Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Grupo Arteiros apresenta ‘O samba nosso de cada dia’ em todo estado

Produzida com incentivo do Funcultura, espetáculo terá sessões neste sábado (25) na Ilha de Deus e no domingo (26) no Morro da Conceição

Divulgação

Divulgação

Montagem foi escrita pelo dramaturgo pernambucano Elmar Castelo Branco (in memorian) na década de 70

O Grupo Arteiros segue com seu trabalho de teatro de rua e a temporada do espetáculo O samba nosso de cada dia. A montagem, escrita pelo dramaturgo pernambucano Elmar Castelo Branco (in memorian) na década de 70, terá sessões no sábado (24), às 18h, na Ilha de Deus, e no domingo (26), às 16h, no Morro da Conceição. A apresentação é aberta ao público e gratuita.

O samba nosso de cada dia é uma realização da Associação de Teatro de Olinda, com incentivo do Governo do Estado de Pernambuco, através do Funcultura. De acordo com Wagner Matias, integrante do grupo, a peça trata das dificuldades da vida, refletidas num grupo de Carnaval. “O espetáculo conta a história de uma família que José Sebastiao, um bom vivant, e sua esposa Maria da Paz, que integram uma escola de samba do Morro da Conceição. E a história se passa em pleno Carnaval do Recife, revelando os desafios que eles têm para colocar a escola de samba na rua”, explica.

“Há na montagem toda uma questão da interação, bem típica do teatro de rua. Antes de cada apresentação a gente visita os bairros à procura das lideranças para aprimorar nosso trabalho. Se na região existir um grupo de cultura popular, nós o convidamos para estar juntos da gente no palco”, comenta Wagner Matias. No Morro da Conceição, por exemplo, a Galeria do Ritmo, escola de samba que serviu de inspiração para o autor do texto, marcará presença. Ao final de cada apresentação, haverá uma roda de diálogo para discussão sobre a importância da cultura popular.

Participam do elenco Charles Medeiros, Roberta Lúcia, Ivo Rodrigues, Wagner Matias, Lucas José, além dos músicos Celso José e Walgrene Agra. A contra-regra é de Luiz Gustavo. Outro detalhe é que a trilha sonora é executada ao vivo e composta por sambas já bem conhecidos do público, além de algumas músicas compostas para essa montagem.

A estreia da montagem foi no dia 4 de março, no Alto Da Sé de Olinda, e até o final da temporada, no dia 8 de abril, terá passada pela Ilha do Maruim, Buenos Aires, Alto da Bondade, São Lourenço da Mata, Caetés, Muribeca e Nazaré da Mata.

Serviço
‘O samba nosso de cada dia’
Sábado (25) | 18h
Ilha de Deus
Domingo (26) | 16h
Praça do Morro da Conceição
Gratuito

< voltar para home