Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Ocupação Reverbo, com artistas autorais, aporta na Torre Malakoff por três dias

Mostra reúne mais de trinta nomes pernambucanos entre 5, 6 e 7 de dezembro, com apresentações musicais e rodas de diálogos com entrada gratuita

Divulgação

Divulgação

Ocupação Reverbo terá apresentação de trinta artistas, além de rodas de diálogo.

Alguns dos mais celebrados nomes da nova safra de artistas pernambucanos marcam presença na Ocupação Reverbo, que começa nesta quinta-feira (5) na Torre Malakoff, equipamento cultural gerenciado pela Secult-PE/Fundarpe. Serão três dias de shows e rodas de diálogo com dez atrações por noite. Os portões serão abertos sempre às 18h e a programação começa às 19h. O acesso é gratuito, porém, limitado à lotação máxima do local. A entrada se dará por ordem de chegada. Reverbo possui incentivo Funcultura.

Reverbo, que ao pé da letra traz o poder de emitir, espelhar, repercutir, reluzir, reúne compositoras e compositores de todas as regiões do Estado, que cantam suas canções sob direção musical de Juliano Holanda. Na ocupação na Torre Malakoff, além das apresentações musicais, haverá rodas de diálogo, sempre às 19h, com Benjamin Taubkin (5/12, “Conexões do real – música em movimento”), Ronaldo Bastos (6/12, “Nuvem cigana – uma canção é leve e pode sustentar”) e Stephany Metódio (7/12, “Interior e ação – a invenção do lugar”).

Os shows começam às 21h. Passam pela Ocupação nomes como Ágda, Alexandre Revorêdo, Almério, Flaira Ferro, Gabi da Pele Preta, Gean Ramos, Igor de Carvalho, Isabela Moraes, Isadora Melo, Joana Terra, Jr. Black, Juliano Holanda, Helton Moura, Lucas Torres, Luíza Fittipaldi, Marcello Rangel, Martins, Mayra Clara, PC Silva, Rogéria Dera, Tonfil e Vinícius Barros, que abrem os braços para Camila Yasmine, João Euzé, Larissa Lisboa, Mayara Pera, Thiago Mazuli, Una, Álefe e Sam Silva. A agenda diária de shows é surpresa.

REVERBO

Reverbo nasceu em 2016, quando o compositor e produtor musical Juliano Holanda e sua companheira, a produtora cultural Mery Lemos (Anilina Produções), começaram a abrir a pequena sala de sua residência no bairro da Boa Vista para juntar o que eles chamam de cantautores (intérpretes autorais). A partir dessa experiência, perceberam a potência que havia na união de vários talentos, tendo a canção como pilar. Desde então, já são mais de dez mostras Reverbo apresentadas no Estado, com grande circulação no interior de Pernambuco. Em cada apresentação, o grupo busca não dar destaque a nomes específicos, pois a ideia é alimentar a natureza coletiva da música autoral. Assim, a obra é dividida e compartilhada e parcerias são formadas. “Não é uma cena nem um movimento. Podemos dizer que é uma movimentação”, aplica Juliano Holanda.

SERVIÇO
Ocupação Reverbo na Torre Malakoff
Praça do Arsenal da Marinha, s/n, Bairro do Recife
5, 6 e 7 de dezembro, (portões abrem às 18h, rodas de diálogo às 19h e shows às 21h)
Entrada gratuita, por ordem de chegada. Espaço sujeito à lotação

< voltar para home