Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

O que você procura?
Newsletter

MÚSICA

Ópera “O Contrato de Casamento” cumpre temporada no Santa Isabel

Foto cataz - Elenco I

Espetáculo será encenado por integrantes da Academia de Ópera e Repertório da UFPE, sob a direção artística e regência do maestro Wendell Kettle

O Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Cultura e da Fundarpe e a Prefeitura do Recife, em parceria com a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) promovem a temporada da ópera O Contrato de Casamento, do italiano Gioacchino Rossini, no Teatro de Santa Isabel. Baseado na comédia de Camillo Federici, o espetáculo será encenado por integrantes da Academia de Ópera e Repertório da UFPE, sob a direção artística e regência do maestro Wendell Kettle, de 15 a 18 de março.

O Contrato de Casamento foi a primeira ópera de Rossini, feita quando o compositor tinha apenas 18 anos. A peça estreou no dia 3 de novembro de 1810, em Veneza, e até hoje é muito encenada no mundo inteiro. São seis personagens principais, com os cantores se revezando entre caras e vozes, durante 50 minutos de espetáculo.

De acordo com o maestro, “a ópera é uma das manifestações artísticas mais complexas e plurais devido à confluência de artes que propicia, de modo que é um imenso prazer abrirmos nossa Temporada 2018 com essa montagem operística. Fizemos uma prévia de O Contrato de Casamento no ano passado com duas récitas no dia 3 de outubro, e foi um grande sucesso! Com essa mini-temporada estamos também prestando a nossa homenagem ao grande compositor italiano Gioacchino Rossini pelos seus 150 anos de morte. Além disso, essa obra é uma pérola do repertório operístico e se presta de modo singular e especial à formação de público. Assim, convidamos a todos para estarem conosco nesses dias e esperamos que a ópera possa fazer, cada vez mais, parte integrante da vida cultural de nossa cidade e de nosso Estado.” Quem assina a direção cênica da apresentação é Rose Mary Martins, professora do Departamento de Teoria do Teatro CAC/UFPE.

36231595544_a22dfa057a_z

“A gente queria uma produção que servisse tanto para atender à demanda educacional do Outras Palavras, como a retomada da tradição operista no Recife”, explica o regente Wendell Kettle sobre a escolha da ópera

Na trama, encenada em 16 cenas, o negociante canadense Slook viaja até a Inglaterra para conhecer a futura esposa, encomendada para Tobias Milque por meio de uma carta e uma nota promissória. As confusões começam quando os criados de Tobias Milque contam a sua filha Fanny que ela será oferecida como esposa. Só que a jovem está apaixonada por Edward Milford. O casal resolve ameaçar Slook para desistir da negociação.

A iniciativa tem o objetivo de apresentar uma montagem que una todas as artes de origens populares, contrariando a ideia de que ópera é voltada apenas para uma determinada classe social. Neste sentido, Márcia Souto, presidente da Fundarpe, destaca a realização da primeira ópera no Santa Isabel este ano. “A chegada de uma ópera gratuita a este equipamento cultural é uma oportunidade imperdível de aplaudirmos nossos artistas e vivenciarmos nossa cultura em um espaço que é patrimônio de Pernambuco e que precisa ser cada vez mais conhecido e prestigiado por todos”.

Para Marcelino Granja, secretário de Cultura, é motivo de alegria garantir mais um momento de fruição através da ópera para também fortalecermos o sentimento de orgulho e multiculturalidade nacional, quando prevalecem ameaças à soberania e à democracia brasileiras e, ao mesmo tempo, apresentar ao público pernambucano o talento de instrumentistas e cantores da UFPE, que revigoram a cena musical do estado”.

Serviço
Ópera “O Contrato de Casamento”, de Gioacchino Rossini, com a Sinfonieta e Coro de Solistas da Academia de Ópera e Repertório da UFPE, sob a regência do Maestro Wendell Kettle
Teatro de Santa Isabel (Praça da República S/N | Santo Antônio)

15 de março
16h – Récita especial para alunos da rede pública de ensino
20h – Récita para o público em geral

16 de março
16h – Récita especial para alunos da rede pública de ensino
20h – Récita para o público em geral

17 de março
20h – Récita para o público em geral

18 de março
18h – Récita para o público em geral

INGRESSOS SERÃO DISTRIBUÍDOS GRATUITAMENTE UMA HORA ANTES DAS SESSÕES

ARTISTAS

Wendell Kettle: Direção geral e regência
Rose Mary Martins: Preparação cênica

Fanny: Natália Duarte e Kellyta Martins e Gleyce Vieira (sopranos)
Slook: Anderson Rodrigues (barítono)
Tobia Mill: Rodrigo Cruz (baixo-barítono)
Edoardo Milfort: Elias Marques, Lucas Melo e Estevão Batista (tenores)
Clarina: Mariane Mariz e Adriana Nascimento (sopranos)
Norton: Fernando Almeida (baixo)

 

< voltar para home