Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

‘O Jogo da Bola’ tem visitação prorrogada na Torre Malakoff

Exposição que conta com incentivo do Funcultura ficará no espaço cultural até a segunda quinzena de abril

Jan Ribeiro/Secult-PE

Jan Ribeiro/Secult-PE

Mostra deve ficar em cartaz na Torre Malakoff até a segunda quinzena de abril

Diante do sucesso de visitação e aceitação do público, a mostra O Jogo da Bola, dos fotógrafos Iezu Kaeru e Eustáquio Neves, ficará em cartaz na Torre Malakoff até a segunda quinzena de abril. A exposição, que conta com incentivo do Funcultura, está instalada no primeiro andar do equipamento cultural, numa grande plataforma física de interação entre o futebol de rua pernambucano e a fotografia.

Segundo Iezu Kaeru, O Jogo da Bola tem tido uma repercussão bastante positiva diante dos visitantes. “Essa exposição simplesmente me trouxe a experiência de interatividade mais forte que vivi. O público realmente se sente parte da obra. Acredito que as pessoas, acostumadas a mudar de canal e a ter muita informação numa velocidade muito grande, estão um pouco cansadas de ficarem passivas diante das mostras. A proposta de trazer os visitantes pra mais perto tem funcionado muito bem porque dá a elas a oportunidade de viver uma experiência pessoal e afetiva”.

Jan Ribeiro/Secult-PE

Jan Ribeiro/Secult-PE

Segundo o fotógrafo Iezu Kaeru, O Jogo da Bola tem tido uma repercussão bastante positiva diante dos visitantes

Sobre este novo período no qual a exposição estará em cartaz na Torre Malakoff, Iezu Kaeru fala de algumas novidades. “A gente está organizando novamente, numa parceria com o Programa de Esporte e Lazer (PELC) da Prefeitura do Recife, uma ação envolvendo jogos de futebol lá na Torre Malakoff. Só falta fechar as datas. A ideia é realizar no mesmo estilo do 1º Campeonato de Barrinha de Pernambuco, que aconteceu no dia 9 deste mês, mas com mais de uma atividade”, explica.

Haverá também uma visita guiada numa data a ser definida com um grupo de surdo que serão acompanhados por profissionais tradutores de libras. “Outra novidade envolvendo a exposição é que estamos em fase de finalização do livro homônimo, que apresenta as fotos da mostra num formato mais organizado. Depois que ele estiver pronto, vamos só mandar rodar na gráfica pra poder realizar o evento de lançamento”, completa o fotógrafo.

Reprodução/Facebook

Reprodução/Facebook

O ator Irandhir Santos se divertiu bastante na exposição ‘O Jogo da Bola’ junto aos seus pais Dona Helena e Seu Marcos, que era batedor de pênalti do time Centro Limoreiense

Sobre a exposição - Além da fotografia, o visitante poderá conferir diversos recursos artísticos e sensoriais que abrangem segmentos das artes e tecnologia, como audiovisual, percepção sonora, performances e instalações, que estão espalhadas nas quatro salas que compõem o primeiro andar da Torre e divididas em dois segmentos: Com Camisa e Sem Camisa.

A etapa Com camisa apresenta 45 fotos digitais feitas por Iezu e pelos próprios protagonistas da exposição: jogadores e jogadoras do futebol de rua das zonas urbanas do Recife. Entre 2016 e 2017, o fotógrafo percorreu cerca de 20 comunidades e ministrou aulas intituladas workchoques para os moradores. Entre os locais visitados, estão comunidades como Santo Amaro, João de Barros, Coque, Brasília Teimosa, Passarinho, Dois Unidos, Jardim Brasil, Arruda, Três Dedos, Jardim São Paulo, Ilha do Maruim, Ilha Santa Terezinha, Bode e torreão, passaram pelo processo de intervenção.

Iezu Kaeru e Eustáquio Neves/Divulgação

Iezu Kaeru e Eustáquio Neves/Divulgação

Mostra retrata a paixão dos recifenses pelo futebol

Ainda jogando no time Com Camisa, a sala ganha o reforço de uma exposição com os padrões dos principais times das comunidades. São eles: Barcelombra F.C, Parma F.C (João de Barros), AlKaida F.C,União F.C, Amigos F.C, Fora de Forma F.C, São Raimundo F.C, Unibol F.C (Santo Amaro), Passarinho F.C, Viracopo F.C (Alto do Maracanã), Mogi Mirim (Brasília), Vapor F.C (Ouro Preto), Desandados F.C (Dois Unidos) e Penarol F.C (Dois Unidos). Nessa seção, há ainda a instalação Batch Gol, desenvolvida numa parceria entre os fotógrafos e a Natura Bit, empresa de arte e tecnologia de T Krause e Sérgio Leão, que reproduz o momento de ‘bater’ o pênalti.

Jogando no time Sem Camisa, duas salas servirão de espaço para abrigar um simulacro de um jogo de futebol com fotos analógicas, de Iezu Kaeru e do renomado fotógrafo mineiro Eustáquio Neves. As imagens, em preto e branco, são expostas em 11 tótens cúbicos iluminados com altura de 1,85 metros e largura de 45 centímetros. Os áudios captados durante a visita às comunidades ambientam a sala como plataforma sonora de uma partida de futebol. Performances ao vivo de personagens que usam a bola como forma de sobrevivência também farão da parte da abertura da exposição: um mestre das embaixadinhas e malabarismo, uma barraca para consertos da pelota e, como não poderia faltar, um cabeleireiro especializado no corte estilo “jogador”.

Serviço
Exposição O Jogo da Bola, de Iezu Kaeru e Eustáquio Neves
Torre Malakoff (Praça do Arsenal, S/N)
Visitação até a segunda quinzena de abril | terça a sexta-feira, das 10h às 17h; sábados, das 15h às 18h; domingos das 15h às 19h
Gratuito
Mais informações: (81) 3184.3180

< voltar para home