Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Pesquisa resgata contribuição de Ladjane Bandeira à cultura pernambucana

"Tempo em Formas: vida e obra de Ladjane Bandeira”, da pesquisadora Márcia Lyra, visa preencher uma lacuna documental sobre uma das mais importantes artistas pernambucanas do século XX

Divulgação

Divulgação

Ladjane Bandeira foi uma das artistas pernambucanas de maior destaque em meados do século XX

A biografia de uma das mais importantes artistas pernambucanas do século XX, Ladjane Bandeira, agora está registrada num documento de pesquisa. A investigação histórico-sociológica Tempo em Formas: vida e obra de Ladjane Bandeira, da pesquisadora Márcia Lyra, chega para preencher a lacuna documental sobre esta personalidade, um patrimônio cultural do estado ainda pouco conhecido pelo público em geral. O lançamento deste trabalho está marcado para esta quarta-feira (6), às 15h, no Centro de Artes e Comunicação da Universidade Federal de Pernambuco (CAC/UFPE). A entrada é aberta ao público.

Com incentivo do Governo de Pernambuco, através do Funcultura, esta primeira parte da pesquisa exploratória e documental abrange o recorte temporal de 1950 a 1980. De acordo com Márcia Lyra, que também é curadora do Instituto de Educação, Arte e Cultura Ladjane Bandeira (ICLB), a pesquisa tem foco em três importantes áreas de atuação da Ladjane, que foi escritora, artista plástica e crítica internacional de arte, esta última categoria com maior destaque.

“Naquela época, apenas Ladjane Bandeira e João Câmara eram reconhecidos como críticos internacionais de arte. Como não se tinha um cuidado com o registro da história da arte, ela acabou sendo responsável por esta memória, pois escreveu durante vários anos sobre novos artistas e o que acontecia lá fora através de reportagens e entrevistas”, explica a pesquisadora.

ladjane-pinceis2

Ladjane foi uma das que incentivou a criação do Museu de Arte Contemporânea (MAC), junto a Chateaubriand

A preservação da memória desta artista pernambucana servirá de base de informações para futuros pesquisadores interessados em áreas nas quais a artista se dedicou. “Ela foi uma pernambucana que deu uma grande contribuição para a formação do acervo cultural do estado. Por exemplo, foi uma das que incentivou a criação do Museu de Arte Contemporânea (MAC), junto a Chateaubriand”, revela Márcia Lyra, que disse já ter sido procurada por pesquisadores da USP e UFPE por conta da pesquisa.

Ainda segundo Márcia Lyra, um ponto que merece destaque é que em 2013, ou seja, já após a morte de Ladjane Bandeira, um artigo seu intitulado Historiografia da Arte Pernambucana foi inserido no Arquivo Digital do Centro Internacional para as Artes das Américas (ICAA), do Museum of Fine Arts, de Houston. “Este arquivo integra o projeto: Documentos da Arte Latino-americana e latino-norte-americana no século XX e é uma importante investigação internacional com o objetivo de preservar a história das artes das americanas”.

ladjane-velha2

Segundo a pesquisadora Márcia Lyra, autora da pesquisa, pesquisadores da USP e da UFPE estão interessados em ter acesso a este trabalho biográfico

Para lançar a pesquisa, Marcia Lyra fará uma palestra com a participação do crítico literário Prof. Lourival Holanda, recentemente eleito para a Academia Pernambucana de Letras de Pernambuco. O material, feito com base em documentos, entrevistas, com o próprio acervo de Ladjane, entre outras fontes, será disponibilizado gratuitamente em formato de texto, gravado em CD nos formato PDF e em MP3 (áudio) para ampliação do acesso também aos portadores de baixa visão ou deficiência visual completa.

Todo o trabalho será posteriormente disponibilizado aos meios acadêmicos através de suas bibliotecas, como também para museus, instituições culturais, centros de pesquisas e para o público em geral, pela internet. Também será entregue uma cópia à Biblioteca Pública do Estado de Pernambuco, em formato específico para impressão em Braille.

Serviço
Palestra: Pesquisa “Tempo em Formas: vida e obra de Ladjane Bandeira”.
Quarta (6) | 15h
Auditório César Leal do CAC / UFPE
Gratuito

< voltar para home