Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Livro de conto de fadas para crianças com deficiência é lançado no Recife

"De Íris ao Arco-Íris" é o primeiro livro do ator Jorge de Paula e chega às prateleiras com incentivo do Funcultura

Morgana Narjara

Morgana Narjara

A história nasceu a partir de um conto escrito por Jorge de Paula (foto) em resposta a um exercício proposto por Marco Camarotti.

Por Camila Estephania

Quando conheceu Marco Camarotti como professor da UFPE em 1998, no início da faculdade de Artes Cênicas, o ator e diretor Jorge de Paula aceitou o convite para pesquisar sobre o teatro para a infância e juventude em um ato que influenciaria para sempre seu processo criativo. A primeira experiência com o docente, o levou a participar do projeto Pátio da Fantasia, em que Camarotti preparava atividades teatrais voltadas, principalmente, para crianças com alguma deficiência. Dessas vivências, nasceu o conto de fadas “De Íris ao Arco-Íris” que, depois de ganhar vida nos palcos, hoje, às 18h, também será lançado em livro na Casa das Asas, com apoio do Governo do Estado, através do Funcultura.

“Por que o arco-íris aparece quando chove?” é a pergunta que o ator busca responder no material que nasceu após Camarotti lhe propor como exercício que a mesma questão fosse respondida de maneira artística. “Senti vontade de dar continuidade a esse trabalho dele em um espectro bem menor criando o livro. A publicação coroa uma homenagem a Camarotti e esse lado criança que ele despertou em mim”, explica ele, cujo resultado da atividade virou um exercício cênico para crianças surdas, onde a história da curiosa lagarta que passa por poucas e boas até se transformar em borboleta e encontrar o arco-íris refletindo sobre a morte era contada somente através da leitura de imagens. O experimento cresceu para um espetáculo m 2015, quando passou por cidades como Recife, Teresina, Rio de Janeiro e São Paulo.

Morgana Narjara

Morgana Narjara

O ilustrador Zé Barbosa ficou responsável pelas imagens que contam a história sem auxílio de texto.

Assim como a apresentação, o livro também é voltado para crianças com deficiência, por isso o material não tem texto, trazendo somente ilustrações e um audiolivro. A imagens ficaram sob responsabilidade do artista Zé Barbosa, o Zeba, que foi escolhido criteriosamente pelo autor. “Ele reúne uma série de competências que acho interessante para a ilustração desse projeto. Eu já paquerava com a obra do Zé há um tempo porque ele usa a aquarela e é uma técnica que gosto muito. Além disso, ele também é ator, vinha fazendo uma série de palhaços, é pai, então ele tinha esse olhar da criança que eu queria e assim que mostrei o trabalho, ele se interessou”, explica Jorge, ao lembrar que a obra também é interessante para crianças sem deficiência.

A narração do audiolivro também busca atender e representar bem à demanda das crianças cegas. Ao lado da atriz Cira Ramos, quem também conta a história é o jovem Cleiton do Nascimento, de Belo Jardim, que faz parte do Instituto dos Cegos. “Quando uma história é adaptada para o braile, sofre algumas alterações, porque há alguns conceitos que os cegos não compreendem, como o da palavra transparente. O Cleiton era uma das crianças cegas que tinha mais domínio do braile do Instituto, por isso escolhemos ele. Fiz algumas visitas por cerca de dois meses, para fazer a negociação com a assistente social e para discutir a história com ele, que apresentava o seu ponto de vista. Então, foi uma participação bem viva”, esclarece o autor, sobre os cuidados tomados na adaptação do texto.

Esta noite, o lançamento contará com depoimentos de Jorge de Paulo e dos demais artistas envolvidos na produção do livro, além dos autógrafos. O evento também faz um convite para que os interessados na leitura também possam conhecer o espaço da Casa das Asas que busca estimular o desenvolvimento lúdico das crianças. “Acho que o maior desafio desse trabalho foi não perder a criança. Quando a gente começa a escrever, muitas vezes o adulto quer tomar conta e, para ser criativo, Camarotti vivia dizendo, é muito importante deixar esse lado lúdico aflorar”, conclui o ator e diretor, sobre seu primeiro livro.

SERVIÇO

Lançamento do livro “De Íris ao arco-Íris”
Quando: Hoje (28), às 18h
Onde: Casa das Asas (Rua Sebastião Leme, 81 – Graças)
Preço: R$ 20,00 / 48 págs.

Divulgação

Divulgação

Capa do livro “De Íris ao Arco-Íris”.

< voltar para home