Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Funcultura

Torre Malakoff ganha sinalização acessível

O lançamento do projeto, que conta com incentivo do Funcultura, será na próxima quinta-feira (24), às 10h

Divulgação

Divulgação

O projeto apresenta textos informativos sobre o equipamento cultural, com versão disponível em Braille

O Bairro do Recife e a Torre Malakoff recebem, na próxima quinta-feira (24/5), melhorias de acessibilidade para pessoas portadoras de necessidades específicas. O equipamento cultural, gerenciado pela Secult-PE/Fundarpe, ganha sinalização acessível, enquanto o bairro será contemplado com um mapa tátil urbano, o primeiro na localidade. A solenidade de inauguração acontecerá às 10h, na própria Torre Malakoff, e apresentará ao público explicações sobre o projeto com audiodescrição e interpretação em libras.

A primeira parte do projeto, que conta com incentivo do Governo do Estado de Pernambuco, por meio dos recursos do Funcultura, consiste em um painel tátil com maquete e um mapa arquitetônico dos pisos térreo e 1º andar da Malakoff, com sinalizações de entradas e saídas, salas, escadas, elevadores, banheiros, piso tátil e outras orientações. O equipamento é acompanhado de textos informativos sobre a Torre, com versão disponível em Braille.

Além disso, o trabalho inclui um mapa tátil urbano do Bairro do Recife, um quadro com toda a planta de ocupação urbanística e informações de ruas, praças, monumentos, atrações turísticas e serviços. Os dados são acessíveis para cegos e pessoas com baixa acuidade visual, seguindo as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). O mapa será instalado no Centro de Artesanato de Pernambuco, ao lado do Marco Zero.

Com iniciativa da ID Inclusão e Design, o projeto chega para melhorar a circulação de pessoas na Torre Malakoff – que, além de ponto turístico, é um ícone da arquitetura da cidade – e no Bairro do Recife – importante polo turístico, econômico e tecnológico da capital pernambucana.

A intenção é democratizar o acesso de todas as pessoas a informações e espaços urbanos, inserindo o Recife no rol das cidades mundiais acessíveis, utilizando padrões de design universal. “A ideia, a longo prazo, é municiar a cidade toda com mapas táteis, a fim de que pessoas portadoras de necessidades específicas possam ter o direito garantido de se locomover com autonomia”, explica Manuel Aguiar, consultor do projeto.

Esta é a segunda realização do grupo, que instalou o primeiro mapa tátil urbano do Recife em 2016, na Casa da Cultura, dispondo de informações sobre os bairros de São José e Santo Antônio. Futuramente, o intuito é também instalar maquetes táteis de outros prédios históricos, como o Teatro de Santa Isabel e os Palácios do Governo e da Justiça, disseminando conhecimento sobre suas estruturas.

“A Malakoff foi escolhida para receber o projeto por ser um patrimônio importante, cuja arquitetura peculiar e escala jamais poderiam ser percebidas por pessoas cegas sem esses equipamentos”, conta Giovana Caldas, uma das designers responsáveis.

Serviço
Lançamento do projeto de Sinalização Acessível, maquete tátil da Torre Malakoff e mapa tátil do seu entorno
Quando: quinta-feira (24/5), às 10h
Onde: Torre Malakoff (Praça do Arsenal, S/N, Bairro do Recife)
Aberto ao público

< voltar para home