Portal Cultura PE

Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

Literatura

pasárgada.doc apresenta Renata Santana

O primeiro episódio do pasárgada.doc de 2018 escuta a escritora e jornalista recifense Renata Santana que, com apenas 30 anos de idade, já soma participações notáveis em eventos de literatura de Pernambuco. A paixão pela escrita começou ainda criança e o reconhecimento veio rápido, quando, aos 12 anos, ganhou a medalha de ouro no concurso de poesia infantil Orlando Parachin, de 2000.

No ano seguinte, a autora estreou no teatro declamando Fernando Pessoa e Carlos Drummond de Andrade. Depois de integrar a equipe do programa Café Colombo, da Rádio Universitária FM, onde entrevistou diversos escritores e produtores do universo literário, Renata foi convidada pelo coletivo Nós Pós para recitar seus poemas autorais em um evento do grupo e, a partir de então, não parou mais de apresentar os seus textos pelo Estado.

Entre os eventos em que a escritora já se apresentou estão IX Bienal do Livro de Pernambuco, FIP – Festival Internacional de Poesia de PE/Fundarpe, Freeporto, Fliporto, Festival da Macuca e Estados em Poesia. Além de participar dessas iniciativas promovendo recitais, Renata também já participou de debates e rodas de conversas em ações como a Jornada Literária pelo Sertão e Laboratório de Autoria Ascenso Ferreira, ambos pelo Sesc. Na televisão, foi convidada do programa Espaço Pernambuco, da Rede Globo Nordeste, para representar parte da poesia urbana do Recife atual.

Jan Ribeiro

Jan Ribeiro

A autora Renata Santana começou a escrever quando era criança e hoje, aos 30 anos, já participou de diversos eventos e antologias de literatura.

Marcada pelo humor e o jogo de palavras, os textos da recifense exploram temas como o olhar da mulher contemporânea, a pressa das grandes cidades, os romances e atropelos dos grandes centros. Escrita em formatos diversos, como poesia, prosa e crônica, parte de sua produção pode ser encontrada em antologias, como “Estados em Poesia”, de 2016, “Coisa de Mulher Antologia Poética”, de 2014, e “Haikai Poemínimos Senryus”, que nasceu a partir de uma oficina com Alice Ruiz, de 2007.

Gravidade

Quando

a noite cai bem

o vinho cai bem

e a minha queda em sua cama também

Entendo o que é tirar proveito da gravidade dos fatos.

“Quando a gente cresce no subúrbio e tem um nome comum, parece que a gente não nasceu para escrever, porque acham que a gente tem que ter um emprego formal. Acho que quem tá la no subúrbio e quer escrever e publicar, como eu, parece que está fazendo uma ousadia muito grande e isso me instiga muito”, conclui Renata, que também é bibliotecária e mestranda em Ciência da Informação pela UFPE, ao dizer que superar o desafio é sua maior inspiração como escritora.

O pasárgada.doc é um projeto especial da Coordenadoria de Literatura da Secult-PE, em parceria com o Espaço Pasárgada e a coordenação do Portal Cultura.PE. Esta segunda temporada conta com 12 episódios, disponíveis no canal de Literatura do portal, que são lançados sempre nas primeiras quartas-feiras de todo mês, até julho de 2018.

Confira AQUI os episódios anteriores.

< voltar para home