Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Superintendente do Funcultura participa de live sobre acessibilidade em projetos culturais

O bate-papo virtual vai ser transmitido nesta quinta-feira (21), a partir das 19h, no perfil do Instagram da VouVer Acessibilidade, o @vouveracessibilidade

Fernando Figueirôa/Secult-PE/Fundarpe

Fernando Figueirôa/Secult-PE/Fundarpe

A superintendente Aline Oliveira vai esclarecer os critérios de acessibilidade que aparecem nos editais do Funcultura

A superintendente do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura/PE), Aline Oliveira, é a convidada especial da live “Acessibilidade: recomendações e exigências dos editais do Fucuntura”, que vai ser transmitida nesta quinta-feira (21), a partir das 19h, no perfil do Instagram da VouVer Acessibilidade, o @vouveracessibilidade.

No bate-papo virtual, mediado por Andreza Nóbrega e Eliz Galvão, a superintendente do Funcultura, vinculado ao Governo do Estado de Pernambuco, por meio da Secult-PE/Fundarpe, vai  explicar de que maneira o quesito de acessibilidade aparece nos editais do fundo.

“A partir do convite de Andreza Nóbrega – sócia-fundadora da Vou Ver Acessibilidade, empresa especializada em oferecer serviços de acessibilidade comunicacional para projetos culturais aqui de Pernambuco, vou me integrar à programação de uma série de lives que eles estão promovendo para discutir temas ligados à área de atuação deles. Primeiramente, vou explicar o que é propriamente o Funcultura e, depois dessa breve introdução, mostrar como surgiram os critérios de acessibilidade no fundo, para poder chegar ao ponto principal que são os critérios de acessibilidade nos editais 19/20, o que é exigência, o que é critério de pontuação”, adianta Aline Oliveira.

Ver essa foto no Instagram

Se você tem interesse em projeto culturais, se liga nessa live que acontecerá aqui no Instagram da Vouver nesta quinta (21/05), às 19h! A conversa será para compreender as principais recomendações e exigências dos editais do Funcultura de Pernambuco, que ainda está com as inscrições abertas em algumas áreas. . Convidamos Aline Oliveira, superintendente de Gestão do Funcultura, para explicar especificamente o quesito de Acessibilidade dos editais. Marquem os amigos, artistas, produtores e participem! #projetocultural #acessibilidade #culturape #vouveracessibilidade #ADnotextoalternativo #teatro #cinema #música #audiodescrição #Surdoseouvintes

Uma publicação compartilhada por VouVer Acessibilidade (@vouveracessibilidade) em

FUNCULTURA - O Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura PE) é o principal mecanismo de fomento e difusão da produção cultural no Estado, e está inserido no Sistema de Incentivo à Cultura (SIC-PE). Implantado pelo Governo de Pernambuco, a partir do diálogo com a sociedade civil, o Funcultura permitiu um grande avanço na política cultural pernambucana, tornando-a mais democrática e plural.

O fundo tem um modelo de gestão compartilhada, que envolve a Secretaria de Cultura de Pernambuco (Secult-PE), a Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), instituições culturais e entidades da sociedade civil representativas da classe artística.

Por meio de editais de seleção pública, lançados anualmente, o Funcultura possibilita que produtores e artistas recebam recursos diretamente do Governo do Estado para realizar projetos nas mais diversas linguagens artísticas e áreas culturais: Artesanato; Artes cênicas – Teatro, Dança, Circo, Ópera; Artes integradas; Artes plásticas, gráficas e congêneres; Audiovisual; Cultura popular; Fotografia; Formação; Gastronomia; Literatura; Música; Pesquisa cultural; e Patrimônio.

Na aba Acessibilidade, da página do Funcultura no Portal Cultura.PE, os proponentes poderão encontrar conteúdos importantes para compreensão e atendimento de normas relacionadas à Acessibilidade Comunicacional em projetos culturais. Entre eles, estão o Guia de Acessibilidade para a produção Audiovisual da Ancine, produzido com incentivo do próprio Funcultura, e o Guia de Acessibilidade na Cultura (British Council).

ACESSIBILIDADE NOS EDITAIS DO FUNCULTURA  - A cada edital, as regras e a distribuição dos recursos entre as categorias são organizados a partir de escutas feitas pelo Governo de Pernambuco com a sociedade civil, representada pelas entidades de classe e comissões setoriais.

Em 2012, após solicitações dos produtores culturais e debates junto a Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos de Pernambuco (SDSDH), foi implementado nos editais do Funcultura uma pontuação para quem solicitasse recursos de acessibilidade.

A partir de 2013, a acessibilidade se torna um eixo norteador do critério “aspectos sociais” para julgamento dos projetos. Assim, cada um recebe uma nota relativa à promoção de alternativas que garantam a acessibilidade comunicacional, motora ou intelectual.

Para os editais de 2014, foram realizadas sete oficinas gratuitas de capacitação para o Funcultura com intérpretes de Libras. A SDSDH, por meio da Superintendência Estadual de Apoio à Pessoa com Deficiência (SEAD), mais uma vez foi parceira nesta ação. Neste ano, também foram produzidos alguns exemplares do edital e resolução em braile para disponibilização de produtores culturais com deficiência visual.

Em 2015, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) fez uma indicação ao Governo do Estado para que todos os editais públicos pontuassem projetos que exigissem algum recurso de acessibilidade. De lá pra cá, a Secult-PE/Fundarpe têm participado de um Grupo de Trabalho com o MPPPE para tratar da questão.

< voltar para home