Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Rec-Beat confirma Daniel Peixoto e mais surpresas para 2018

Festival chega a sua 23ª edição ampliado e conta com prévias em Olinda, Caruaru, Sobral e Fortaleza. No Recife, a programação oficial aportará no Cais da Alfândega entre os dias 10 e 13 de fevereiro

Divulgação

Divulgação

O músico cearense Daniel Peixoto é uma das atrações confirmadas na programação do Rec-Beat.

Camila Estephania

Há 23 anos trazendo música de todas as partes do mundo para Pernambuco, o festival Rec-Beat amplia ainda mais a sua proposta de intercâmbio cultural neste ano. Além da edição no Cais da Alfândega, no bairro do Recife Antigo, que acontece durante o Carnaval, o evento, que em 2018 tem apoio do Governo do Estado, através do Funcultura, também contará com prévias nas cidades de Olinda, Caruaru, Sobral e Fortaleza. Situadas no Ceará, a inclusão das duas últimas também simbolizam o interesse do festival de explorar mais de perto a música do estado e trazê-la para o Recife, não é por acaso que o cantor Daniel Peixoto é mais uma das atrações confirmadas na capital pernambucana.

“Percebi que ali no Ceará há uma produção que está começando e pode ser muito importante no futuro. Eles estão com uma política muito boa para cultura e a cena musical está muito bem estimulada. Acho que a entrada do Rec-Beat por lá está incluída nessa preocupação de fomentar a música. Depois do que a gente fez em São Paulo anos atrás, acho que a iniciativa mais concreta fora de Pernambuco é esta. Entramos como âncora do Carnaval que está florescendo por lá”, opinou Antônio “Gutie” Gutierrez, produtor do festival, sobre as prévias cearenses que acontecem neste final de semana e contam com shows de Karina Buhr (PE), Larissa Luz (BA), Lucas Estrela (PA) e Mitú, da Colômbia, dentre outras atrações locais. “Acredito que estamos levando uma prévia muito representativa do que é o Rec-Beat”, comenta Gutie, sobre a diversidade dos convidados.

Embora a programação completa do Recife ainda não tenha sido anunciada, o nome de Daniel Peixoto já se soma ao de outros artistas confirmados, sendo eles o grupo goiano Carne Doce, a cantora baiana Larissa Luz e a capixaba Ana Muller.  O músico cearense trará o show do seu disco mais recente, intitulado “Massa”, lançado em julho do ano passado, onde mistura referências de reggae, rock, pop e música eletrônica, essa última um dos pilares mais fortes da sua sonoridade. As letras que contemplam temas sobre a diversidade de gênero também demonstram a preocupação do festival em abranger narrativas sociais múltiplas.

Divulgação

Divulgação

Ana Muller irá apresentar o EP homônimo que explora referências de MPB.

Não é a toa que o Rec-Beat Apresenta, que acontecerá no Centro Cultural Luiz Freire, em Olinda, no dia 3 de fevereiro, será uma parceria com o selo PWR Records e contará exclusivamente com atrações femininas. “O Rec-Beat Apresenta é um jeito de ampliar um pouquinho o espaço para bandas novas e como já costumamos ter muitas mulheres em nossa programação oficial, pensamos em abrir mais espaço para as que estão começando. Quando o festival cresce, fica difícil de incluir as coisas mais novas, por isso, resolvemos criar isso e voltar agora para o lugar onde começou o festival vai ser legal, porque a gente vê que construiu uma história e como crescemos”, comenta o produtor, que já realiza o Rec-Beat Apresenta desde 2015, quando inaugurou o evento paralelo no Recife.

Fer Verícimo

Fer Verícimo

Gutie participou da Plataforma FIG em 2017, trocando experiências com outros realizadores de festivais

A busca pela diversidade sonora e de gênero também deve se estender a uma maior tolerância com as variantes musicais locais. “A gente não pode negar essas tendências musicais, seria um contrassenso, então pode esperar surpresas. Devemos ter um olhar despojado de preconceitos com todos os ritmos e acho que foi justamente isso que fez o festival se tornar sólido”, observa Gutie, ao ser questionado se a Lei que torna o brega recifense uma expressão cultural de Pernambuco abriria um novo catálogo de artistas para a programação, que também será palco para muitos artistas do Estado.

Acompanhe as novidades do Rec-Beat 2018 no site do festival.

< voltar para home