Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Grupo LaptoP apresenta-se domingo (21), no Maspe

Apresentação será no próximo domingo (21), às 16h. A entrada custa R$ 2 (inteira) e R$ 1 (meia-entrada)

Divulgação

Divulgação

O grupo é formado por estudantes de música da UFPE

Domingo (21) é dia de música instrumental no Museu de Arte Sacra de Olinda (Maspe), localizado no Alto da Sé. Desta vez, quem se apresenta dentro da programação do projeto Relicários: Memórias do Som - que conta com incentivo do Governo do Estado de Pernambuco, por meio dos recursos do Funcultura - é o grupo LaptoP. A apresentação começa, às 16h, e os ingressos custam R$2 (inteira) e R$ 1 (meia-entrada), com renda revertida para o Lar Fabiano de Cristo.

O LaptoP surgiu em 2013, como parte do Projeto de Extensão em Percussão, e com a finalidade de proporcionar, de forma laboratorial, uma prática de música de câmara para os alunos da UFPE. Assim, o grupo tem como objetivo promover pesquisa, experimentação e a execução de obras, sejam elas já compostas ou escritas para o grupo.

O LaptoP também pretende facilitar a integração entre os alunos, estimulando o interesse pela pesquisa, abrindo um espaço para a experimentação de novas composições, gerando o interesse pela criatividade, tudo isso através da criação de novos instrumentos de percussão e despertar o interesse pelo experimento de novos sons.

O grupo tem se apresentado em projetos como as Semanas da Música da UFPE (2012 a 2017), I e II Encontro Percussivo UFPE (2014 e 2015), XVII e XVIII Festival de Percussão 02 de Julho (2016 e 2017), SESC Partituras (2017) e na Mostra de Música Leão do Norte. Ele é formado por Antonio Barreto (Direção Musical), Danilo Fernandes, Diógenes Saraiva, Emerson Coelho, Eric Saraiva, Gustavo Monteiro, João Carlos Oliveira, José Emerson e Rodrigo Cardoso.

Programa

Steve Reich (1936)
Music For Pieces Of Wood

Alexandre Reche e Silva (1972)
Tocata Da Colheita

Quarteto para percussão
José Orlando Alves (1970)
Incidências Ii

Duo de percussão
Poliana Coelho (1980)
Pandeirando

Trio para pandeiro
Fernando Iazzetta (1966)
Unka

Nathália Fragoso
Oco

Duo de percussão
Nathália Fragoso
Para 6 Percussionistas

Relicários: memórias do som – A ideia da série de concertos é apresentar um conceito de “museu vivo do som”. Da mesma forma que um relicário guarda objetos sagrados, a partitura preserva em si a música de diversas épocas e estilos. Durante os concertos, os músicos dão vida ao som guardado nessas partituras escritas no passado.

“Se por um lado nosso projeto apresenta a tradição da música clássica revelando a genialidade de compositores como Bach, Vivaldi ou Verdi ou os brasileiros Carlos Gomes, José Maurício Nunes Garcia, Guerra-Peixe, entre outros, ao mesmo tempo propõe a ideia de renovação pela possibilidade de transgressão na liberdade de novas experiências interpretativas”, explica a cravista Maria Aída Barroso, idealizadora e coordenadora do projeto. “A criação de espaços e séries musicais que permitem o acesso gratuito da população a esta arte é fundamental para o aprimoramento do ser humano. A música é muito mais que um breve entretenimento, se revelando um estímulo à sensibilidade. Propomos esta série de concertos por acreditar profundamente nesse pensamento e na necessidade da divulgação desta arte se ampliar e chegar de forma mais intensa e eficaz ao público pernambucano”, completa.

Os concertos têm duração de uma hora e apresentarão peças para diferentes formações instrumentais, abrangendo as diversas famílias de instrumentos: cordas friccionadas, cordas percutidas, cordas pinçadas, sopros (madeiras e metais), voz, teclas e percussão. Todos os grupos e músicos foram selecionados por sua reconhecida atuação no meio cultural brasileiro, em trabalhos de performance, pesquisa interpretativa e/ou musicológica, sendo a maioria dos artistas professores, alunos e ex-alunos do Departamento de Música da UFPE.

Serviço
Apresentação do Grupo LaptoP
Quando: 21/10 (domingo), às 16h
Onde: Museu de Arte Sacra de Pernambuco (R. Bispo. Coutinho – Carmo, Olinda – PE)
Quanto: R$ 2 (inteira) e R$ 1 (meia-entrada) – O valor arrecadado será doado ao Lar Fabiano de Cristo

< voltar para home