Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Fundarpe

Fundarpe e Secult marcam presença no lançamento do Anuário 8 de Março

Aluisio Moreira/SEI

Aluisio Moreira/SEI

A publicação foi lançada pelo governador Paulo Câmara nesta quinta-feira (30), no Palácio do Campo das Princesas

Marcando o encerramento da agenda oficial em torno do Mês da Mulher, o Governo de Pernambuco lançou, na última quinta-feira (30), a 10ª edição do Anuário 8 de Março.

Para amplificar o debate de gênero no campo da cultura, a Secretaria da Mulher destacou a realização do Seminário de Gênero e Patrimônio Cultural, feito em parceria com a Secult-PE/Fundarpe, que, dada a sua importância, ganhou as páginas da 10ª edição do Anuário. “É de fundamental importância reconhecer as mulheres como protagonistas nas diversas expressões, tradições e manifestações culturais em todo o Estado”, destacou Márcia Souto, presidente da Fundarpe.

O evento também foi marcado pelo anúncio da 9ª edição do Prêmio Naíde Teodósio de Estudos de Gênero, em parceria entre a Fundação de Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) e Secretaria de Educação; Secretaria de Ciência e Tecnologia; Fundação de Amparo a Ciência e Tecnologia de Pernambuco; Companhia Editora de Pernambuco; Fundação Joaquim Nabuco e o Instituto Federal de Educação; Ciência e Tecnologia de Pernambuco.

O edital convida estudantes das categorias de ensino médio, técnico subsequente, graduação e pós-graduação; bem como professoras, professores do ensino médio e técnico subsequente, a apresentar redações, artigos científicos, relatos ou projetos de experiência pedagógica e roteiro para vídeo documentário digital de curta metragem.

Na oitava edição, que celebrou o centenário de Naíde, o Prêmio recebeu 1028 projetos, sendo 66% deles de autoria feminina. “Com esses 10 anos de políticas públicas voltadas para a mulher, cada vez mais pessoas estão estudando a categoria gênero”, ressaltou a Secretária da Mulher Silvia Cordeiro.

O Secretário Estadual de Cultura, Marcelino Granja, também comentou a importância do desenvolvimento de políticas específicas que atendam mulheres do litoral ao sertão melhorando a sua qualidade de vida e suas relações familiares: “Entendemos a importância de visibilizar as mulheres como detentoras e transmissoras de saberes, práticas e tradições culturais. Elas são agentes fundamentais na construção da diversidade cultural em nosso país”.

HOMENAGEM – A Secretaria da Mulher do Estado Homenageou Cristina Buarque, feminista reconhecida nacional e internacionalmente que desenvolve, há mais de trinta anos, um trabalho em prol da democracia e da efetivação da igualdade de direitos entre mulheres e homens.

< voltar para home