Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Pedro Severien lança livro “Quando as luzes artificiais se apagam” no Sinspire

A publicação, que conta com incentivo do Funcultura, será lançada nesta quinta-feira (6), às 19h, no Recife Antigo

Sâmia Emereciano/Divulgação

Sâmia Emereciano/Divulgação

O livro reflete sobre processos criativos e políticos na realização cinematográfica

Enquanto se prepara para filmar seu segundo longa-metragem, “Fim de semana no paraíso selvagem”, o realizador Pedro Severien lança nesta quinta-feira (6), às 19h, o livro “Quando as luzes artificiais se apagam”, no Espaço Sinspire, localizado no Recife Antigo. A obra, com tiragem inicial de 500 exemplares, nasce da vontade do diretor refletir sobre processos criativos e políticos na realização cinematográfica. Para promover essa narrativa que se volta para um trajeto ao mesmo tempo conceitual e pessoal, ele age como organizador, reunindo conteúdos (boa parte dos quais escritos por ele) acerca da feitura de filmes com os quais esteve envolvido na última década, dos mais autorais aos mais colaborativos. Com roteiros, entrevistas, ensaios, materiais visuais e contribuições de parceiros criativos, o autor constrói um trajeto que passa por aspectos práticos sobre organização de uma produção, dinâmicas de set e experimentações nos campos ficcional e documental. O projeto tem distribuição da Inquieta e incentivo do Governo do Estado de Pernambuco, por meio dos recursos do Funcultura, e do Fundo Setorial do Audiovisual (Ancine/ Governo Federal).

“Mais do que estabelecer um foco pontual e estático sobre um determinado tema ou forma, em Quando as luzes artificias se apagam realizo uma cartografia dos meus desejos no cinema. Mobilizo roteiros, ensaios e entrevistas, assim como textos de colabores criativos, para pensar as forças vitais que me movem na criação artística. Ao mesmo tempo, busquei refletir sobre a micropolítica na realização audiovisual, relacionando isso com as experimentações estéticas e dramatúrgicas dos filmes. Os meus interesses são nômades, estão sempre em movimento, e é um pouco desse nomadismo que tentei imprimir no livro”, explica Severien.

Quando as luzes artificiais se apagam é divido em três partes. A primeira, “Anoitecer”, gira em torno da experimentação e dos processos criativos relacionados a Todas as cores da noite, longa-metragem do diretor que funciona como um ponto de observação privilegiado por conta dos desafios narrativos (um horror existencialista e crítico à desigualdade e aos privilégios da classe média) e produtivos (um filme de baixíssimo orçamento) envolvidos em sua feitura, mas também porque tornou-se um lugar de diversos atravessamentos (durante o processo de produção Severien realizou diversos outros filmes). O projeto iniciou-se em 2010 e só em 2019 parece ter encontrado um ponto de chegada com a edição especial em DVD intitulada Todas as cores da noite e outros filmes que andam juntos. A segunda parte do livro, “Paisagens interiores”, traz os roteiros originais de “Canção para minha irmã”, “Loja de Répteis” e “Todas as cores da noite”. E a terceira, “Uma prática política com as imagens”, versa sobre cinema militante.

Todas as cores da noite e outros filmes que andam juntos
O DVD, com dois volumes, também estará à venda no evento, pelo preço promocional de “pague o quanto puder”. O material audiovisual traz no DVD 1 o primeiro longa de Pedro Severien, “Todas as cores da noite” (2015), filme que circulou em diversos festivais no Brasil e no mundo, levando o prêmio de melhor filme pelo público no Festival de Cinema de Vitória de 2016. O DVD inclui versões com acessibilidade em libras, audiodescrição e legendas descritivas para surdos e ensurdecidos, e extras do filme, como making of, um registro da performance “O circuito dos desafetos”, realizada durante o lançamento comercial do filme no Cinema São Luiz em 2017, e o trailer original usado na divulgação em salas de cinema. Inclui ainda versões legendadas em inglês e espanhol. O DVD 2 traz curtas-metragens ficcionais que construíram a pesquisa narrativa diretor até a realização do longa. Estão reunidos “Carnaval inesquecível” (2007), “São” (2009), “Canção para minha irmã” (2012, exibido em mais de 30 festivais, incluindo um dos mais importantes eventos de curtas-metragens do mundo, o Festival de Clermont-Ferrand, na França), “Rodolfo Mesquita e as monstruosas máscaras de alegria e felicidade” (2013) e “Loja de répteis” (2014, que recebeu três prêmios no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro). O DVD contou com um circuito de distribuição por cidades do Nordeste, com aulas abertas conduzidas pelo realizador.

Serviço
Lançamento do livro Quando as luzes artificiais se apagam, organizado por Pedro Severien
Quando: 6 de fevereiro (quinta-feira), às 19h
Onde: Sinspire (Praça do Arsenal – Rua da Guia, 237, Bairro do Recife)
Quanto: Entrada gratuita. Venda do livro e do DVD Todas as Cores da Noite e outros filmes que andam juntos pelo valor promocional do “pague o quanto puder”.

< voltar para home