Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Projeto explora nova matéria-prima para a indústria têxtil

O encerramento do projeto será nesta sexta-feira (8), a partir das 13h, na Fazenda Fieza, em Poço Fundo. Na ocasião também serão lançados uma cartilha e um blog sobre o projeto, além do evento contar com uma palestra sobre a técnica.

Divulgação

Divulgação

Projeto ensinou nova técnica de extração e preparação da fibra do facheiro

Por Camila Estephania

Tipo de cacto comum na caatinga pernambucana, o facheiro é tradicionalmente associado à produção de doces e à alimentação do gado. O que ninguém sabia é que o seu caule, antes descartado, também pode ser útil para a indústria têxtil. É o que mostra a pesquisa de Solania Evangelista para a graduação em Design pela UFPE (Centro Acadêmico do Agreste), que deu origem ao projeto “Ensinando a transformar: do facheiro a produtos artesanais de moda”, com incentivo do Governo de Pernambuco, através do Funcultura.

Sob orientação da professora do curso, Renata Garcia Wanderley, a designer descreve em sua monografia todo o processo inédito de extração da fibra do facheiro para transformá-la em uma matéria-prima que se aproxima do TNT. “É muito importante porque é uma técnica nova com um material que é próprio da caatinga, não precisa ser cultivado, e nunca foi explorado para esse tipo de trabalho”, justifica Renata, sobre a relevância da pesquisa que recebeu o prêmio de jovem pesquisador no Colóquio de Moda sediado em João Pessoa em 2016.

Divulgação

Divulgação

A matéria-prima deu origem a bolsas, sapatos, abajures e aplicações para roupas.

Através do incentivo do Funcultura, Solânia, Renata e a artesã Maryjean Carapeto ministraram uma oficina de dezembro de 2017 até maio deste ano para repassar a técnica para a comunidade de Santa Cruz do Capibaribe, Poço Fundo e proximidades. “Não é um processo difícil. Ele é trabalhoso, mas qualquer pessoa pode executar essa técnica porque não envolve nenhum equipamento complexo”, observa Renata, cujos alunos da oficina confeccionaram bolsas, sapatos, abajures, colares, brincos e aplicações para roupas.

Os produtos serão expostos nesta sexta-feira (8) na Fazenda Fieza, que fica em Poço Fundo e é uma das apoiadoras do projeto. Na ocasião também serão lançados uma cartilha e um blog sobre o projeto, além do evento contar com uma palestra sobre a técnica. “A gente vai fazer novas palestras depois para divulgar esse trabalho e ver se conseguimos novos patrocinadores. A ideia é montar uma cooperativa em Poço Fundo para começar uma produção real mesmo, porque esses produtos ainda são apenas protótipos”, adianta a professora.

SERVIÇO
Encerramento do projeto “Ensinando a transformar: do facheiro a produtos artesanais de moda”
Quando: Nesta sexta-feira (8), a partir das 13h
Onde: Fazenda Fieza (Rodovia PE160, km 20/ Na estrada entre Santa Cruz do Capibaribe em direção à Poço Fundo)
Entrada gratuita

Divulgação

Divulgação

A equipe durante a extração do facheiro

< voltar para home