Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Pesquisa mapeia a história do Teatro para Crianças no Recife

Projeto conta com incentivo do Funcultura e, em 2015, ganhará uma publicação impressa

Leidson Ferraz é o autor da pesquisa (Fotp: Pedro Portugal/Divulgação)

Leidson Ferraz é o autor da pesquisa (Foto: Pedro Portugal/Divulgação)

O jornalista e pesquisador teatral Leidson Ferraz acaba de disponibilizar na internet a sua pesquisa “Teatro Para Crianças no Recife – 60 Anos de História no Século 20″. O trabalho, contemplado pelo Funcultura, foi concluído neste mês de dezembro, após dois anos de intensa atividade. “A pesquisa agora está disponível na página do portal Cultura.PE e no site do Centro Brasileiro de Teatro Para a Infância e Juventude (CBTIJ), do Rio de Janeiro. Editada em DVD-ROOM, e distribuída gratuitamente em cinquenta entidades voltadas às artes cênicas em todo o país (incluindo bibliotecas e instituições de pesquisa e de acervo de obras raras), a obra, em 2015, ganha uma edição impressa em livro”, disse o autor.

Além de estar disponível na internet, a pesquisa foi distribuída em DVD-ROOM para várias entidades ligadas à arte cênica no país (Foto: Divulgação)

Além de estar disponível na internet, a pesquisa foi distribuída em DVD-ROOM para várias entidades ligadas à arte cênica no país (Foto: Divulgação)

A publicação, que teve o primeiro volume também contemplado pelo Funcultura, faz um mapeamento histórico das mais significativas produções teatrais para crianças no Recife desde 1939, ano em que uma primeira peça feita por e para crianças ocupou o Teatro de Santa Isabel (“Branca de Neve e os 7 Anões”, pelo Grêmio Cênico Espinheirense, em 5 de março daquele ano, com o lançamento das matinais infantis dominicais naquele palco), até o encerramento do século XX, no ano de 1999, ou seja, 60 anos de produções teatrais recifenses para a infância, com extensão a outros municípios pernambucanos, destacando ainda a participação de visitantes de outras cidades do Brasil nos teatros ou espaços alternativos da capital.

O material, dividido em sete partes e ordem cronológica, é recheado de fotos raras das peças, programas de espetáculos, personalidades ligadas ao universo cênico e anúncios publicitários, além de trechos de críticas e matérias jornalísticas. “Na verdade, trata-se de um rico painel sobre esta linguagem durante seus 60 primeiros anos na capital pernambucana, no século 20″, disse Leidson sobre o objetivo da pesquisa. E adiantou: “em fevereiro de 2015, lanço o livro “Panorama do Teatro Para Crianças em Pernambuco (2000-2010)”, com a produção em todo o estado dos anos 2000 a 2010, sob incentivo do Funcultura e parceria cultural do Sesc Pernambuco”. Confira a pesquisa na íntegra:

Parte 1 – Teatro Para Crianças no Recife – 60 Anos de História no Século 20: ano 1939
Parte 2 – Teatro Para Crianças no Recife – 60 Anos de História no Século 20: década de 40
Parte 3 – Teatro Para Crianças no Recife – 60 Anos de História no Século 20: década de 50
Parte 4 – Teatro Para Crianças no Recife – 60 Anos de História no Século 20: década de 60
Parte 5 – Teatro Para Crianças no Recife – 60 Anos de História no Século 20: década de 70
Parte 6 – Teatro Para Crianças no Recife – 60 Anos de História no Século 20: década de 80
Parte 7 – Teatro Para Crianças no Recife – 60 Anos de História no Século 20: década de 90
Parte 7.1 – Teatro Para Crianças no Recife – 60 Anos de História no Século 20: década de 90

< voltar para home