Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Ponto de Cultura Grupo Bongar com inscrições abertas para oficina de patrimônio

Atividade é gratuita e destinada em especial para jovens de comunidades tradicionais de terreiros. A oficina conta com incentivo do Governo de Pernambuco, através do Funcultura.

Divulgação

A comunidade Xambá, em Olinda, estará recebendo de 13 a 18 de outubro, uma série de atividades culturais gratuitas, destinadas especialmente para jovens negros de comunidades tradicionais de terreiros, assim como para o público em geral, que tenha interesse em participar. A ação, que se trata de uma iniciativa do Grupo Bongar, possui incentivo do Governo de Pernambuco, por meio do Funcultura, além do programa Mais Cultura, realizado pelo MinC.

Entre os temas que serão abordados em cada atividade, o Patrimônio Imaterial nas comunidades de terreiros, os avanços e desafios da legislação envolvendo comunidades quilombolas, além da patrimonialização da imaterialidade da Jurema, são alguns dos destaques no decorrer dos seis dias de programação. O público também terá roda de diálogo sobre a temática “Memórias de um Quilombo Urbano – Preservação e transformações”, exibição do documentário ‘Avenida Presidente Kennedy’, do diretor Adalberto Oliveira, e atividades com brincantes da comunidade Xambá e apresentação de mamulengos.

As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas através do e-mail: bongar@uol.com.br . As vagas são limitadas e quem obtiver 70% de participação, terá direito ao certificado do curso. Todas as atividades da oficina serão realizadas na sede do Ponto de Cultura Grupo Bongar, que fica localizado na Rua Ieda, nº 103, Comunidade Xambá, em Olinda. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone: (81) 99927-6258.

Confira a programação:

Terça-feira, 13 de outubro

- Tema: A importância da preservação do Patrimônio Imaterial das comunidades de terreiros

Local: Xambá
Horário: das 16h30 às 17h30
Facilitador: Marcelo Renan – historiador, mestre em Preservação do Patrimônio Cultural pelo Iphan, coordenador do setor de Patrimônio Cultural Imaterial da Fundarpe.

- Tema: Identidade quilombola, legislação, avanços e desafios atuais para as comunidades tradicionais
Local: Xambá
Horário: das 19h às 22h
Facilitadora: Bernadete Lopes – Militante de comunidades tradicionais.

Quarta-feira, 14 de outubro

- Tema: A África mítica de lá e a de cá: Orixás e líderes negros em terras africanas e brasileiras

Local: Xambá
Horário: das 18h às 22h
Facilitador: Lepê Correia – psicólogo, educador e pesquisador de Cultura e Tradições Afro-brasileiras, mestre em Literatura e Interculturalidade.

Quinta-feira, 15 de outubro

- Tema: A figura histórica e divina de Malunginho e a rede de quilombo, provavelmente, organizada por ele e sua remanescência na memória coletiva do povo negro e de terreiro, perspectivas de preservação da tradição em nossa memória coletiva.
Local: Xambá
Horário: das 19h às 21h
Facilitador: João Monteiro – omo sango, historiador, especialista em preservação de acervos, secretário geral do Conselho de Políticas Culturais do Recife, fundador do Quilombo Cultural Malunguinho, ativista das religiões de matriz africana e indígena, membro do Ábàmodà.

Sexta-feira, 16 de outubro

Temas:
1 – Preservação do patrimônio cultural dos povos e comunidades de matriz africana: histórico, processos, efeitos (Local: Xambá – horário: das 16h às 17h – Facilitador: Giorge Bessoni – técnico em Ciências Sociais da Superintendência do Iphan em Pernambuco).
2 – Patrimonialização da imaterialidade da Jurema (Local: Xambá – horário: das 19h às 22h – Facilitador: Alexandre L’omi – historiador, mestrando em Ciência das Religiões pela Unicap, sacerdote juremeiro.

Sábado, 17 de outubro

Temas:
1 – História e aspectos particulares do povo Xambá, do Quilombo Urbano do Portão do Gelo (Local: Xambá – Horário: das 15h às 17h – Facilitador: Hildo Leal da Rosa – historiador e filho da Orixá da Casa Xambá)
2 – Exibição do documentário ‘Avenida Presidente Kennedy’, do diretor Adalberto Oliveira (Local: Xambá – Horário: a partir das 18h30 – Aberto ao público)
3 – Roda de diálogo: Memórias de um Quilombo Urbano – Preservação e transformações (Local: Xambá – Horário: das 19h às 21h – Participantes: Babalorixá Ivo da Xambá, Yalorixá Mãe Lourdes da Xambá, Tio Maurício da Xambá, Cacau da Xambá, Tio Lula da Xambá, Tio Messias da Xambá, Seu Palmeira, Dona Zeza e o diretor de cinema Adalberto Oliveira – Aberto ao público).

Domingo, 18 de outubro

Atividades:
1 – Viva a Xambá: atividade com brincadeiras populares
Local: Xambá
Horário: das 7h às 13h
Aberto ao público
2 – Apresentação de mamulengo do mestre Paulinho dos Bonecos
Local: Xambá
Horário: a partir das 17h
Aberto ao público

< voltar para home