Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

José Paulo inaugura a exposição “O Pinguim e o Jardim de Palmas” em Belo Jardim

Mostra integra o projeto 3 Cidades, incentivado pelo Funcultura, que irá passar pelas cidades de Belo Jardim, Petrolina e Garanhuns

O artista pernambucano José Paulo dá início, nesta sexta-feira (14), ao projeto 3 Cidades, que, com incentivo do Funcultura, levará ao longo dos próximos meses a exposição O Pinguim e o Jardim de Palmas às cidades de Belo Jardim, Petrolina e Garanhuns.

Com curadoria de Clarissa Diniz, a proposta do 3 Cidades é que o pintor viaje pelos municípios escolhidos para cultivar experiências, ideias e reflexões que irão alimentar obras e intervenções artísticas. “A viagem é uma generosa oportunidade de invenção: mudar de lugar permite não apenas reconhecer diferenças e semelhanças, mas criá-las. Viajando, inventamos aquilo que nos é estranho e, por outro lado, recriamos também o que nos é comum”, disse Diniz a respeito da itinerância da exposição.

Divulgação

Divulgação

José Paulo promoverá um intercâmbio artístico pelas cidades que o projeto percorrerá

A primeira cidade a receber O Pinguim e o Jardim de Palmas é Belo Jardim, nesta sexta-feira (14). A abertura acontecerá às 19h, na Galeria de Artes do Sesc Ler. Na mostra, o público poderá conferir uma série de obras confeccionadas com materias e técnicas bem características de nosso Estado que, segundo a curadora, “partem dos usos populares de elementos típicos de suas localidades”. É o caso da cerâmica, que é base de uma série de esculturas e instalações. “Com a vivência em Belo Jardim, a partir de sua arquitetura e formas de utilização do espaço público, José Paulo tem observado os usos já existentes desses materiais para elaborar obras que são ao mesmo tempo um comentário e a recriação dessas formas, dos revestimentos cerâmicos às plantações de palmas. O artista inventa outros arranjos desses elementos, desenvolvendo mobiliários cerâmicos que abrigam jardins de palmas e outras espécies nativas, como mandacaru e a aveloz. É o modo de vida de Belo Jardim que interessa por ser um pontencial contribuição para qualquer outro lugar do mundo”, disse Clarissa.

Sobre o pinguim, que batiza a exposição, Diniz revelou que a ave surge surge desse encontro entre as especificidades de um local e os modos pelos quais suas formas de organização social, estética, espacial são globalmente interessantes. “A estranheza da presença de um pinguim na vegetação nativa confunde ecossistemas, provocando reinterpretações sobre o agreste pernambucano. Sua aparição torna essa paisagem especialmente singular, reconfigurando o que é comum e o que é extraordinário, tal como fazem os pinguuns que nos surpreendem em suas viagens ao litoral brasileiro”, afirmou. A visitação à exposição seguirá deste sábado (15) até o dia 9 de outubro.

Serviço
Abertura da exposição O Pinguim e o Jardim de Palmas, de José Paulo
Quando: sexta-feira (14/8), às 19h
Onde: Galeria de Artes do Sesc Ler Belo Jardim – Rua Pedro Leite Cavalcante, s/n, Cohab II, Belo Jardim/PE.
Visitação: de 15/8 a 9/10
Informações (81) 3726-1576

< voltar para home