Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Territórios indígenas Xukuru e Pankará recebem oficina de fotografia

Os fotógrafos e arte-educadores pernambucanos Clarissa Dutra e Daniel Meirinho viajam com equipe em março para uma vivência fotográfica nas aldeias Serrote dos Campos (Sertão do São Francisco – Itacuruba/PE) da etnia Pankará, e para a Serra do Ororubá (Agreste Central – Pesqueira/PE), da etnia Xukuru. Em cada comunidade, uma turma de até 15 participantes será formada para receber oficinas e encontros em torno da fotografia, com foco nos olhares internos sobre seu povo e seu território. Como resultado das oficinas, registros fotográficos, de áudio e vídeo, darão forma a duas exposições, cada uma em um dos territórios, além de se transformar em catálogo eletrônico.

Das vagas do projeto Sertão do Céu Luminoso, 20% são reservadas a pessoas com mobilidade reduzida ou deficiência, seja auditiva, visual, motora ou intelectual, proporcionando alternativas de fruição e acessibilidade. E aumentando ainda mais a participação indígena no projeto, jovens locais serão integrados à equipe como fotógrafos e assistentes de produção. A iniciativa conta com incentivo pelo Governo do Estado de Pernambuco, por meio dos recursos do Funcultura, e reforça, neste momento do Brasil, as múltiplas representações étnicas que carecem de fortalecimento através da aproximação das diferenças, da convivência, do conhecimento e da luta pela diminuição do preconceito nas relações, acima de tudo, humanas.

A equipe do projeto segue à realização com as devidas autorizações e envolvimentos das lideranças locais responsáveis, e mantendo em rígida vigilância todos os protocolos de segurança contra a Covid-19, bem como o máximo respeito e cuidado aos territórios visitados. Este retorno do planejamento e realização do projeto só foi possível devido ao avanço da vacinação.

POVO XUKURU DO ORORUBÁ

O povo Xukuru do Ororubá é o mais numeroso dentre os 12 povos indígenas de Pernambuco, com cerca de 12.200 índios na Serra do Ororubá, nos municípios de Pesqueira e Poção. Ocupam área de 27.555 hectares, demarcada em 2002 depois de muita luta contra latifundiários, e estão distribuídos em 25 aldeias situadas nas regiões Serra, Agreste e Ribeira.

POVO PANKARÁ DE SERROTE DOS CAMPOS

Os Pankará de Serrote dos Campos, em Pernambuco, ocupam o território atual desde 2005, quando reconquistaram o direito de morar preservando raízes, cultura e tradições. O solo sagrado onde sempre viveram e habitam até hoje é fruto da mistura com origens na Serra do Arapuá. A região do Sertão de Itaparica, laço geográfico e espiritual com o Rio São Francisco, é partilhada com outros povos, como os Tuxá de Rodelas. Hoje se distribuem dentro da Zona Rural do Sertão de Itacuruba e a relação com o Velho Chico é a base espiritual e de luta pela defesa, preservação do espaço e identidade, e da busca incansável pela demarcação e homologação desse território, que dura 15 anos e até hoje não foi reconhecida legalmente.

Serviço
Oficinas
- Aldeia Serrote dos Campos (Sertão de Itaparica) – Itacuruba/PE – povo Pankará
- Serra do Ororubá (Agreste Central) – Pesqueira/PE – povo Xukuru
- 3 a 9 de março de 2022, com inscrições, mobilização e cronograma anunciados em fevereiro

< voltar para home