Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Literatura

Audiência sobre o Plano Estadual para o Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas acontece na Alepe

Encontro será realizado nesta quarta (11), às 9h

Costa Neto

Costa Neto

Esta audiência tem o objetivo de tornar público o processo de construção do planejamento estratégico para a política do setor do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas

Nesta quarta-feira (11), às 9h, será realizada no plenário da Assembleia Legislativa de Pernambuco uma audiência pública sobre o Plano Estadual para o Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas. Este encontro é promovido pelo Fórum Pernambucano em Defesa das Bibliotecas, Livro, Leitura e Literatura (FPEBLLL), junto às Secretarias Estaduais de Cultura (Secult-PE) e Educação (SEE-PE), a Cepe (Companhia Editora de Pernambuco) e a Representação Regional Nordeste/MinC (RRNE/MinC).

Trata-se de uma iniciativa articulada entre a sociedade civil e Governo do Estado de Pernambuco, através das Secretarias de Cultura e de Educação. Esta audiência tem o objetivo de tornar público o processo de construção do planejamento estratégico para a política do setor do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas, e visa informar e sensibilizar a sociedade civil, os poderes executivos e legislativos municipais e estaduais para participarem ativamente destas ações.

Histórico

Entre 2013 e 2015 foram realizadas várias pré-escutas itinerantes sobre a situação das bibliotecas públicas, escolares e comunitárias, por todo o estado de Pernambuco, além de três Encontros Estaduais de Bibliotecas Públicas, Escolares e Comunitárias e uma pré-escuta aos elos criativo e produtivo do livro.  Esses levantamentos, além das escutas dos fóruns setoriais, conferências de cultura e planejamento estratégico da Secult-PE, deram base para a elaboração de instrumentos e metodologia para a ampliação do mapeamento do setor em todo o estado de Pernambuco ao longo de 2016 e 2017.

Na audiência serão apresentados alguns desses dados e informações atuais sobre o movimento nacional em torno da construção dessa política. A partir dessas informações serão provocadas reflexões sobre o setor livreiro, enquanto um importante setor da economia e, também, como um setor estruturante e estratégico para o fortalecimento do desenvolvimento e da autonomia do estado, através do fortalecimento e autonomia do seu povo. Por fim, será apresentada uma prospecção de agenda que será articulada em cada uma das 12 regiões de desenvolvimento do estado.

< voltar para home