Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Toca Ogan traz o berimbau à linha de frente

Em seu primeiro CD solo, "Desatando o laço", percussionista mostra versatilidade do instrumento, ao dialogar com diversas vertentes. Lançamento é hoje (25), no Teatro Boa Vista

por Leonardo Vila Nova

Ao se falar em berimbau, automaticamente ele é associado às rodas de capoeira. No entanto, o instrumento é muito mais versátil do que se pode imaginar. É o que o percussionista Toca Ogan vem mostrar em Desatando o laço, seu primeiro CD solo. Ele fará o show de lançamento do seu novo trabalho, nesta quinta (25), no Teatro Boa Vista. A apresentação acontece às 20h e contará com as participações de Zé Cafofinho e Clayton Barros. A entrada é gratuita, com retirada dos ingressos uma hora antes do horário, na bilheteria do teatro. O disco, gravado no estúdio Fábrica, tem direção de Marco Axé, e conta com incentivo do Governo de Pernambuco, através do Funcultura.

Rafael Reines/Divulgação

Reconhecido pelo seu trabalho com a Nação Zumbi e também como integrante da Jambro Band (que acompanha o cantor Otto), desta vez, Toca Ogan assume a linha de frente do seu trabalho e traz o berimbau consigo. A partir de uma provocação de Chico Science, ele mergulhou profundamente no estudo do instrumento e o levou a estabelecer diálogos com outros ritmos, como o samba-enredo, o samba lamento e o afoxé. Orientado pelo seu mestre e guia espiritual, João da Ciência, ele também colocou o berimbau a serviço do nagô, jeje e keto, vertentes ainda mais arraigadas no universo do candomblé.

O título Desatando o laço, segundo Toca, remete à solução de adversidades, no linguajar típico da Nação Angola. “Quando alguém está com algum problema e consegue resolver, a gente diz que ele conseguiu desatar o laço, desatar o problema”, explica. O universo dos terreiros de candomblé está presente no trabalho. Porém, Toca Ogan vai mais além e reúne, ao longo das 10 faixas do disco, uma miscelânea de ritmos e estilos que fizeram parte de suas vivências como instrumentista e também como pesquisador do berimbau. Baião, frevo, maracatu, ciranda, cubana e funk marcam presença pelas mãos do percussionista.

No processo de gravação, foram incluídos seis berimbaus, cada um com sua afinação específica, o que mostra o cuidado de Toca Ogan em explorar todas as suas possibilidades sonoras. Além do universo percussivo, já tão particular ao músico, outros instrumentos foram se juntando para dar vida à criação sensível de Toca. Estão presentes no CD, rabeca, violão, violino, cello, flauta, trombone, trompete, percussão, teclado, baixo, cuíca e voz, além de um time de companheiros de música, que contribuíram com o disco. Desatando o laço conta com a participação de Clayton Barros (Os Sertões), Otto, Zé Cafofinho, Jorge Du Peixe, dos músicos Bactéria, João do Cello e Nino Silva.

SERVIÇO
Lançamento do CD Desatando o laço, de Toca Ogan
Quinta (25), às 20h
Teatro Boa Vista (Rua Dom Bosco, 551, Boa Vista – Recife/PE)
Entrada Gratuita (Ingressos retirados 1 hora antes do show, na bilheteria do teatro)

< voltar para home