Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Literatura

História em quadrinhos mergulha no universo do Rio Capibaribe

O lançamento do livro acontecerá neste sábado (2), a partir das 14h, no Jardim Baobá, onde acontecerá uma série de atividades voltadas para o público infanto-juvenil.

Maíra Brandão

Maíra Brandão

Livro com histórias em quadrinhos apresenta a capivara Ribe e outros personagens inspirados em animais que vivem no Rio Capibaribe.

Principal curso de água do Recife, o Rio Capibaribe poderá ser vivenciado de maneira única neste sábado, quando será lançada a publicação “Ribe do Capibaribe”, no Jardim do Baobá. O livro com histórias em quadrinhos e atividades tem como personagem principal uma simpática capivara, chamada Ribe, que ao lado de seus amigos se aventura pela cidade e aprende sobre os cuidados com a natureza. O projeto partiu da ideia de criar uma ferramenta de educação ambiental, lúdica, que ensinasse crianças e jovens sobre o rio, sua flora e fauna.

O lançamento terá início às 14h, com mediação de leitura, contação de histórias e brincadeiras para envolver crianças e jovens no universo dos personagens. Às 15h, vai rolar a esquete teatral “Uma História de amor”, com a Turma Mangue e Tal, que trata do amor pelo Rio Capibaribe. O roteiro é escrito por Flávia Gomes e dirigido por Pascoal Filizola, que também integra o elenco junto a Aldeline Silva. Às 15h30, um bate-papo com o autor e ilustrador do livro, Allan Chaves, que vai contar como se deu o processo de criação do Ribe do Capibaribe. E para encerrar a tarde, as crianças serão convidadas para uma caça ao tesouro dos aventureiros do Capibaribe.

A primeira edição do “Ribe do Capibaribe” é conduzida pelo Ribe, uma capivara que conta suas experiências e vive aventuras com a sua irmã, Piba; além do Sá, um caranguejo uçá que é o gênio da turma; Tio Biu, um jacaré de papo amarelo que é um poeta cantador; e Gringa; a garça azul que vive se mudando, para lá e para cá, acompanhando o fluxo migratório de sua espécie. A publicação reúne ainda outros personagens, como a lavadeira e o morcego-pescador.

Todos os personagens do livro são inspirados em animais que vivem, de fato, no rio Capibaribe. A motivação para criar o personagem principal, o Ribe, veio do nome do próprio rio Capibaribe, que em tupi significa “rio das capivaras”. Os outros personagens foram criados e agregados a partir das expedições técnicas ao rio – realizadas por uma equipe transdisciplinar formada por biólogos, botânicos, comunicadores, urbanistas, designers e engenheiros responsáveis por pesquisas ambientais do Parque Capibaribe – e da experiência de barqueiros e da população ribeirinha. Este levantamento contribuiu para o desenvolvimento das ilustrações e narrativas da publicação.

Pequenos ou adultos, os leitores que tiverem acesso ao “Ribe do Capibaribe” também poderão descobrir informações e curiosidades sobre os hábitos de alimentação, reprodução e ocorrência desses bichos. O livro será distribuído gratuitamente na ocasião do lançamento e será disponibilizado online no site do Parque Capibaribe (http://parquecapibaribe.org).

A iniciativa, produzida com apoio da Companhia Editora de Pernambuco (CEPE), é um produto do Parque Capibaribe, projeto desenvolvido através de um convênio inovador entre a Prefeitura do Recife, através da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (SDSMA), e a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), por meio do INCITI – Pesquisa e Inovação para as Cidades. O projeto visa conectar os espaços públicos de lazer situados ao longo das margens do rio Capibaribe, no Recife.

Método – O “Ribe do Capibaribe” vai além de uma mera publicação. Pretende estabelecer-se também como método de educação ambiental, divertido, capaz de sensibilizar crianças, jovens e adultos sobre o Rio Capibaribe, o desenvolvimento da cidade, os bens naturais, a sustentabilidade e a cultura. A primeira fase do projeto  Ribe do Capibaribe será experimentado em 12 bibliotecas públicas e comunitárias da Região Metropolitana do Recife, ao longo do primeiro semestre.

A formação dos mediadores de leitura acontecerá entre os dias 04 e 06 de fevereiro, nas bibliotecas do Compaz Ariano Suassuna, no Cordeiro, e Compaz Eduardo Campos, no Alto Santa Terezinha. A proposta é de que o método possa ser aplicado ao longo do primeiro semestre, de forma experimental, e a partir do retorno dos mediadores de leitura sobre a experiência em cada bairro, pretende-se aperfeiçoar o Ribe e desenvolver a segunda edição da publicação.

Serviço:
Lançamento do “Ribe do Capibaribe”
Quando: Sábado (2), das 14h às 18h
Onde: Jardim do Baobá (Rua Madre Loyola, Jaqueira, Recife – PE)
Gratuito
Informações: info@inciti.org | 3037-6689

< voltar para home