Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Governo de Pernambuco incentiva 112 projetos aprovados no 8º edital Funcultura Audiovisual

Costa Neto / Secult-PE

Mais de uma centena de projetos da área audiovisual irá sair do papel e começar a se tornar realidade. As propostas foram selecionadas pelo 8° Edital do Programa de Fomento ao Audiovisual de Pernambuco – Funcultura 2014/2015, com um montante de R$ 20.050.000,00 (vinte milhões e cinquenta mil reais) destinados ao incentivo cultural. O Programa de Fomento ao Audiovisual é uma iniciativa do Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria de Cultura e Fundarpe. Entre os 112 selecionados, 25 são projetos de longa-metragem, 18 de curta-metragem, 17 de difusão, 14 na categoria Revelando os Pernambucos (destinada a projetos de curta-metragem e difusão por Região do Estado), 13 de produtos para TV, 12 de cineclubismo, 10 de formação e três de pesquisa. Os projetos são oriundos de 22 municípios pernambucanos, de 11 Regiões de Desenvolvimento do estado.

CONFIRA AQUI O RESULTADO. 

O edital pernambucano é o terceiro maior edital do país no setor. Do montante total de recursos, R$ 11.500.000,00 (onze milhões e quinhentos mil reais) são oriundos do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura) e R$ 8.550.000,00 (oito milhões, quinhentos e cinquenta mil reais) do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), mantido pela Agência Nacional de Cinema (Ancine), órgão vinculado ao Ministério da Cultura. Os recursos do FSA são destinados especificamente às categorias longa-metragem e produtos para televisão.

Beneficiando toda a cadeia produtiva ligada ao setor, o edital do Funcultura integra uma política específica para o audiovisual, setor reconhecido pelo Governo de Pernambuco como estratégico para a economia e projeção do estado. O edital contempla desde os profissionais já consagrados aos iniciantes, promove a qualificação profissional, a fruição artística e a democratização da produção e acesso à cultura.

RECORDE DE INSCRIÇÕES - O 8° Edital Funcultura Audiovisual 2014/2015 recebeu 460 propostas de produtores e realizadores de 11 Regiões de Desenvolvimento do Estado, alcançando um recorde de projetos inscritos. No edital anterior, foram inscritos 370 projetos. O recorde de inscrições é o resultado do ciclo de capacitação realizado pela Secult-PE e Fundarpe em janeiro de 2015, que contou com 19 oficinas de elaboração de projetos nas 12 Regiões de Desenvolvimento do Estado.

TRANSPARÊNCIA –
 Os proponentes de projetos não aprovados podem solicitar as súmulas de análise através do emailaudiovisualpe@gmail.com, informando o nome do projeto e o proponente. A solicitação também pode ser feita presencialmente através de ofício impresso entregue no setor de Atendimento ao Produtor do Funcultura, de segunda a sexta-feira, no horário das 8h às 12h, na sede da Fundarpe (Rua da Aurora 463/469, Boa Vista, Recife). Este acesso à súmula ocorre desde 2011, contribuindo para a transparência do processo seletivo e proporcionando o aprimoramento das propostas nas próximas edições do edital.

ACESSIBILIDADE E REGIONALIZAÇÃO - Além do aporte do Fundo Setorial do Audiovisual, uma das novidades desta edição foi que a acessibilidade passou a ser um critério de avaliação, agregando nota aos projetos que contemplam alternativas que garantam a fruição às pessoas com mobilidade reduzida ou com deficiência, seja auditiva, visual, motora ou intelectual.

Com o objetivo de democratizar o acesso aos recursos públicos, o edital resguarda cotas de regionalização desde 2012. A categoria Revelando os Pernambucos possibilita que os proponentes concorram apenas com projetos de difusão (mostras e festivais) ou curtas-metragens de sua própria Região de Desenvolvimento (RD).  O edital também possuiu a cota mínima de aprovação de pelo menos um projeto nas macrorregiões do Sertão e Agreste nas categorias de formação e difusão.

SELEÇÃO - No edital Funcultura Audiovisual 2014/2015, das 460 propostas inscritas, 384 foram habilitadas na primeira fase e seguiram para análise técnica. Posteriormente, 143 propostas foram selecionadas para a fase de defesa oral, quando os proponentes apresentam seus projetos e respondem questionamentos dos grupos técnicos de cada categoria e da Comissão Deliberativa do Funcultura. Apenas as categorias Desenvolvimento do Cineclubismo e Revelando os Pernambucos não possuem etapa para defesa oral.

Os pareceristas de projetos, que formam os grupos técnicos, foram indicados pelo Conselho Consultivo do Audiovisual de Pernambuco, criado a partir da Lei 15.307/14 e cuja composição é formada por entidades representativas da cadeia produtiva do audiovisual e pelo poder púbico.

Grupos de Assessoramento Técnico e Temático à Comissão Deliberativa do Funcultura
Categoria Longa-metragem: Ana Alice Santana de Morais Melo (RJ), Daniel Tavares (RJ) e Gustavo Spolidoro (RS).
Categoria Curta-metragem: Diego Akel (CE), Gabriel Carneiro (SP) e Larissa Figueiredo (PR).
Categoria Produtos para Televisão: Bruno de Sales (PB), Kátia Machado (RJ) e Paula Gomes (SP).
Categorias Difusão, Formação e Pesquisa: Marcelo Domingues (SP), Pedro Henrique Azevedo Moreira (CE), e Raquel do Monte (PE).
Categorias Revelando os Pernambucos e Desenvolvimento do Cineclubismo: Bertrand de Sousa Lira (PB), Jane Malaquias (CE) e Rodrigo Fagundes Bouillet (RJ).

Informações:
Setor de Atendimento do Funcultura (81) 3184-3023 | 3184-3026
Coordenação do Audiovisual (81) 3184-3076

< voltar para home