Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Literatura

‘A Gente da Palavra’ espalha poesia pelo Parque 13 de Maio

por Bruno Souza

Jan Ribeiro/Secult-PE/Fundarpe

Jan Ribeiro/Secult-PE/Fundarpe

O Parque 13 de Maio recebeu a primeira ação do projeto nesta quinta-feira (20)

Após um ciclo de dois meses de formação, os 20 bolsistas selecionados pelo projeto “A Gente da Palavra” puderam vivenciar no Parque 13 de Maio, na manhã desta quinta-feira (20), um pouco do que realizarão em suas comunidades, a partir de novembro: espalhar literatura e estimular a leitura nos bairros em que moram, através de abordagens públicas e atividades mediadas, como saraus e empréstimos de livros.

“Foram oito encontros que serviram para formar o grupo e identificar/potencializar as habilidades de cada um dos agentes do projeto. Esse encontro de hoje é uma espécie de estágio, um encontro que coroa essa primeira etapa de formação do “A Gente da Palavra” que, ao longo dos próximos meses, irá levar o melhor da nossa literatura às ruas”, disse Carminha Bizerra, mediadora de leitura do projeto.

Jan Ribeiro/Secult-PE/Fundarpe

Jan Ribeiro/Secult-PE/Fundarpe

Carminha Bizerra foi a responsável pela formação dos 20 bolsistas do “A Gente da Palavra”

A iniciativa estimula a realização de atividades como saraus e leituras mediadas, protagonizadas por jovens que circularão com livros em “bibliotecas móveis” (bicicletas adaptadas), por dez comunidades de Caruaru (Centenário, São Francisco e Monte Bom Jesus), Recife (Santo Amaro, Campo do 11, Ilha de Santa Terezinha, Vila dos Casados, Lagoa Encantada, UR3) e Jaboatão dos Guararapes (Cajueiro Seco, Jaboatão Velho e Prazeres).

Jan Ribeiro/Secult-PE/Fundarpe

Jan Ribeiro/Secult-PE/Fundarpe

Missiene de Lima e Humberto Albuquerque são um dos jovens selecionados pelo projeto

Os bolsistas Humberto Albuquerque (21 anos, estudante de Direito da UFPE) e Missiene de Lima (24 anos, estudante de Pedagogia da UFPE) estão ansiosos para iniciarem as leituras nos bairros de Jaboatão Velho e Santo Amaro, onde moram respectivamente. “Foi um mês de muita aprendizagem e agora, que estamos bem apropriados da proposta do projeto, queremos incentivar os moradores da nossa comunidade a cultivarem o hábito da leitura e, assim como a gente, se apaixonarem pelos livros”, disse Missiene. “Meu contato com os livros se deu muito tarde e, ao ingressar no ‘A Gente da Palavra’, minha ideia é estimular outros jovens a lerem e se encantarem o quanto antes pela literatura”, contou Humberto.

“Ninguém nunca me parou na rua para me falar um poema. Já recebi versículos bíblicos, mas essa é a primeira vez que ganho uma poesia”, disse o estudante Felipe Lima, que estava passeando pelo Parque 13 de Maio.

Os jovens integrantes do “A Gente da Palavra” recebem uma bolsa de complementação de renda mensal no valor de R$ 350. Interessados em doar livros para fortalecer as ações do projeto podem entrar em contato com a Coordenadoria de Literatura da Secult-PE, pelo telefone (81) 3184.3021.

PARCERIAS
Esta nova etapa do “A Gente da Palavra”, desenvolvido pela Secult e Fundarpe, conta com a parceria do Programa Governo Presente, da Cepe Editora e do Ministério da Cultura. Os recursos no valor de R$ 250 mil para o desenvolvimento das atividades são oriundos de emenda parlamentar da deputada federal Luciana Santos.

< voltar para home