Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Temporada d’O Amor de Clotilde por um certo Leandro Dantas termina neste fim de semana

Espetáculo da Trupe Ensaia Aqui e Acolá conta com incentivo do Governo de Pernambuco, por meio do Funcultura

Divulgação

Divulgação

Apresentações acontecem no espaço da Cênicas CIA de Repertório, no Bairro do Recife

Com informações da Assessoria 

A curta temporada d’O Amor de Clotilde por um certo Leandro Dantas chega ao fim neste fim de semana, com apresentações no sábado (25) e no domingo (26). A passagem do espetáculo no palco da Cênicas CIA de Repertório, encerra mais um ciclo de uma trajetória iniciada em 2010, quando a Trupe Ensaia Aqui e Acolá estreou sua criação de maior alcance. De lá pra cá, a história de amor adaptada de um folhetim clássico da literatura pernambucana circulou em temporadas ou apresentações especiais por todo o país e também em turnê realizada na Europa.

A temporada trouxe como novidade a inserção de uma nova cena: a apresentação ganhou mais uma dublagem, uma das marcas do espetáculo. “Sempre que vamos reapresentar Clotilde, que já tem sete anos de estrada, fazemos uma preparação prévia em que buscamos aprimorar cenas, trazer novidades e recontextualizar algumas falas. O número de pessoas que comparece para rever o espetáculo é grande e, por isso, buscamos sempre trazer novidades”, explica Iara Campos, atriz e produtora da Trupe.

Julio Moraes

Julio Moraes

Um amor proibido no Recife do século XIX é mote do espetáculo

A Emparedada da Rua Nova, folhetim do escritor pernambucano Carneiro Vilela, é o mote do espetáculo. Escrito entre 1909 e 1912 a obra relata a história de Clotilde, emparedada viva pelo pai, o comerciante Jaime Favais, como castigo por engravidar do galante Leandro Dantas. A história do emparedamento da jovem é uma das lendas que fazem parte do imaginário recifense. Há quem acredite que a obra de Carneiro Vilela é inspirada em um caso nebuloso que de fato teria ocorrido na época.

Divulgação

Divulgação

Trupe Ensaia Aqui e Acolá

Em O Amor de Clotilde por um certo Leandro Dantas somente algumas características dos personagens principais do romance original são mantidas – a obra de Carneiro Vilela é apenas o ponto de partida escolhido para trabalhar o circo-teatro e seu principal gênero dramático – o melodrama. Inspirados nos clichês presentes em folhetins, cinema e novelas, o grupo tomou a liberdade de alterar o clássico da literatura pernambucana, inserindo reviravoltas e um novo desfecho para o casal que viveu um amor proibido no Recife do século XIX.

As novas apresentações d’O Amor de Clotilde por um certo Leandro Dantas foram contempladas pelo Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura/Governo de Pernambuco). No sábado, a apresentação está marcada para às 20h. Já no domingo que encerra a temporada o espetáculo inicia às 19h. Os ingressos podem ser comprados antecipadamente, online, na plataforma Sympla e também serão vendidos no dia das apresentações, na bilheteria. A inteira custa R$ 20 e a meia, para estudantes, professores e idosos, R$ 10.

Trupe Ensaia Aqui e Acolá – formada em 2006 por ex-alunos do pesquisador pernambucano Marco Camarotti, o grupo teatral focou suas primeiras produções nas modalidades teatrais consideradas marginalizadas de acordo com a teoria de Camarotti: o teatro para a infância e a juventude, o circo-teatro e o teatro folclórico. Além de Clotilde, a Trupe já levou para os palcos o espetáculo infantil Rififi no Picadeiro, o solo de dança Microclima, que trabalha a questão da claustrofobia e dos desconfortos dos espaços urbanos áridos, e Machuca, espetáculo-denúncia contra as violências e formas de opressão contra a mulher.

SERVIÇO: O amor de Clotilde por um certo Leandro Dantas
Últimas apresentações: sábado (25) e domingo (26) – Cênicas CIA de Repertório
Rua Vigário Tenório, 199, 2°andar, sala 201, Bairro do Recife
R$ 20 e R$ 10 meia entrada
Ingressos antecipados na plataforma Sympla

< voltar para home