brincadeiras populares, fomentar o prazer pelas linguagens artísticas da música, poesia, contação de histórias, brincadeiras afetivas e sensoriais, fortalecendo a sensibilidade humanística e familiar.

10- OFICINA: JOGOS DO PATRIMÔNIO
DATA: 28 de julho de 2018, das 9h30 às 12h e das 14h às 18h
LOCAL: Quilombo Castainho
FACILITADOR: DIOMEDES DE OLIVEIRA NETO
PÚBLICO ALVO: Moradores(as) das comunidades quilombolas de Castainho e adjacências
Nº DE VAGAS: 25
CARGA HORÁRIA: 6h 30m
ÁREA CULTURAL: Patrimônio
RESUMO: propiciar aos/as participantes uma reflexão junto às comunidades remanescentes quilombolas, acerca dos conceitos e metodologia em torno do patrimônio cultural, a partir do que as próprias comunidades percebem com seus patrimônios; possibilitar um dialogo entre esses bens culturais escolhidos e o cotidiano dessas comunidades, no intuito de discutir estratégias de preservação do patrimônio.

11- OFICINA: “BREAK – DANÇA DE RUA”
DATA: 23 a 27 de julho de 2018, das 9h30 às 12h e das 14h às 18h
LOCAL: FUNASE – CASE e CASEM
FACILITADOR: LEVI COSTA DE OLIVEIRA PONTES
PÚBLICO ALVO: Jovens em cumprimento de medidas socioeducativas
Nº DE VAGAS: 40
CARGA HORÁRIA: 40 h/a
ÁREA CULTURAL: Dança
RESUMO: Capacitar os jovens que estão sob a responsabilidade do Estado nas unidades CASE e CASEM Garanhuns, na arte da dança de rua e dialogar sobre cidadania, sexualidade e uso de drogas, visando despertar através da arte a sociabilidade, identidade e autoestima entre estes jovens.

12- OFICINA: RIMAS E MÉTRICAS
DATA: 23 a 27 de julho de 2018, das 9h30 às 12h e das 14h às 18h
LOCAL: FUNASE – CASE e CASEM
FACILITADOR: EDILSON CANDIDO DA SILVA (MAGGO MC)
PÚBLICO ALVO: Jovens em cumprimento de medidas socioeducativas
Nº DE VAGAS: 40
CARGA HORÁRIA: 40 h/a
ÁREA CULTURAL: Literatura/Música
RESUMO: Capacitar os jovens que estão sob a responsabilidade do Estado nas unidades CASE e CASEM Garanhuns, na arte da Literatura e Música. Trabalhar com estes jovens a técnica da poesia rimada e dialogar sobre cidadania, sexualidade e uso de drogas, visando despertar através da arte a sociabilidade, identidade e autoestima entre estes jovens.

13 – OFICINA: DOCUMENTANDO
DATA: 23 a 27 de julho de 2018, das 14h às 18h
LOCAL: Escola Estadual Henrique Dias
FACILITADOR: Marlom Meirelles
PÚBLICO ALVO: Jovens e adultos com interesse na área.
FAIXA ETÁRIA: a partir de 17 anos
Nº DE VAGAS: 25
CARGA HORÁRIA: 20 h/a
ÁREA CULTURAL: Audiovisual
RESUMO: Por meio da análise de obras de diferente s cinematografias, de reflexões teóricas e exercícios práticos, a oficina estimula o olhar do aluno para a leitura e a realização de obras documentais. Os participantes, que não precisam ter conhecimentos prévios na área, tem acesso às técnicas básicas de captação e dição e edição de imagens em vídeo, além de instruções sobre a linguagem cinematográfica e as etapas e funções numa produção. A oficina pretende estimular a consciência de que o cinema é um instrumento de construção da realidade, permitindo que os alunos observem as possibilidades de abordagem, narrativas, dispositivos e processos de trabalho.

SERVIÇOS FORMAÇÃO CULTURAL FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS 2018

Todas as atividades são gratuitas e abertas ao público.

ESCOLA ESTADUAL HENRIQUE DIAS
R. Pedro Rocha, 296 – Heliópolis

FUNASE – CASE e CASEM
Casa de Semiliberdade – CASEM – Garanhuns
Rua Luís Burgos, 1507 Boa Vista (Após o CAIC) (87) 3761-8478/3761-8479

Centro de Atendimento Socioeducativo – CASE
Av. Bom Pastor, s/n Boa Vista (Após o CAIC) (87) 3761-8283/3761-8476

QUILOMBO CASTAINHO
Localizada na zona rural no sudeste do município de Garanhuns.

SESC GARANHUNS
Rua Manoel Clemente, 136 Centro. Telefone: (87) 3761-2658.

DEBATES E INTERCÂMBIOS:
OLHARES – A MEDIAÇÃO CRÍTICA POR MULHERES

Após cada espetáculo haverá um debate comandado por mulheres consagradas nas artes cênicas, entre atrizes, professoras (mestras) e produtoras de vários estados brasileiros.

• Debate com Emanuelle de Jesus (PE) e Fernando Yamamoto (RN)
Sexta-feira, 20/7, 19h
Nuestra Senhora De Las Nuvens
Grupo Clowns de Shakespeare | Natal-RN
Duração do espetáculo: 95 minutos

• Debate com Emanuelle de Jesus (PE) e Rudimar Constâncio (PE)
Sábado, 21/7, 19h
Um Minuto Para Dizer Que Te Amo
Matraca Grupo de Teatro | Sesc Pernambuco
Duração do espetáculo: 80 minutos

• Debate com Emanuelle de Jesus (PE) e Rosberg Alexsander (PE)
Sábado, 21/7, 21h
Poeta Preto
Trupe Veja Bem Meu Bem | Caruaru-PE
Duração do espetáculo: 60 minutos

Debate com Emanuelle de Jesus (PE) e Rodrigo Portella (RJ)
Domingo, 22/7, 19h
Tom Na Fazenda
Galharufa Produções | Rio de Janeiro-RJ
Duração do espetáculo: 120 minutos

• Debate com Danielle Martins de Farias (RJ) e Antônio Rodrigues (PE)
Domingo, 22/7, 21h
Salmo 91
Cênicas Cia. de Repertório | Recife-PE
Duração do espetáculo: 120 minutos

• Debate com Eleonora Montenegro (RN) e Julierme Galindo (PE)
Segunda-feira, 23/7, 19h
Amores, Partidos
Teatrupe | Garanhuns-PE
Duração do espetáculo: 90 minutos

• Debate com Eleonora Montenegro (RN) e Danielle Martins de Farias (RJ)
Segunda-feira, 23/7, 21h
Dois Amores E Um Bicho
Notórias Produções | Rio de Janeiro-RJ
Duração do espetáculo: 75 minutos

• Debate com Danielle Martins de Farias (RJ) e Mayra Montenegro (RN)
Terça-feira, 24/7, 21h
Violetas
Cia. Violetas | Natal-RN
Duração do espetáculo: 60 minutos

• Debate com Ana Carolina Marinho (SP) e Rodrigo Dourado (PE)
Quarta-feira, 25/7, 21h
Luzir É Negro
Teatro de Fronteira | Recife-PE
Duração do espetáculo: 120 minutos

• Debate com Ana Carolina Marinho (SP) e Fernando Philbert (RJ)
Quinta-feira, 26/7, 19h
Contos Negreiros do Brasil
Diverso Cultural e Desenvolvimento | Rio de Janeiro-RJ
Duração do espetáculo: 70 minutos

• Debate com Ana Carolina Marinho (SP) e Agrinez Melo (PE)
Quinta-feira, 26/7, 21h
Histórias Bordadas Em Mim
AgriDoce | Recife-PE
Duração do espetáculo: 60 minutos

• Debate com Ana Carolina Marinho (SP) e Deborah Finocchiaro (RS)
Sexta-feira, 27/7, 19h
Caio do Céu
Companhia de Solos & Bem Acompanhados | Porto Alegre-RS
Duração do espetáculo: 60 minutos

• Debate com Ana Carolina Marinho (SP) e Cleyton Cabral (PE)
Sexta-feira, 27/7, 21h
Solo De Guerra
Cleyton Cabral | Olinda-PE
Duração do espetáculo: 45 minutos

• Debate com Ana Carolina Marinho (SP) e Pavilhão da Magnólia (CE)
Sábado, 28/7, 21h
Baldio
Pavilhão da Magnólia | Ceará-CE
Duração do espetáculo: 55 minutos

< voltar para home