Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Projeto mapeia Artesanato em Cerâmica do Espaço Mauriti

Relatório final e vídeo da pesquisa realizada no Cabo de Santo Agostinho estão disponíveis online

Mapear, recuperar e tornar acessível a história do artesanato em cerâmica do tradicional Espaço Mauriti (Cabo de Santo Agostinho), foi a proposta da pesquisa de Tibério Tabosa, incentivada pelo Governo de Pernambuco, através do Funcultura. A ação foi concluída em dezembro de 2014 e, agora, está disponível para consultas online.

Divulgação

Divulgação

Equipe do projeto na cerimônia de entrega da pesquisa

A pesquisa de campo na área de recuperação de patrimônio imaterial, que durou um ano, ficou sob a responsabilidade da equipe de pesquisadores do Laboratório O Imaginário, atividade de pesquisa e extensão vinculado aos departamentos de Design e Cultura da UFPE. No trabalho, eventos históricos emblemáticos do local foram revisitados, assim como a memória de mestres artesãos e o levantamento de suas técnicas de produção.

O resultado é um trabalho coletivo, que envolveu novos e tradicionais artesãos no desenvolvimento e também na validação dos conteúdos finais registrados. Dentre os produtos finais, destaque para o Relatório da Pesquisa e um Vídeo de 95 minutos com depoimentos dos mestres artesãos Seu Celé, Seu Deó e Nena.

No dia 10 de fevereiro de 2015, foi realizada a cerimônia de entrega do relatório da pesquisa pelos ceramistas tradicionais do antigo Espaço Mauriti (Seu Celé e Seu Deó) ao artesão mais jovem do grupo do Centro de Artesanato Arq. Wilson Campo Júnior, o ceramista Geisson Martins, marcando a passagem simbólica dos conhecimentos e dos significados da produção cerâmica local.

< voltar para home