Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Teatro da Fronteira apresenta resultado da oficina “Performance em Cena”

A oficina gratuita, que contou com incentivo do Funcultura, aconteceu durante todo o mês de outubro no Centro Cultural Benfica. Nesta quinta-feira (29), os participantes irão mostrar em vários pontos da cidade o que vivenciaram no curso

Divulgação

Divulgação

Oficina articou temas como sexualidade, etnia e urbanida à performances e técnicas teatrais

Incentivado pelo Funcultura e em parceria com a UFPE, o Teatro de Fronteira ofereceu, durante este mês de outubro, uma oficina de aperfeiçoamento para artistas e técnicos na região metropolitana de Recife. Unindo teoria e prática, a oficina lancou um olhar e promoveu diálogos entre performance, teatralidade e cena contemporânea, estabelecendo assim um espaço de experimentação prática que possibilitou ao ator-performer a construção de processos criativos e a familiarização e apropriação da Performance em seu caráter de intervenção crítica e política no mundo. Nesta quinta-feira (29), os alunos exibirão o resultado da oficina em vários trechos da cidade, a partir das 19h30 (vide o serviço).

A oficina foi ministrada pelos professores Rodrigo Dourado, Elton Bruno Siqueira e Wellington Jr., que, ao longo das atividades, abordaram os tópicos “Teoria da Performance”, “Dramaturgia em Performance” e “Práticas Performativas”, respectivamente. “O workshop é uma forma de compartilhar experiências e dar continuidade às nossas ações de formação, iniciadas em 2011 com o curso Espetacularidades Contemporâneas. Neste momento, nosso foco se volta, sobretudo para os temas da sexualidade, etnia e urbanidade, como eles podem ser articulados pela performance e pelo teatro”, afirma Dourado.

“O curso de Dança da UFPE começou a trazer reflexões sobre a perfomance com uma disciplina (Estudos da performance) e com pesquisas institucionais. No curso de Teatro, o professor Rodrigo Dourado está começando a criar um espaço para uma reflexão e uma prática da perfomance. Ele me convidou para participar do projeto Oficina Performance em Cena, com o módulo de Dramaturgia, ao que propus registrar o trabalho como atividade de extensão da UFPE. A experiência nos fez pensar em sugerir ao colegiado de Teatro a implementação de uma disciplina eletiva, na grade curricular do curso de Teatro, que terá um viés teórico-prático da performance.”, disse Bruno Siqueira, um dos professores da oficina e da licenciatura em teatro da UFPE.

Dos 150 inscritos, 30 foram selecionados para participar da oficina com carga horária de 40h/aula, de 01 a 30 de outubro, no Centro Cultural Benfica (Rua Benfica, 157 – Madalena, Recife). Os alunos tiveram um módulo teórico em que se esclareceram as origens da performance, seu campo de estudos vasto, as diferenças entre performance social, cultural e artística. Além de acesso a vários artistas e obras performativas, podendo discutir assim, tópicos relevantes das artes na contemporaneidade.

“A oficina só veio a agregar. Esclarecedor, casou perfeitamente com a fase que vivo na universidade, pois estou pagando a disciplina de interpretação III que tem como foco o chamado teatro físico, e que tem como referencial Artaud, Grotowski e Barba, estes muito relacionados ao universo da Performance. Além disso, o curso nos possibilitou escolher abordar três temas e um deles – que é o que eu escolhi abordar – é o que envolve o meu TCC da faculdade: Gênero e Sexualidade”, contou Rodrigo Porto, estudante de Teatro da UFPE e um dos participantes da oficina. Os participantes. Serão três experimentos cênicos e performáticos a partir de conceitos de raça, gênero e sexualidade e urbanidade.

Serviço
Experimento 1 (À part-IDA)
Quando: 29/10, às 19h30 | Gratuito
Onde: Paradas de ônibus da Praça do Derby (dois sentidos da via)
Performers: Ana Nogueira, Ariana Nuala, Brisa, Bruna Florie, João Lucas Cavalcanti, Joyce Firmiano, Lívia Lins, Mônica Maria, Natália Costa Cozzan, Patrícia Moreira, Paulo Romeira e Silas Samarky.
Duração: 15 minutos.
Classificação Indicativa: Livre
Terá recurso de Libras.

Experimento 2 (Genus)
Quando: 29/10, às 20h | Gratuito
Onde: Centro Cultural Benfica (Rua Benfica, 157 – Madalena)
Performers: Carlos Lima, Ellis Regina, Filipe Neri. Sabrina França, Silvia Bloise e Ytalo Santana.
Duração: 15 minutos.
Classificação Indicativa: 18 anos.
Terá recurso de  Libras.

Experimento 3 (CPServe-se)
Quando: 29/10, às 20h | Gratuito
Onde: Centro Cultural Benfica (Rua Benfica, 157 – Madalena)
Performers: Jorge Kildery, José Bezerra, Márcia Maracajá, Mayza Toledo, Rafael Vascon, Rodrigo Porto e Shica Farias.
Duração: 15 minutos.
Classificação Indicativa: 18 anos.
Terá recurso de  Libras.

Mais Informações: 2126-7388 | teatrodefronteirape@gmail.com | teatrojoaquimcardozoufpe.blogspot.com

< voltar para home