Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Morro de Fé, Morro da Conceição: exposição retrata devoção do povo recifense

Com incentivo do Funcultura, Festa do Morro deste ano, que começa no dia 29 de novembro, ​contará com a exposição Morro de Fé, do fotógrafo Beto Figueiroa

A paisagem do Morro da Conceição ganhará, a partir de sábado (29), uma e intervenção artística que demonstrará, através de 30 fotografias, a relação entre a fé e o profano na Festa do Morro, que completa 110 anos de história em 2014 e atrai cerca de 800 mil pessoas nos dez dias que antecedem o 8 de dezembro, Dia de Nossa Senhora da Conceição. Trata-se da exposição “Morro de Fé”, do fotógrafo pernambucano Beto Figueiroa. Com incentivo do Funcultura e curadoria de Mateus Sá, o trabalho explora as figuras humanas que frequentam o evento, considerado como maior romaria urbana do Nordeste.

O projeto é composto por imagens coloridas e em preto e branco, impressas em grandes formatos, ocupando paredes e telhados com até 14 metros de largura. Durante a noite, as fotos contarão com iluminação instalada pela Emlurb, apoiadora do projeto. “A mostra não poderia ser em outro lugar”, coloca Figueiroa, reiterando a necessidade de “devolução” à comunidade em 14 anos consecutivos de captação de imagens. A proposta é provocar, nas fotos, o reconhecimento dos moradores e dos visitantes do Morro.

Publicação
A exposição “Morro de Fé” resultará, ainda, em um livro composto por 50 fotografias, que será lançado logo após o Carnaval 2015. O design gráfico da publicação é assinado por Sebba Cavalcante. A mostra é realizada pela empresa Trago Boa Notícia com incentivo do Governo do Estado, por meio Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura. Também conta com o apoio da Prefeitura do Recife e da gráfica Fac Form.

Fotógrafo
Com trabalho reconhecido pelas principais premiações do fotojornalismo nacional, como Vladimir Herzog, Caixa e Ayrton Senna, Beto Figueiroa participou de exposições individuais e coletivas, no Brasil e no exterior, além de inúmeras publicações em livros e revistas. Em 2007, esteve entre os dez brasileiros escolhidos pela Fototeca de Cuba e pelo Instituto de Mídia e Arte – Imea (SP) para representar a fotografia brasileira, sendo o mais jovem da seleção na mostra Mirame – uma ventana da fotografia brasileña, em Havana.

< voltar para home