Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Literatura

Espaço Pasárgada inaugura nova Biblioteca Waldemar Lopes

O acervo da biblioteca conta inicialmente com 1500 obras de autores pernambucanos, nacionais e estrangeiros

 

Costa Neto/Fundarpe

Costa Neto/Fundarpe

Solenidade de reinauguração do espaço literário contou com a presença de várias personalidades

Os amantes da literatura pernambucana agora contam com mais uma espaço público para apreciar uma boa leitura no Recife. Foi reinaugurada na tarde desta quinta-feira (11) a Biblioteca Waldemar Lopes, que fica instalada no Espaço Pasárgada, na Rua da União, e que reabre as portas com um acervo especializado em obras de Pernambuco.

A ocasião contou com uma performance literária do grupo Literatrupe e com a presença de diversas personalidades, entre elas Sérgio Maciel Lopes, sobrinho-neto do poeta Waldermar Lopes, o secretário de Cultura, Marcelo Canuto, e o presidente da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), Severino Pessoa, entre outras. “Depois de tantos festivais e ações realizadas pela Fundarpe e Secretaria de Cultura, entregar essa biblioteca para a sociedade é um grande feito. Parabéns ao Espaço Pasárgada, que encabeçou o projeto”, comemorou o presidente da Fundarpe.

Costa Neto/Fundarpe

“O Espaço Pasárgada é um dos mais simpáticos equipamentos que nós temos. Não sei se é por conta da história do casario de Manuel Bandeira, que passou sua infância aqui. Mas acima de tudo o local consegue montar o tripé do que deveria ser o que a gente busca que é juntar cultura com educação e arte”, disse Marcelo Canuto, durante a solenidade de reinauguração. Já Marília Mendes, gestora do Pasárgada, agradeceu na sua fala o empenho de todos os envolvidos neste projeto. “Agradeço a presença de todos. Inaugurar essa biblioteca, que é uma ação desenvolvida desde o começo de 2013, é algo muito importante pra nós do Espaço Pasárgada. Tivemos a sorte de contar com uma equipe competente e especializada para realizar este feito”, disse Marília Mendes.

O acervo da biblioteca, composto por 1500 títulos, está dividido em Acervo Manuel Bandeira (reunindo algumas obras do autor e sobre ele), Acervo de Autores Pernambucanos (nos gêneros: poesia, contos, crônicas, romances, cordéis), Autores Estrangeiros e livros e periódicos editados pela antiga gráfica da Fundarpe. O horário de funcionamento será de segunda a sexta, das 9h às 12h e das 13h às 17h, aberta ao público, inicialmente, para pesquisa no local.

Para Tereza Marinho, bibliotecária responsável pela organização do espaço, a Biblioteca Waldemar Lopes vai preencher uma lacuna que existia em Pernambuco, que era a falta de um local especializado nas obras de Manuel Bandeira. “Queremos ser referência nesse mundo de informações que é o de Bandeira. Ele é de Recife e nada mais justo que a gente faça esse trabalho, uma dívida que tínhamos com a população pernambucana”, explica Tereza Marinho.

Biblioteca Waldemar Lopes

Costa Neto

Inaugurada em 1999, recebeu esse nome em homenagem ao poeta Waldemar Lopes, amigo de Manuel Bandeira, leitor insaciável e de essencial importância na literatura brasileira. A biblioteca foi composta inicialmente por livros doados pelo então homenageado e por obras editadas pela antiga gráfica da Fundarpe.

Em 2013, houve a necessidade de requalificar e especializar o acervo em literatura pernambucana, em função da vocação literária e de memória do Espaço Pasárgada, exaltando a importância para a cultura nacional da obra literária do poeta pernambucano Manuel Bandeira.

Serviço:
Biblioteca Waldemar Lopes
Espaço Pasárgada (Rua da União, 263, Boa Vista)
Funcionamento da Biblioteca: Segunda a sexta, das 9h às 12h e das 13h às 17h

 

< voltar para home