Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Filme “Tatuagem” é o indicado brasileiro ao Prêmio Goya

Longa concorre a uma vaga entre os finalistas da categoria Melhor Filme Ibero-Americano na 29ª edição do prêmio, um dos mais importantes da Espanha.

Por: Ancine

Flávio Gusmão/Divulgação

“Tatuagem”, primeiro longa de ficção de Hilton Lacerda, é o indicado brasileiro para postular uma vaga entre os finalistas da categoria Melhor Filme Ibero-Americano da 29ª edição do Prêmio Goya. O prêmio, organizado pela Academia das Artes e Ciências Cinematográficas da Espanha e um dos mais importantes eventos cinematográficos do país, é concedido desde 1987 aos destaques de cada ano. A cerimônia de premiação acontecerá no dia 8 de fevereiro de 2015, na cidade de Madri. “Tatuagem” teve incentivo do Governo de Pernambuco, por meio do Funcultura.

O filme, escolhido entre 12 inscritos, é ambientado no ano de 1978. Clécio Wanderley (Irandhir Santos) é o líder da trupe de cabaré anarquista Chão de Estrelas. Sua vida muda ao conhecer o jovem soldado Arlindo Araújo (Jesuíta Barbosa), apelidado de “Fininha”. “Tatuagem”, estreia do pernambucano Hilton Lacerda em obras de ficção, ganhou cinco prêmios no Festival do Rio 2013 (Melhor Filme de Ficção pelo voto popular, Prêmio FIPRESCI, Prêmio Especial do Júri Ficção, Melhor Ator e Melhor Ator Coajuvante), e três no 41º Festival de Gramado (Melhor Longa-metragem, Melhor Ator e Melhor Trilha Musical).

A comissão de seleção foi composta por Ailton Franco Jr., indicado pelo Fórum dos Festivais; Luis Erlanger, indicado pela Academia Brasileira de Cinema; Luiza Lusvarghi, indicada pela Associação Brasileira de Críticos de Cinema – ABRACCINE; Sylvia Abreu, indicada pelo Programa Cinema do Brasil; e Eduardo Valente, assessor internacional da ANCINE, representando a Agência.

Para os membros da comissão, “Tatuagem” foi escolhido dentre uma lista particularmente forte, com várias opções de excelente qualidade, por ser o que lhes pareceu melhor representar uma cinematografia ao mesmo tempo profundamente brasileira e de alto impacto estético, possuindo ainda uma dimensão política importante.

< voltar para home