Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Mostra Brasileira de Dança promove oficinas para profissionais e iniciantes

As oficinas serão realizadas de 28 de julho a 1º de agosto, no Recife. Sete atividades são oferecidas gratuitamente.

Natália Ribeiro Barreto

Natalia Ribeiro Barreto

André Aguiar ministra oficina “Contemporânea de Dança Para Jovens Inspiradores”

No intuito de ampliar a formação e o aperfeiçoamento profissional em dança em Pernambuco, a Mostra Brasileira de Dança promove ações pedagógicas. Neste ano, o evento realiza nove oficinas, sendo cinco direcionadas a profissionais e quatro destinadas aqueles que desejam se iniciar na dança. A coordenação pedagógica das atividades é de Giorrdani de Souza (Kiran). As oficinas serão realizadas de 28 de julho a 1º de agosto, no Recife. A maioria das oficinas são gratuitas. Apenas três tem uma cobrança de R$ 30 para participação. Os interessados devem se inscrever no site www.mostrabrasileiradedanca.com.br.

A 11ª Mostra Brasileira de Dança irá acontecer de 28 de julho a 10 de agosto.  Promovida pela dupla de produtores Iris Macedo e Paulo de Castro, o evento conta com patrocínio do Funcultura, Governo do Estado de Pernambuco, Correios, Governo Federal, Programa O Boticário na Dança e Prefeitura do Recife. Confira outras notícias sobre projetos com incentivo do Funcultura aqui: http://www.cultura.pe.gov.br/funcultura/

As atividades para iniciação são: Oficina Contemporânea de Dança Para Jovens Inspiradores, com André Aguiar (PE); Videodança: Contribuições Entre o Corpo e o Vídeo, com Marcelo Sena (PE); Pele e Ossos – Corpos Fluidos, com José W. Júnior (PE) e Oficina de Iniciação à Dança em Cadeiras de Rodas, com Liliana Martins (PE). Todas são oferecidas gratuitamente.

Para profissionais, as opções são: Técnica Clássica Como Processo de Autoconhecimento, com Valéria Mattos (SP); Videodança (Movimentos Para a Câmera), com Sofía Orihuela (Bolívia); Danças Entrelaçadas – Dança Moderna (técnica de José Limón) e Dança Contemporânea, com Airton Tenório (PE/RJ); Danças Urbanas, com Octávio Nassur (SP); e Dança Contemporânea, com Mário Nascimento (MG).

Entre as oficinas destinadas a profissionais, as capacitações em Dantas Urbanas e Dança Contemporânea são realizadas devido à parceria com a Funarte/Ministério da Cultura. Neste caso, as inscrições são gratuitas e os participantes serão selecionados mediante análise curricular.

NOVIDADE – Nesta edição, a Mostra implementa um o projeto “Por Dentro do Palco”, com visitações aos teatros de Santa Isabel, Marco Camarotti e Luiz Mendonça, para grupos de até 15 pessoas. Além de conhecer a história de cada teatro, os participantes poderão conhecer os bastidores e assistir ao ensaio de algumas das atrações do evento.  Para isso, basta qualquer interessado, maior de 14 anos, inscrever-se através do e-mail participe@mostrabrasileiradedanca.com.br.

OFICINAS DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL
Período: 28 de julho a 1º de agosto

Técnica Clássica Como Processo de Autoconhecimento, com Valéria Mattos (SP)
Vagas: 25
Local: Studio de Danças (Rua das Pernambucanas, 65, Graças. Tel: 3231 4884), das 9h às 12h.
Valor: R$ 30,00.

Através da técnica do balé clássico, uma abordagem diferenciada para os conceitos relacionados a ele. O foco do trabalho está em proporcionar autoconhecimento técnico e emocional do intérprete por meio da percepção de sua própria estrutura física, da trajetória do movimento e da relação do bailarino com o espaço.

Com formação em dança pela Escola Municipal de Bailado de São Paulo e a Royal Academy Dancing, Valéria Mattos é uma das mestras do balé clássico no Brasil, atuando como professora, preparadora corporal, ensaiadora e repositora de obras do repertório clássico. Atualmente é preparadora corporal da Cia. Divina Dança e professora de balé na Raça Cia. de Dança.

Videodança (Movimentos Para a Câmera), com Sofía Orihuela (Bolívia)
Vagas: 25
Local: Teatro Hermilo Borba Filho (Av. Cais do Apolo, s/n,  Bairro do Recife. Tel: 3355 3321 / 3320), das 14 às 17h.
Valor: R$ 30,00.

Trabalhar as bases para realizar projetos audiovisuais, partindo de coreografias pensadas com o intuito de serem filmadas. A oficina aborda a história e conceito da videodança, além de exercícios práticos de enquadramento e composição, dança e espaço, apropriação cênica de espaços urbanos e fechados, e as possibilidades da dança para a câmera e coreografias com edições.

A boliviana Sofía Orihuela é artista visual, fotógrafa e curadora de videodança, com passagem por importantes festivais e encontros. Como curadora de videodança, realizou seleções nacionais e internacionais para diferentes festivais no Brasil, Espanha e Portugal. É ainda diretora do Festival Cuerpo Digital, da Bolívia.

Danças Entrelaçadas – Dança Moderna (técnica de José Limón) e Dança Contemporânea, com Airton Tenório (PE/RJ)
Vagas: 25
Local: Teatro Hermilo Borba Filho (Av. Cais do Apolo, s/n,  Bairro do Recife. Tel: 3355 3321 / 3320), das 9h às 12h.
Valor: R$ 30,00.

Transitando entre as linguagens da dança moderna (técnica de José Limón) e a dança contemporânea, a oficina tem como foco a relação pessoal do aluno com o mundo exterior, através da organicidade de seus movimentos. Será abordada ainda a qualidade do peso do corpo, principalmete através da dinâmica de queda e recuperação e do vocabulário de suspensão e sucessão.

Recifense radicado no Rio de Janeiro, um dos mais importantes criadores e professores da dança contemporênea no Brasil, com atividades desde meados da década de 1970 e formação em jazz, dança moderna e balé clássico. Fundou a Cia. dos Homens no Recife, com diversos prêmios e homenagens. Atualmente, é professor de dança contemporânea, ensaiador e coreógrafo na Deborah Colker Companhia de Dança (RJ) e professor de dança contemporânea na Universidade da Cidade, ambas no Rio de Janeiro.

Danças Urbanas, com Octávio Nassur (SP)
Vagas: 20
Local: Academia Fátima Freitas (Rua Desembargador João Paes, 214, Boa Viagem. Tel: 3467 1140), das 9n às 12h.
Inscrição gratuita, com seleção por currículo.

Serão abordados conteúdos diversos como Funk Slide System, composição de movimento e composição coreográfica, aprendizado e consciência motora, técnicas das danças urbanas, exploração do sistema Willian Forsythe para criação, elementos de Laban, teoria da abstração de Merce Cunningham e bases sobre semiótica na criação de frases coreográficas.

Octávio Nassur é idealizador e coordenador geral do FIH2 – Festival Internacional de Hip Hop e do Brasil Tap Jazz Festival, é também coordenador Nacional do MBA em Dança (Gestão e Produção Cultural) da Faculdade Inspirar (PR, RS, SP e MG). Autor do livro “Culinária Coreográfica – Desmedidas de receitas para iniciantes na cozinha cênica”, foi presidente do júri na Competição de Dança de Rua no programa TV Xuxa e jurado da “Dança dos Famosos” do Faustão. É diretor da Bienal de Dança de Curitiba.

Dança Contemporânea, com Mário Nascimento (MG)
Vagas: 20
Local: Academia Fátima Freitas (Rua Desembargador João Paes, 214, Boa Viagem. Tel: 3467 1140), das 14 às 17h.
Inscrição gratuita, com seleção por currículo.

A oficina está ancorada na trajetória artística do professor/coreógrafo, com 27 anos de elogiada carreira, e tem como base as técnicas da dança moderna, dança clássica, artes marciais, atletismo, música (percussão) e técnicas de dança contemporânea. O objetivo é disponibilizar ao intérprete ferramentas de capacitação para análise, compreensão, fruição e entendimento da dança contemporânea, assim como sua relação com o homem urbano contemporâneo.

Mário Nascimento iniciou seus estudos em 1978, formando-se em balé clássico, dança moderna e jazz. Em 1989, na Europa, aprimorou-se em dança moderna e contemporânea. Realizou estudos de artes marciais, atletismo e composição de ritmos musicais, que contribuíram para o desenvolvimento de sua própria técnica e linguagem. Desde 1998 dirige a Cia. Mário Nascimento, com reconhecimento internacional. Já recebeu os prêmios APCA de Qualidade Artística pela obra “Arerê” e o de Melhor Coreógrafo por “Escapada”, assim como o Sesc/Sated de Melhor Concepção Coreográfica pelo espetáculo “Faladores”.

Cristiano Vieira

Cristiano Vieira

Oficina de Iniciação à Dança em Cadeiras de Rodas será ministrada para andantes e cadeirantes.

OFICINAS DE INICIAÇÃO
Período: 28 de julho a 1º de agosto
Todas as oficinas de iniciação são oferecidas gratuitamente.

Oficina de Iniciação à Dança em Cadeiras de Rodas, com Liliana Martins (PE)
Vagas: 20, entre cadeirantes e andantes
Local: AACD (local a confirmar), das 9h às 12h. Gratuita.
Esta oficina visa oportunizar às pessoas com deficiência física (cadeirante) e sem deficiência (considerada andante) conhecer a dança em cadeira de rodas de um modo geral, incluindo a teoria e pratica básica da dança direcionada para um contexto social, cultural, artístico e esportivo. Dentre os conceitos observados, caracterizações, expressões, estilos e relação com a dança aplicada a cada situação.

Liliana Martins é professora, dançarina e produtora, diretora da Cia. Cadências. Possui Curso de Dança Esportiva em Cadeira de Rodas pela Confederação Brasileira de Cadeira de Rodas, ministrado por Gerrie van Dijk, da Holanda; e pela Universidade Federal de Juiz de Fora.

Pele e Ossos – Corpos Fluidos, com José W. Júnior (PE)
Vagas: 15
Local: Brasília Teimosa (local a confirmar), das 9h às 12h. Gratuita.
Esta experiência pedagógica visa estimular uma investigação corporal e reflexões a partir da criação de movimentos e fisicalidades voltadas para a composição coreográfica. Tudo partindo da criação de movimentos, processos coreográficos e da fisicalidade presente em cada corpo, respeitando as estruturas, morfologia e funcionalidades anatômicas de cada indivíduo.

José W. Júnior é Licenciado em Dança pela Universidade Federal de Pernambuco, diretor, coreógrafo, pesquisador, professor de dança e arte educador. Por três anos trabalhou na Cia. Marianne Isson, na França, e é atualmente integrante da Cia. Etc.

Videodança: Contribuições Entre o Corpo e o Vídeo, com Marcelo Sena (PE)
Vagas: 15
Local: Instituto Shop, das 14h às 17h. Gratuita.
Investigação corporal e reflexões a partir da criação coreográfica direcionada para o vídeo, experimentando as potencialidades da videodança como linguagem artística. Esta oficina parte de investigações práticas e reflexões desenvolvidas na Cia. Etc. com suas pesquisas e criações em videodanças, realizadas desde 2008, explorando algumas relações entre dança e vídeo, utilizando conceitos e estética na videodança e experimentando o corpo e espaço no ambiente presencial e na tela.

Marcelo Sena é jornalista, bailarino, coreógrafo, músico e possui especialização em Dança – Práticas e Pensamentos do Corpo pela Faculdade Angel Vianna/Compassos Cia. de Danças. É integrante da Cia. Etc. e tem criações em dança e videodança.

Oficina Contemporânea de Dança Para Jovens Inspiradores, com  André Aguiar (PE)
Vagas: 25
Local: Sede do Daruê Malungo (Chão de Estrelas), das 14h às 17h. Gratuita.
Com abordagem contemporânea de dança, a oficina parte da ideia de que é possível ao jovem realizar sonhos, sem perder tempo para grandes realizações e podendo ser protagonista de sua própria história. Os alunos vivenciarão técnicas de improvisação, composição coreográfica e apresentarão intervenção urbana como parte da criação coletiva. Haverá ainda debates sobre questões emergentes da dança educação e comportamento empreendedor juvenil, almejando prepará-los para fazer escolhas criativas com qualidade e visão de mercado.

Licenciado em Dança pela UFPE, André Aguiar é intérprete criador e chegou a estagiar para adolescentes do Colégio de Aplicação, onde iniciou sua pesquisa pedagógica sobre o processo de adaptação e adequação da dança na diversidade cultural.

< voltar para home